A Ducati apresentou 3 modelos totalmente novos para 2019

By on 10 Dezembro, 2018
Info Press Ducati

A Ducati apresentou a sua gama para 2019 em Milão incluindo três modelos completamente novos além de novas versões das motos de 2018 e, pela primeira vez, uma e-mtb de enduro a MIG-RR .

As três motos completamente novas reveladas pela Ducati foram: a Panigale V4 R, a Diavel 1260 e a Hypermotard 950.

Este ano assistimos também à primeira grande evolução de toda a gama Scrambler desde o seu surgimento, bem como uma renovação completa da Diavel e da Hypermotard, duas das motos que são firmes favoritas entre os Ducatisti.

Hoje em dia, a segurança e a facilidade de utilização atingiram novos patamares, no entanto, a alma desportiva da marca está mais evidente do que nunca. A Panigale V4 R é, de facto, a mais potente moto de série jamais produzida pela Ducati.

Ducati Hypermotard 950

A primeira das motos totalmente novas na gama Ducati 2019 é a Hypermotard 950, agora mais desportiva, repleta de adrenalina e fácil de conduzir. A ‘fun bike’ Ducati por excelência recebeu uma renovação completa: a nova imagem vai buscar a inspiração ao mundo da competição em supermotard, a ergonomia completamente reformulada faz disparar a diversão e os motociclistas podem agora contar com novas e ultra avançadas definições a nível de ciclística e do pacote de eletrónica.

Um total de 4 kg mais leve que o modelo anterior, a nova Hypermotard 950 está equipada com um renovado motor Testastretta 11o de 937 cm3 com uns mais musculados 114 cv, combinando a maior entrega de potência com a nova eletrónica para assegurar um controlo mais suave.
O pacote eletrónico da Hypermotard 950 inclui o Cornering ABS Bosch com função Slide by Brake, Ducati Traction Control EVO (DTC EVO), Ducati Wheelie Control (DWC) EVO e Ducati Quick Shift (DQS) Up and Down EVO (de série na versão 950 SP e disponível como acessório na 950).

Agora com prestações ainda mais elevadas um caráter desportivo, a Hypermotard 950 SP conta com um assento plano, suspensões Öhlins de curso mais longo para assegurar um ângulo inclinação mais pronunciado (+3o), jantes forjadas Marchesini e Ducati Quick Shift (DQS) Up and Down EVO.

Ducati Diavel 1260

Outra grande novidade, revelada durante a Ducati World Première 2019, é a nova Ducati Diavel 1260. Anticonvencional, única e absolutamente inconfundível: desde que foi apresentada na EICMA em 2010, a Diavel espantou pela sua personalidade, design, comportamento de sport naked e motor de raça.
Esta segunda geração, a Diavel 1260, permanece fiel ao espírito original desta moto tão incrivelmente especial, retomando os seus elementos estilísticos fundamentais, mas reinterpretando-os sob uma perspetiva decididamente contemporânea: dispõe agora de linhas mais agressivas e prestações mais elevadas, é mais divertida de conduzir em qualquer tipo de estrada e ainda mais confortável, tanto para o condutor como para o passageiro.

A sua alma sport naked encontra-se bem evidente no motor Testastretta DVT 1262, capaz de produzir 159 cv (117 kW) às 9.500 rpm e 129 Nm (13,1 kgm) às 7.500 rpm. Uma curva de binário imensamente recompensadora assegura em simultâneo acelerações de tirar o fôlego com uma entrega de potência suave a baixas rotações, ideal para os trajetos do dia-a-dia ou para percursos turísticos.

Atualizações em termos de ciclística tornam a Diavel ainda mais reativa em estradas mistas, enquanto que a tecnologia e eletrónica de topo proporcionam prestações de travagem ao nível de uma moto desportiva (fazendo-o de forma segura, graças ao Cornering ABS da Bosch) e uma fácil gestão da performance do motor.

A excelente posição de condução e a ergonomia ‘power cruiser’ que ajudaram a tornar tão bem sucedida esta moto permanecem inalteradas: o que mudou foram as definições da ciclística, caracterizadas por um novo quadro de treliça tubular em aço que combina na perfeição com outra imagem de marca da Diavel, a jantes traseira de 17’’ com o seu pneu de 240 mm de largura. O resultado? Uma excelente manobrabilidade, ângulos de inclinação surpreendentes e um conforto excePcional.

Uma versão S mais desportiva da Diavel 1260 está também disponível. As suas características incluem suspensões Öhlins totalmente reguláveis em ambos os trens, jantes dedicadas e um sistema de travagem com prestações ainda superiores. Para além disto, a versão S está equipada de série com o sistema Ducati Quick Shift up & down Evo (DQS), para passagens de caixa sem recurso à manete de embraiagem.

 

Ducati Panigale V4 R e V4 S Corse

A nova decoração da Panigale V4 S Corse despertou um interesse entusiástico. Criada utilizando as cores oficiais da equipa Ducati de MotoGP, espelha a versão especial que, com um esquema de cores idêntico, Michele Pirro levou à vitória na Corrida dos Campeões na WDW2018. Essa moto e as restantes 11 variantes que competiram nessa corrida foram conquistadas por doze afortunados entusiastas num leilão global que atraiu licitações recorde.

No entanto, a moto que foi a estrela indisputada da Ducati World Première 2019 – e com intenções de aspirar ao título de “Moto mais bela do Salão EICMA2018” – foi a Panigale V4 R.

Comparativamente às anteriores versões R, a Panigale V4 R é ainda mais especializada e está repleta de tecnologia trazida diretamente do MotoGP. As modificações vão bastante além das características de motor e suspensões: elas incluem também a nova carenagem, desenhada e desenvolvida pela Ducati Corse em estreita colaboração com o Ducati Style Centre, de modo a melhorar a eficiência aerodinâmica. A nova carenagem incorpora ainda apêndices aerodinâmicos desenvolvidos para os protótipos de MotoGP. Feitos em fibra de carbono, aumentam a estabilidade na condução, permitindo uma dependência mais reduzida dos controlos eletrónicos e aumentando a confiança para atingir o máximo da performance do piloto.
A Panigale V4 R é, para todos os efeitos, uma moto de competição WSBK homologada para estrada, e constitui a base técnica para as Ducati oficiais de Superbike que irão competir no Campeonato do Mundo a partir da época de 2019.

O motor Desmosedici Stradale de 1103 cm3 foi aqui substituído pelo Desmosedici Stradale R de 998 cm3, de modo a cumprir com os limites de cilindrada regulamentares no WSBK. Contrariamente ao V4 de maior capacidade – desenhado para proporcionar uma entrega de potência fluida e uma resposta excelente a baixas rotações para uma utilização ideal em estrada – o Desmosedici Stradale R de 998 cm3 oferece prestações mais extremas, uma vez que a entrega de potência foi estudada tendo em mente o uso em pista. Para além do mais, é caracterizado por componentes internos mais leves (que reduzem o peso total da moto em 2 kg, em relação à Panigale V4 S, colocando o peso em ordem de marcha em apenas 193 kg).

A maior eficiência da admissão de ar permite subidas de rotação mais rápidas e passa a situar a zona vermelha do conta-rotações mais acima para garantir uma melhor aceleração. O resultado são 221 cv (162 kW) de potência às 15.250 rpm (valores de homologação UE), mais 2.250 rpm que o pico de potência do V4 de 1103 cc. Estes valores impressionantes podem ser ainda mais elevados ao instalar um sistema de escape de competição Ducati Performance by Akrapovič, que coloca a potência máxima em 234 cv (172 kW) às 15.500 rpm. Em resumo: a mais potente Ducati de produção de sempre!

Sólida e bem sucedida – com motos de sonho de um design sem paralelo e acessórios e equipamento atrativos que refletem o seu estilo e originalidade – a Ducati está ansiosa por poder receber o público na 76a edição da EICMA (Hall 15, Stand N06) e continuar a desempenhar o papel crucial que esta icónica marca tem no panorama na indústria internacional de motociclos.

Ducati Model Year 2019 Novos Modelos

  1. Panigale V4 R *
  2. Diavel 1260 / S *
  3. Hypermotard 950 / SP *
  4. Multistrada 1260 Enduro
  5. Multistrada 950 / S
  6. Scrambler Icon
  7. Scrambler Full Throttle
  8. Scrambler Desert Sled
  9. Scrambler Café Racer

* Motos completamente novas

Novas Versões

  1. Monster 821 stealth 2.
  2. Monster 25th Anniversary 3. Panigale V4 S Corse

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!