Subscreva a nossa Newsletter

Email Marketing by E-goi

Desafios: Salto de esqui numa Vespa PK 50

By on 14 Maio, 2024

Günter Schachermayr está de volta à ação. O famoso duplo austríaco, protagonista das façanhas mais loucas numa Vespa em busca de novos recordes para serem incluídos no Livro do Guinness, realizou um voo a partir de um trampolim normalmente usado em competições de salto de esqui.

Já o vimos saltar de paraquedas de um avião, voar preso a um balão de ar quente ou o protagonista de um emocionante pêndulo pendurado no ar na beira de uma barragem e muito mais, mas sempre fiel à sua scooter. Porém, já há algum tempo que não se ouviamos falar dele…

Em Höhenhart, estação de esqui no distrito de Braunau am Inn, na região da Alta Áustria, existe um salto de esqui para competições de salto que, em condições climáticas favoráveis, permite aos atletas deslizar a 45 metros de altura em distâncias de 200 metros.

No entanto, tudo isso acontece na neve enquanto Schachermayr iria voar em campos cobertos de relva. Para o novo desafio do aventureiro austríaco foram fixos dois patins de esqui Fischer Olympia de 240 cm de comprimento à Vespa PK 50, cuja superfície deslizante foi modificada com a inserção de rolamentos de esferas. Desta forma foi possível garantir as condições necessárias para Gunter atingir a velocidade máxima de descolagem na pista de salto de esqui com apenas 45 metros de comprimento. Para o realizar foi adoptado um sistema de voo Schmiedbauer Skiflyer, semelhante ao utilizado pelos duplo nas cenas mais arriscadas dos filmes, e também utilizado para transporte de passageiros; é aprovado para um peso total máximo de 150 kg e é cuidadosamente verificado pelo órgão de inspeção técnica alemão TÜV.

O inventor do aparelho, Alois Wenger, esteve presente na façanha de Schachermayr e o operou pessoalmente. Houve ainda uma atenção especial aos limites das barreiras de segurança, sobre uma pilha de fardos de feno cobertos com uma lona protetora. Mas claro que a vista de cima do trampolim causa uma certa impressão…

“No topo da rampa, os meus pés estavam frios, os meus nervos estavam à flor da pele e o suor congelava na minha testa enquanto esperava para saltar” – confessou o recordista de 46 anos, pai de dois filhos, que disse mais tarde: “Quando se se está na rampa de lançamento nunca pensamos em voltar atrás” .

Tudo terminou bem, o salto foi bem sucedido e terminou após um voo de 198,5 metros. É o novo (e único) recorde desta bizarra especialidade, e agora como de costume todo o material de vídeo será enviado ao Guinness para ser verificado pelos jurados e obter inscrição no livro dos recordes na categoria “curiosidades”.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments