Industria: Um milhão de motos KTM produzidas na Índia e caminho aberto para a eletrificação

By on 23 Janeiro, 2023

Tendo atingido a marca de 1 milhão de motos KTM produzidas na fábrica da Bajaj, na Índia, a parceria entre as duas marcas deve fortalecer-se ainda mais em breve com o desenvolvimento de uma nova plataforma comum para motos elétricas.

A divisão indiana da KTM comemorou um marco importante: 1 milhão de motos produzidas. É interessante observar o timing porque, em comparação com o primeiro meio milhão de meio milhão, o segundo meio milhão foi alcançado a um ritmo muito mais rápido, o que parece demonstrar o rápido crescimento desta já longa e consolidada parceria.

A Bajaj Auto, por outro lado, além de ostentar impressionantes capacidades de fabricação global, com a fábrica de Chakan sozinha a servir como centro de exportação para mais da metade das motos KTM enviadas para mercados em todo o mundo, provou ser para a empresa austríaca e para a subsidiária Husqvarna, também um parceiro inestimável no que diz respeito ao desenvolvimento de novas tecnologias. Basta pensar em sistemas como o da caixa de velocidades eletrónica e os novos displays TFT.

“As A1 elétricas até 15 CV vão suplantar as scooters e ciclomotores nos próximos dez anos”

Stefan Pierer, CEO do Grupo Pierer Mobility

Para o futuro, ambas as empresas pretendem desenvolver uma plataforma comum  para a produção de veículos elétricos. Ao que parece, as duas marcas estão a trabalhar numa moto elétrica de gama premium, talvez uma moto desportiva que possa seguir as pegadas já traçadas pela Ducati e Triumph com a  V21L MotoE e TE -1, ainda que não se deva descartar a possibilidade de vir a surgir uma Super Duque ou uma Adventure elétricas.

Aliás, foi o próprio CEO da KTM, Stefan Pierer, que disse há  alguns meses: “As A1 elétricas de no máximo 15 CV vão suplantar as scooters e ciclomotores nos próximos dez anos. As dois tempos estão destinadas a desaparecer a curto prazo e tudo o que diz respeito a potências superiores à A1 vai na direção das motos verdes. Os fabricantes têm planos muito claros”.

Uma declaração confirmada pelo colega indiano Rakesh Sharma, que em resposta comentou: “Também estamos a discutir com a KTM, um trabalho conjunto está em andamento no qual estamos examinando plataformas para motos elétricas de ponta. que está no nosso radar há algum tempo e será anunciado quando for a hora certa”. Como se percebe os ventos de mudança para a eletrificação, sopram cada vez mais fortes na distante Índia.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments