Conselhos do Dia Europeu da Segurança Rodoviária

By on 9 Maio, 2019

O Dia Europeu da Segurança Rodoviária assinala-se hoje, numa iniciativa da Comisssão Europeia que, através do programa “Década de Ação para a Segurança Rodoviária”, visa apelar ao combate à sinistralidade rodoviária, entre 2011 e 2020.

Entretanto, o número de mortes nas estradas portuguesas continua preocupante: só este ano, até ao final de Abril, os acidentes rodoviários já provocaram 148 mortos, mais 8% do que no mesmo período de 2018. Os feridos graves aumentaram para 605 (+10,6%) e os feridos ligeiros para 12.529 (+2,4%)1.

Estudos apontam para o envelhecimento da população como uma das causas para o aumento dos riscos na estrada e, por outro lado, a utilização de smartphones durante a condução, principalmente por jovens, que pode estar a influenciar o aumento da sinistralidade rodoviária.

Aqui ficam 7 conselhos a ter nas estradas portuguesas:

  1. Mantenha uma distância de segurança entre a sua viatura e a da frente e, quando indicado na estrada, aumente essa mesma distância.
  2. Não utilize o telemóvel durante a condução. Lembre-se ainda que, apesar de legais, os chamados sistemas “mãos livres” podem distrair quem conduz.
  3. Adapte o estilo de condução às condições climatéricas adversas, ou do piso, que condicionem a visibilidade e aderência na estrada; nestas situações, reduza a velocidade – os acidentes na estrada são agravados pela velocidade.
  4. Seja responsável e, se beber, não conduza. Ainda que em poucas quantidades, as bebidas alcoólicas prejudicam a condução.
  5. Antecipe os perigos enquanto conduz. Observe os movimentos de outros condutores e pedestres, especialmente as crianças – se estiver a circular perto de uma escola, por exemplo – e recorra aos espelhos do seu veículo.
  6. Lembre-se que, como motociclistas, estamos entre os utilizadores das estradas mais vulneráveis. Outro grupos de risco são os peões e, entre estes, os mais velhos, além dos ciclistas. Por isso, tenha mais atenção a estes grupos.
  7. Verifique e garanta as boas condições de elementos vitais da sua moto, como os pneus (pressão e rasto), travões e suspensão.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!