Dicas para a boa compra de uma moto usada

By on 1 Março, 2021

Nos últimos anos, o mercado de motos usadas continuou a crescer e tudo aponta para que assim continue. A atual incerteza económica e o medo do contágio no transporte público, continuam a aumentar as intenções de compra da moto e, em particular, de segunda mão. Deve no entanto ser prudente, fazendo-o de preferência num concessionário que lhe assegure a garantia de uma boa compra.

Caso pretenda comprar uma moto em segunda mão, deve ter certeza de que a operação é o mais segura possível para não ter nenhuma surpresa desagradável. Em primeiro lugar, aconselhamos a dirigir-se um concessionário ou a uma loja de motos multimarca. Nesses locais, poderá ter que fazer um desembolso um pouco maior, mas será compensado ao comprar uma moto completamente revista e com a garantia legal que é exigida pelo mercado. É uma maneira de garantir que tem uma resposta imediata a qualquer problema.

GARANTIA NA COMPRA DE USADA

Em caso de compra de uma moto usada num concessionário ou stand, assumimos que serão respeitadas as leis em vigor para o comércio especializado de motociclos, nomeadamente em termos de revisões e garantias. Apesar de não ser obrigatório, recomenda-se que os motociclos sejam todos revistos antes da venda pois podem ter estado parados durante alguns meses e necessitar de componentes novos. Já no quem diz respeito à garantia, todos os concessionários são obrigados a dar 2 anos de garantia ou 1 ano por mútuo acordo. No caso de compra a um particular, está por sua conta e risco. O vendedor não tem de assegurar a reparação do quer que seja. Contudo, se a moto ainda estiver no prazo da garantia legal, esta transmite-se e dura até perfazer dois anos desde a data da primeira compra.

O estado da moto deve ser sempre acautelado. Tem as revisões em dia? Os quilómetros apresentados no odómetro são reais? A moto teve apenas um dono ou vários? Todas estas perguntas devem ser feitas e, caso seja necessário, o historial da moto poderá ser pedido nos concessionários onde a moto sofreu qualquer tipo de intervenção, assim como o livro de revisões. Quaisquer defeitos na moto devem ser evidenciados ao vendedor. Riscos no escape, manetes ou poisa-pés podem indicar uma queda. Já o guiador deve ser inspecionado para ver se não ficou empenado, o que poderia causar problemas de estabilidade. Apesar de poderem não ter qualquer influência no ótimo funcionamento das motos, lembre-se ainda que quaisquer defeitos podem servir para negociar um melhor preço.

Assine um contrato de venda. Se você decidir comprar a moto a um indivíduo particular, o mais importante é que ambas as partes assinem um contrato de venda privado. Os formulários podem ser encontrados online. Este contrato obrigará o vendedor a responder em caso de qualquer reclamação e será a única prova de que a moto lhe pertence até obter os papéis finais. Não se esqueça de apontar a data e a hora da compra, dados-chave em caso de qualquer incidente.

AS APARÊNCIAS ILUDEM…

Embora o bom aspeto da moto seja um fator muito importante, não deve ser o que determina a sua compra. O mais importante é a mecânica. Para verificar se está tudo em ordem, deve rever os seguintes pontos:

  • Verifique os quilómetros indicados pelo odómetro, embora esses dados possam ser manipulados, ajudará a avaliar a condição geral da moto.
  • Analise mossas e risco em partes delicadas da moto, como o quadro, braço oscilante, suspensões, carenagem (se houver) e todos os acessórios como retrovisores, pousa-pés, manetes, etc.
  • Verifique o desgaste do kit de transmissão, pinhão, coroa e corrente.
  • Constate o desgaste dos disco de travão e pastilhas.
  • Verifique o estado dos pneus.
  • Ligue o motor e desconfie caso escute qualquer som estranho.
  • Procure por possíveis vazamentos de óleo ou outros líquidos.
  • Verifique o bom funcionamento do amortecimento.
  • Veja possíveis folgas no guiador.
  • Verifique as condições dos rolamentos da direção e braço oscilante.

Seguir estas dicas será muito importante para que efetue uma boa compra, segura e sem surpresas.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments