Curtiss “The One” Electric Motorcycle

By on 4 Fevereiro, 2021

Este será o primeiro modelo 100% elétrico do fabricante norte-americano, que depois de se tentar aliar à Zero Motorcycles sem o conseguir, decidiu fazer o seu próprio caminho com a cruiser Curtiss One, que estima uma produção anual de 100 unidades, a partir do final de 2021.

A mobilidade elétrica está a expandir-se cada vez mais rápido no mundo das motos, e o segmento das cruisers não é sequer exceção. Assim, não se admirem se a curto-médio prazo as designadas motos de ferro passarem a surgir como propostas ‘normais’ entre os grandes construtores. Vejamos um exemplo de um dos ‘reis magos’ das cruisers, que de um momento paro o outro, com um eclipse vindo dos céus, decidiu converter as suas motos de motores térmicos para unidade movidas a energia voltaica.

CONFEDERATE TERMICA

V8 COM ZERO PISTÕES

Em 2017, o fabricante de motos norte-americano Confederate iniciou uma curva a 180 graus na sua filosofia, mudando o seu nome para Curtiss Motorcycles e anunciando que estava a voltar-se para as motos elétricas. Desde então, a marca multiplicou-se em projetos e conceitos elétricos com a Zeus V8 Radial, Hades, Psyche e a P40 Warhawk- esta última, a derradeira moto da Confederate.

CURTISS HADES

O que se passa neste momento é que ainda não há motos elétricas à vista, e tudo porque não se concretizou a esperada parceria em 2020 com a Zero Motorcycle para desenvolvimento das moto. Fala-se agora em 2021. O fabricante apresentou de fato uma versão revista e corrigida do seu modelo Hades que agora leva o nome de The One e que pode até ser encomendada através de um configurador completo.

CURTISS PSYCHE ELETRIC

Uma máquina com um estilo atípico, a Curtiss ‘The One’ destaca-se pela sua modularidade, uma vez que o modelo é proposto com duas geometrias diferentes, o que mudou radicalmente a orientação do modelo – a confusão é grande, e cada vez maior, porque há perspetiva mão não há concretização!

UMA VERSÃO ROADSTER COM 217 CV E APENAS 193 KG

CURTISS ‘THE ONE

À primeira vista, a confusão é grande na Curtiss ‘The One’, mas os números que estão nela assemelham-se a uma típica e rasteira roadster, com um ângulo de direção de 31 graus e uma distância entre-eixos ampla de 1.625 mm.

Acima de tudo, a Curtiss promete um peso muito baixo para o segmento com apenas 193 kg, bateria incluída. O equipamento da moto é tão sofisticado como sempre, com um quadro de alumínio recurtado, uma bateria embutida num invólucro monobloco, suspensões RaceTech totalmente ajustáveis, travões Beringer com discos 4D e estribos Aerotec, Os aros de raios de 19 polegadas estão também disponíveis em versões de carbono.

Em termos de desempenho, o motor elétrico promete um máximo de 217 cavalos de potência e 369 Nm de binário. No entanto, esses valores são limitados a 120 cavalos de potência e 199 Nm por razões de fiabilidade. No entanto, não é declarada a vida útil para a bateria de 399V.

Em primeiro lugar vai surgir uma Curtiss Founders Edition limitada a 15 unidades, a qual é oferecida pela modesta soma de 115.000 dólares  (incluindo os 30.000 que devem  ser depositados na reserva da moto) e que deve ser entregue no início do verão.

Em seguida, o fabricante seguirá com a Curtiss One, que estima uma produção anual de 100 unidades, a partir do final de 2021 e que custará cerca de 81.000 dólares. Por este preço, o comprador poderá personalizar a geometria da moto, a sela (simples ou dupla), a cor do quadro, o invólucro do tambor ou suspensões, as bordas ou o pinstripping.

Disponibilidade e Preço

Produção: 100 unidades/ano

Disponibilidade: final de 2021

Preço: a partir de 81.000 dólares americanos

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x