Espanha recua na obrigatoriedade do uso de airbag

By on 14 Junho, 2021

Em fevereiro deste ano, o Ministério dos Transportes de Espanha, DGT, lançou uma iniciativa sobre airbags para motociclistas. Isso poderia ter resultado na obrigatoriedade do uso do colete protector isuflável, mas depois de muitos protestos, a DGT acabou por recuar na decisão.

Em determinados cenários de acidente, os airbags podem aumentar a segurança dos motociclistas e reduzir o risco de lesões. O Ministério dos Transportes da Espanha, DGT, também chegou a essa conclusão.

Assim, uma iniciativa foi lançada em fevereiro de 2021 para incentivar mais motociclistas a usar os airbags de proteção. Como parte dessa iniciativa, houve várias conversas sobre a obrigatoriedade de airbag para os motociclistas, o que causou confusão e gerou numerosos protestos. Em junho de 2021, o Ministro do Interior espanhol, Fernando Grande-Marlaska, deixou claro que, por enquanto, não haverá o uso obrigatório de airbags para motociclistas em Espanha.

Em primeiro lugar, e conforme exigido por numerosas associações de motociclistas, um estudo detalhado de acidentes deve ser realizado a fim de examinar o uso de airbags na vida quotidiana. Além do capacete de proteção, as luvas serão obrigatórias na Espanha no futuro . A obrigação correspondente de as usar ainda não se aplica, mas provavelmente será aplicada ainda este ano no país vizinho.

Intercomunicadores já são legais

Até há bem pouco, qualquer motociclista que já viajou por Espanha com intercomunicadores no capacete, deveria a saber que estava em risco de infração, pois o seu uso não era legal. As autoridades locais sancionavam, ou não, de acordo com critérios muito subjetivos. Mas de acordo com o ministro do interior Marlaska, esse dispositivos com auriculares de ouvido integrados no capacete, já podem a partir de agora ser usados ​​legalmente.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments