Faça você mesmo: 10 Passos para lavar bem a sua moto?

By on 3 Novembro, 2020

SHAMPOO, ENXAGUAR, ESFREGAR, SECAR… SAIBA TUDO O QUE PRECISA PARA FAZER O OBJETO DO SEU ORGULHO BRILHAR. ALGUMAS DICAS PARA ECONOMIZAR TEMPO, EFICIÊNCIA E DEIXAR A SUA “AMADA” COMO NOVA!

Felizmente, dias de muito sol e luminosidade é algo que não falta no nosso país, muito ao contrário dos dias cinzentos de grande parte da Europa. Neste cenário, ser visto a andar com uma moto toda suja, é quase um ultraje para quem gosta de motos, e em particular o modelo que conduz, seja uma moto de grande cilindrada, uma pequena 125cc ou uma scooter.

Por exemplo, quando está convenientemente equipado dos pés à cabeça, ninguém se apercebe se tem as unhas sujas, ou se esqueceu de escovar os dentes, mas a moto é o seu cartão de apresentação, não esqueça. E se a mantiver a brilhar, você será sempre bem visto pelos outros, não com um indigente, desleixado, anti-social, e que dificilmente vai reunir muitos amigos ao seu redor.    

Imaginando que a sua moto passas as noites coberta sob uma lona, ou numa garagem livre de humidade, provavelmente poderá estar na mesma condição quando a foi pela primeira vez buscar a um concessionário… mas, na verdade quantas motos enfrentam os elementos e passam a noite ao relento e frio enquanto dorme tranquilamente sob os lençóis?

Além do prazer de ter a moto sempre a cintilar, lembre-se que uma máquina limpa é mais resistente aos ultrajes do tempo, pois a oxidação é um processo químico que não perdoa. Um exemplo claro são as motos que passam noites junto ao mar e a autêntica destruição que o sal faz. Além disso, uma moto limpa permite que se aperceba melhor de uma anomalia (por ex. o vazamento de óleo), remediando a situação antes que seja tarde demais – isso possibilita otimizar a manutenção da moto.

Mas, sabe mesmo os passos a dar para proceder a uma correcta lavagem da moto? Conhece os produtos de limpeza adequados para o fazer? Vamos ajudá-lo com 10 conselhos para levar bem a sua moto:

1. Comece a desengordurar

Se vamos limpar a moto, então devemos fazê-lo completamente. No entanto, há uma parte difícil de limpar: são as rodas, e ainda mais no lado do descanso lateral onde está habitualmente a coroa e corrente de transmissão. Este é o espaço onde habitualmente se deposita maior sujidade. Comece então por amolecer, ou mesmo dissolver ai agregada junto à corrente.

Como? Recorrendo a produtos específicos, desengordurantes, que são aplicados (não com uma cueca velha sem futuro) mas com uma luva de microfibra e que deixamos para baixo por alguns minutos. Dependendo do produto, deve ser permitido colocar entre 2 e 5 minutos na maioria dos casos, antes de enxaguar, geralmente com água com sabão.

Mas cuidado, o desengraxamento é feito na transmissão (coroa, cremalheira e corrente) acima de tudo e NUNCA sobre as pinturas e vernizes da moto, correndo o risco de manchá-los, ou mesmo destrui-los.

2. Evite o uso da pistola de alta pressão

A ferramenta favorita de muitos é a pistola de alta pressão, mas que não é necessariamente recomendada para lavar uma moto. Se é perfeita para limpar cimento, tirar as lamas e sujidades mais escondidas, por outro lado (sobretudo numa moto com alguns anos) é o instrumento ideal para danificar ou mesmo retirar logotipos e autocolantes originais da moto. Cuidado em não enviar a pressão da água para onde não deve ir, nomeadamente para certos circuitos elétricos, rolamentos do guiador e direção, assim como para o assento da moto – a água consegue passar para a espuma subjacente e ajuda a degradá-la mais rapidamente.

3. Calor e frio não combinam

Se por exemplo vier de um passeio por trilhos de off-road, ficará surpreendido ao descobrir que a lama vai muito melhor com água fria do que com água quente. É químico…

Da mesma forma, é tentador lavar a sua moto diretamente no caminho de volta de um passeio. Não é uma boa ideia! As peças metálicas expandem-se com o calor e se resfriadas abruptamente, contrairão muito rapidamente, o que primeiro danificará os tratamentos superficiais, e depois as enfraquecerá. Isto é ainda mais verdadeiro para sistemas de escapes clássicos de motos, cobertos com uma fina camada de cromados.

4. Não lave uma moto ao sol

Mesmo que lhe pareça melhor, não lave uma moto ao sol. E ainda menos uma moto que ficou por muitas horas em pleno sol. Simplesmente porque uma tinta que aqueceu torna-se menos resistente e poderá ficar marcada mais facilmente com micro arranhões. Da mesma forma, se você não enxaguar bem a moto, as manchas de sabão podem ser difíceis de sair das seções pintadas.

5. Use apenas produtos específicos para motos

Ponha de lado a ideia de lavar a moto com o Sonasol da loiça da cozinha, ou mesmo com o champô barato comprado na lona do chinês: já pensou no que está a fazer ao lindo depósito da sua moto? Use produtos específicos de moto, que tenham elementos que não ataquem as peças. Há espuma, produtos de spray e shampoos para colocar na água específicos. Mas também há produtos sem água, sem mencionar lenços humedecidos pré-impregnados.

6. Utilize um pano macio e húmido

Suponha que a poeira são partículas muito finas e aos esmaga-las com um pano seco vai arranhar a pintura. Use um pano macio e ligeiramente humedecido, sempre perfeitamente limpo para evitar esses traços indeléveis. E mais, se você for uma pessoa muito meticulosa,  pode usar dois recipientes para enxaguar: um para a sujidade outro para o líquido de limpeza adicionado à água limpa.

Microfibra para limpar a carenagem da moto

Se você é ecologicamente correto e é adepto da reciclagem, certamente vai usar uma t-shirt antiga ou até outra peça de roupa interior para a limpeza. Se for menos, vai comprar um pano de microfibra para esse efeito no seu supermercado habitual. Tenha cuidado porque nem todos os panos de microfibras são iguais e muitas vezes pouco se adaptam ao tipo de superfície que quer limpar, e mais… não se esqueça que só limpam com água!

Na foto acima mostramos três diferentes microfibras para diferentes usos, o que depende sobretudo do material empregue. Uma camurça por exemplo, é o ideal para secar a sua moto depois de lavada.

7. Secagem: não deixe ficar a água nas áreas ocas

Já em “Le Grand Bleu”, Jacques Mayol (um famoso mergulhador francês) escreveu: “a água faz você enferrujar”. Pensando nesta frase, então quando lavar a sua moto, não se esqueça de a secar por completo, mesmo nas zonas menos visíveis, ou será como deixar um roedor a atacar esses espaços. Assim, evite que a água fique dentro do escape (mesmo tapado a água pode entrar) e há uma solução para o problema: ligar o motor e deixá-lo a trabalhar um pouco, verá então algum vapor a evaporar. É a prova de que você fez a coisa certa.

8. Uma boa cera para terminar

Para fazer a sua moto brilhar durante um longo período de tempo, finalize a limpeza com uma cera que aplicará com um pano adequado. Mas não esqueça o seguinte: Use uma cera ou polimento próprio para as superfícies plásticas e outra as para as superfícies metálicas.

9. Lubrificar após a lavagem

Com uma grande dose de vontade, uma vez que já utilizou grande parte das técnicas que aconselhámos e aplicativos de limpeza, vai agora lubrificar o essencial depois da moto ficar lavada e seca. Uma pequena passagem com o spray nos cabos e ao redor dos rolamentos da direção, na corrente e roda de coroa, nos rolamentos das rodas… e está pronto. Agora, todos vão vê-lo com outros olhos, como um tipo asseado e cuidadoso, e vai ganhar mais amigos!

10. “Serviços mínimos” entre lavagens

Pode passar duas horas a limpar a sua moto corretamente, é verdade, mas não é necessariamente algo que você possa fazer com frequência. Então, o principal é manter a sua moto num nível “apresentável” durante esses intervalos de tempo. Remova os mosquitos após cada viagem, elimine as ‘bostas’ largadas por pássaros e pombos em vez de os deixar a secar para sempre, porque a pintura vai agradecer essa atenção. Pode também passar uma camada protetora de silicone regularmente, porque essa será a forma simples e eficaz de manter por muito tempo uma moto apresentável e em bom estado.

Em conclusão: Para lavar a moto, no mínimo precisa de 1 balde de água, 1 esponja, 1 pano e líquido de lavagem apropriado. É muito? Seja ‘Clean’!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments