Estudantes holandeses criam uma elétrica emocionante!

By on 6 Maio, 2022

Um grupo de estudantes universitários holandeses está por trás destas motos elétricas de corrida, excelentemente construídas e produzidas com a parceria da Ten Kate Racing, Suter e muito mais. A mais potente consegue atingir os 228 cv de potência máxima e ‘disparar’ dos 0 a 100 km/h em menos de 3 segundos!

O que vemos aqui é um par de motos de corrida elétricas, recentemente reveladas por uma equipa de estudantes universitários holandeses da Universidade de Twente. O fato de ambas terem sido desenvolvidos em parceria com a equipa vencedora do campeonato mundial de Superbike, Ten Kate Racing, deve explicar os níveis de construção de alta qualidade.

O programa Electric Superbike Twente (EST)  foi criado pela universidade há cinco anos, sendo totalmente composto por estudantes. Estudantes de engenharia e design trabalharam no desenvolvimento da moto, bem como nos esforços de comunicação e marketing em torno dela, enquanto os estudantes de administração ajudaram a administrar a equipa.

A cada ano, um novo grupo de alunos entra no projeto com o objetivo de desenvolver o que os alunos anteriores criaram anteriormente. A primeira equipa em 2017/2018 criou a Liion-GP com 90kW capaz de 250 km/h enquanto o segundo lote depois deles construiu a Eclipse-GP de 110kW. Uma criação de 120kW chamada Apex-RS chegou em 2019/2020, seguida pela Delta-XE de 150kW em 2020/2021. Este ano, a Apex-RS e a Delta XE receberam sistemas de refrigeração atualizados, novos amortecedores de direção e pintura nova, enquanto a mais recente Delta-XE viu a sua bateria com novos cabos e conectores de tensão mais altos incluídos.

Atualmente, a moto elétrica mais poderosa desenvolve uma potência de 228 cv, o que por sua vez permite uma velocidade máxima impressionante de mais de 300 km/h, além da capacidade de realizar sprints de 0 a 100 km/h em menos de três segundos. A velocidade séria também é combinada com hardware sério, pois ambas as motos de corrida elétricas construídas pela EST apresentam suspensão Öhlins, travões HEL e rodas Marchesini. Além da Ten Kate, a EST também trabalhou com outros parceiros de tecnologia de primeira linha, como a Suter Industries e Bakker frames.

A EST diz que a sua missão é “mostrar a emoção e a diversão da mobilidade sustentável” com o objetivo final de “alcançar os tempos de volta da MotoGP com uma superbike totalmente elétrica”. E dadas as especificações reveladas, eles levam mesmo a sério o assunto.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments