Energica EGO a Desportiva elétrica

By on 30 Dezembro, 2016

Até à pouco tempo, as motos desportivas elétricas era a bem dizer uma realidade desconhecida dos amantes das duas rodas. Contudo pouco a pouco são cada vez mais as marcas que vão surgindo neste segmento de mercado apoiadas pelos programas governamentais de uma mobilidade sustentável.

Uma das marcas é a italiana Energica, que desde 2012 tem vindo a trabalhar para consolidar a sua posição neste mercado cada vez mais concorrencial. No último ano a Energica Motor Company entrou nos Estados Unidos, Israel e Suécia, para além de já operar na Alemanha, Holanda, Espanha e Portugal.

ego_3

Os modelos da marca italiana são a desportiva Ego e a naked Eva, sendo que esta última é a moto que mais vendas tem acumulado nos últimos tempos, apesar do crescente interesse pela EGO. Alias a Energica EGO é a primeira moto de competição elétrica, dotada de um motor síncrono refrigerado a óleo que debita 195 Nm de binário e produz 136cv (100Kw) de potência, oferecendo prestações superiores a uma Supersport de 600cc.

Disponibiliza de série quatro modos de condução: Standard, Eco, Rain e Sport1 e ainda marcha-atrás para ajudar nas manobras, e quatro modos de regeneração de energia: Low, Medium, High e Off. A forma como influem na condução, sob o efeito de travão motor, fica ao critério do condutor qual o que melhor se adapta ao seu estilo ou tipo de condução.

A suspensão é uma forquilha Marzocchi com 43 mm de diâmetro, completamente ajustável, e o amortecedor traseiro é fabricado pela Bitubo e regulável em expansão e pré-carga. A travagem é integralmente Brembo, na dianteira com duplo disco de travão de 330mm de diâmetro e maxilas de quatro pistões com aplicação radial, e na traseira um disco simples de 240mm e maxila de dois pistões. As bombas são também radiais.

ego_2

Em matéria de autonomia, a EGO está equipada com baterias de polímero de iões de lítio de alta densidade com capacidade para 11,7 KWh, capazes de teoricamente garantirem distâncias que podem variar entre os 100km, a uma velocidade de 100km/h e os 190km, a 60Km/h.

Estas baterias, com uma longevidade de 1.200 ciclos de carga, podem ser alimentadas pelo carregador interno, a partir de uma tomada de 220V, que demora 3,5 horas a fazer uma carga completa. Mas em opcional está disponível o modo de carga rápida DC, que permite carregar a bateria até aos 85%, em cerca de meia hora.

 

Mais informações  sobre as motos Energica e Importador para Portugal AQUI

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments