Ducati – Ataque intemporal com a nova Panigale V4 SP

By on 19 Novembro, 2020

A DUCATI EXPANDE A FAMÍLIA PANIGALE V4 COM A INTRODUÇÃO DA NOVA VERSÃO NUMERADA PANIGALE V4 SP, QUE CERTIFICA O REGRESSO APÓS MUITOS ANOS ÀS INICIAIS “SP” (SPORT PRODUCTION) NA CARENAGEM DE UMA SUPERDESPORTIVA DA MARCA DE BORGO PANIGALE. NELA, O PODER É TUDO E NUNCA TERMINA, ATÉ PORQUE O ADN DESPORTIVO É O SELO DE IDENTICAÇÃO DA CASA DE BORGO PANIGALE.

O mundo da competição de corridas sempre foi uma fonte de inspiração para a Ducati, e alta performance faz parte do seu DNA da marca, e sob todas as suas formas. Para 2021 a fábrica italiana revela duas novas motos desportivas

Introduzida pela primeira vez na lendária Ducati 851, a abreviatura SP identificou as versões que constituíram a base para o desenvolvimento das motos de corrida utilizadas no campeonato de Sport Prodution, precursor do actual Superstock. E ainda hoje, na Ducati, a sigla “SP” é utilizada para reconhecer uma moto de produção com equipamento técnico específico que a torna mais rápida na pista.

Par além do acrónimo “SP” (Sport Production) A Panigale V4 SP é numerada, e o número é gravado na mesa de direção maquinada.

CRIADA PELAS LEIS DA FÍSICA

A Panigale V4 é a desportiva por excelência, derivada diretamente do MotoGP e, como as motos de competição, está constantemente a ser inovada e melhorada de ano para ano. Para 2021 os modelos Panigale V4 e V4 S passam cumprir as normas de homologação Euro 5 para os países onde são requeridas, enquanto mantêm os valores de peso, potência e binário inalterados.

O pacote eletrónico que equipa a Panigale V4 evolui e agora inclui a mais recente geração do Ducati Traction Control que é ainda mais preditiva: DTC EVO 3, com uma estratégia derivada da Ducati Corse. O Riding Mode é também novo, especificamente no Riding Mode Race, que foi dividido em dois mapas distintos, permitindo ao piloto ter duas configurações diferentes para definir o melhor set-up possível, baseado na pista e no seu estilo de pilotagem.

Para 2021 a Ducati expande a sua família Panigale ao apresentar a versão Panigale V4 SP, que marca o regresso do histórico acrónimo “SP” (Sport Production). A Panigale V4 SP é numerada, e o número é gravado na mesa de direção maquinada.

O números encantam, 214 cv, 12,6 kgm de binário, 173 kg a seco, tem um esquema de cores específico e está equipada com todos os elementos técnicos que melhoram as suas qualidades numa utilização em pista como a embraiagem a seco, que lhe permite ser ainda mais eficaz em pista quando numa pilotagem no limite. E como o limite é o sonho são muitos os elementos derivados da fantástica Superleggera V4 – as jantes em carbono, pinças de travão e bombas, embraiagem, e até a mesma medida de corrente.

O componente mais importante para a melhoria das qualidades dinâmicas é certamente o par de preciosas jantes em carbono de 5 braços, 1,4 kg mais leves que as Panigale V4 S em alumínio forjado, que reduzem a inércia, tornando a moto significativamente mais ágil e leve nas mudanças de direção.

MOTOR DESMOSEDICI COM 214 CV

A nova Panigale V4 SP é alimentado pelo motor  Desmosedici Stradale de 1.103c em conformidade com a norma europeia antipoluição Euro 5. Um V4 de 90° com distribuição desmodómica derivada do MotoGP, único no seu tipo para a contra-rotação do eixo da manivela e da ordem de disparo “Twin Pulse”..  O motor é capaz de fornecer 214  cv de potência às 13.000 rpm, e 12,6 Kgm de binário às 9.500 rpm.

O V4 de 90° do Panigale V4 SP utiliza uma embraiagem seca STM EVO-SBK, feita a partir de alumínio. Comparada com a embraiagem húmida da Panigale V4 S, no uso extremo da moto em pista, a embraiagem seca garante uma função anti-afundamento mais eficaz, mesmo nas mudanças de velocidade mais agressivas; proporciona também maior fluidez em todas as fases “off-throttle”.

A montagem da capa de embraiagem aberta em fibra, incluída no equipamento fornecido, confere o ruído metálico clássico e amado por muitos Ducatistas. O motor transfere o movimento para a roda traseira através de uma unidade final mais leve de 0,4 kg.

TRAVÕES BREMBO STYLEMA E AMORTECEDORES OHLINS

As exclusivas pinças de travão dianteiras Brembo Stylema R asseguram um elevado poder de travagem, bem como uma excecional consistência de prestações mesmo durante uma longa sessão cronometrada sem alterações no curso da manete de travão. As pinças são acionadas por uma bomba radial Brembo MCS, que permite um rápido ajuste do tato de travagem para se adaptar às necessidades do piloto.

Tal como a Panigale V4 S, a versão SP também está equipada com uma forquilha Öhlins NIX-30, um amortecedor traseiro Öhlins TTX36 e um amortecedor de direção Öhlins controlado pelo sistema Öhlins Smart EC 2.0. As principais vantagens oferecidas por este sistema dizem respeito à possibilidade oferecida ao condutor de personalizar a intensidade de intervenção na suspensão de acordo com as fases individuais de condução  (travagem, curva, aceleração), para modificar os parâmetros de funcionamento dos componentes de hardware.  Além disso,  permitem ter um ajuste básico mais suave no amortecimento e, portanto, mais fácil e menos exigente do que o das suspensões tradicionais, endurecendo instantaneamente apenas quando necessário.

O peso anunciado para a Ducati Panigale V4 é de 173 kg a seco, aumentando em ordem de marcha – com os líquidos e depósito pleno – para 194.  

EQUIPAMENTO E CORES

Os poisa-pés em alumínio anodizado montados na Panigale V4 SP são totalmente reguláveis para se adaptarem à ergonomia de cada utilizador e maximizarem a distância ao solo para uso em pista. A moto está também equipada com um Kit Racing para uso em pista que permite a remoção dos espelhos retrovisores, porta-matrícula, tampa de embraiagem aberta e inclui o Ducati Data Analyzer + módulo de GPS.

O esquema de cores da Panigale V4 SP é inspirado no usado nos testes de inverno pelas equipas oficiais de MotoGP e Superbike, trabalhadas pelo Centro de Estilo da Ducati. O depósito de combustível é em alumínio exposto, as carenagens são em preto mate enriquecidas com detalhes em vermelho fluorescente e componentes em carbono, tais como as asas e o guarda-lamas dianteiro.

A Panigale V4 e V4 S estarão disponíveis nos vendedores autorizados Ducati a partir de dezembro. A exclusiva Panigale V4 SP chega em março de 2021.

EQUIPAMENTO

o Cabeçote de direcção maquinado com o número de produção da moto impresso.

o Depósito de combustível em alumínio escovado exposto

o Assento dedicado com o logótipo “V4 SP”

o Asas de fibra de carbono

o Guarda-lamas frontal de fibra de carbono

o Embraiagem seca STM-EVO SBK

o Transmissão final com corrente de passo 520, roda dentada específica e coroa

o Rodas de fibra de carbono com 5 raios rachados

o Pinças de travão dianteiras Brembo Stylema R

o Brembo MCS 19.21 (Multiple Click System) bomba de travão frontal com ajuste remoto

o Travão dianteiro e alavancas de embraiagem “descarregadas

o Pousa-pés do condutor ajustáveis em alumínio de tarugo com proteções de calcanhar de carbono

o Configuração de assento único

o Kit Ducati Data Analyzer + (DDA +) com módulo GPS (fornecido)

o Tampa aberta da embraiagem de carbono * (fornecida)

o Tampa para remoção de matrículas * (fornecida)

o Cobertura de espelho em alumínio de tarugo * (fornecido)

PANIGALE V4 SP

PANIGALE V4 S

PANIGALE V4 R

PANIGALE V2

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x