HONDA CB650F – Um mito renascido

By on 21 Junho, 2017

As motos tetracilíndricas de média cilindrada sempre foram modelos-chave na vasta gama da Honda. São veículos acessíveis e de condução agradável, com um motor de boas performances e com peso reduzido que, para muitos condutores, representa um excelente ponto de entrada – ou de reentrada – no mundo das motos.

A CB650F, estreada em 2014, dá continuidade a esta tradição. Desenhada por uma equipa de jovens engenheiros, este modelo recupera as formas de baixo peso e elevada qualidade das Honda de média cilindrada – com um “aceno” especial à CB400 dos anos 70 do século passado por causa dos seus colectores de escape em posição lateral – e injecta um novo fôlego de energia no campo das motos de estilo naked streetfighter.

A evolução para 2017 eleva ainda mais o nível de adrenalina. A nova CB650F debita mais potência, com uma sonoridade amplificada que complementa o seu aspecto mais duro. Agora, ainda mais despida e com uma agilidade ainda mais apurada, este modelo encerra um vigor que não passa despercebido.

Nas palavras de Sadataka Okabe, Líder de Projecto da CB650F de 2017:

“Os modelos genuínos de quatro cilindros e média cilindrada fazem parte da mais importante tradição da Honda. “Grande” nem sempre quer dizer melhor e para 2017 com a CB650F, quisemos oferecer aos condutores mais do que realmente importa para eles – performances, acelerações, estilo e capacidades de manobra – mas sem aumentar o peso ou os custos. Por outro lado, também quisemos oferecer especificações ainda mais elevadas, agora com iluminação de LEDs e a mais recente forquilha de suspensão SDBV.”

 

Generalidades do modelo

O pico de potência mais elevado graças aos novos funis da admissão e um novo sistema de escape, que permite ao motor respirar melhor, dão à CB650F um impulso muito gratificante que atinge o redline às 11.000 rpm, com as relações de caixa curtas a assegurarem acelerações mais vigorosas na gama de média rotação. E, com o aumento de potência, o escape emana uma sonoridade mais rouca logo desde baixa rotação, com um troar majestoso à medida que a rotação sobe rapidamente.

A maneabilidade também foi melhorada, com uma nova forquilha Showa de dupla válvula de torção (SDBV) e pinças de travão Nissin revistas à frente. As linhas ágeis da CB650F – com a carenagem frontal e os painéis laterais ainda mais pequenos – acentuam o carácter muscular do motor e a postura poderosa e avançada da moto. Agora o farol e o farolim são de LEDs e o guiador montado em apoios de borracha aumenta o conforto nas jornadas mais longas.

 Motor

 Para 2017, o motor da CB650F tem mais 4CV (3 KW) em alta, com uma potência de pico às 11.000 rpm com 91CV (67 kW). Este aumento – que se nota a partir das 5.000 rpm – fica a dever-se à nova gestão da admissão e do escape: funis de admissão mais curtos, rampa de aceleração com aberturas de 32 mm alimentadas por uma caixa de ar com tiragem descendente vertical (que recebe o ar via condutas de admissão maiores) e, em vez do sistema de escape lateral 4-1, a moto apresenta agora um silenciador de sistema de dupla estrutura interna (em vez de tripla), o que reduz a contrapressão. A saída final também é mais larga.

Com relações mais curtas entre segunda e quinta velocidades, a nova CB650F consegue arranques bastante mais rápidos do que o modelo anterior e, nas recuperações em segunda a 60 km/h, ganha o equivalente ao comprimento de 3 motos em apenas 400 metros.

O binário ligeiramente mais elevado de 64N·m às 8.000rpm) e o carácter dócil do motor permitem acelerações suaves desde o ralenti, às 1.500 rpm, em sexta velocidade. Com um nível adicional de satisfação, a sonoridade entre baixa e média rotação altera-se para um troar viciante a alta rotação, nunca deixando esquecer que a CB650F faz parte da família de modelos tetracilíndricos de competição da Honda.

O motor de 649 cm³ possui uma arquitectura interna compacta, caixa de seis velocidades “empilhadas” e configuração tipo motor de arranque/embraiagem com os cilindros inclinados 30° para a frente. A cabeça DOCH de 16 válvulas usa árvores de cames de actuação directa; o diâmetro e o curso são de 67 x 46 mm e a relação de compressão é de 11,4 : 1.

Os pistões de saias assimétricas minimizam o contacto com os cilindros e reduzem o atrito. As “espinhas ferrosas” na superfície exterior dos cilindros reduzem o consumo de óleo (e o atrito), com melhor transferência térmica; a corrente SV da distribuição é silenciosa e permite reduzir ainda mais as perdas por atrito graças ao tratamento de vanádio dos seus pinos. As passagens internas de refrigeração entre a cabeça do motor e o bloco dos cilindros permite dispensar a maior parte das tubagens exteriores.

Os consumos são de 4,7 l/100 km (em modo WMTC) para uma autonomia superior a 350 km por cada depósito de 17,3 litros. O motor da CB650F cumpre a norma EURO 4.

Ciclística

O quadro tipo diamante em aço da CB650F recorre a traves duplas elípticas de 64 x 30 mm, com um equilíbrio de rigidez (mais rígido na zona da coluna da direcção e mais “flexível” na zonas das traves) especificamente preparado para oferecer o melhor equilíbrio entre maneabilidade e elevado nível de feedback ao condutor. O ângulo da coluna da direcção é de 25,5° e o eixo de arraste (trail) vale 101 mm, para uma distância entre eixos de 1.450 mm O peso em ordem de marcha é de apenas 208kg

A nova forquilha de suspensão Showa SDBV melhora o conforto e a maneabilidade, oferecendo afinações proporcionais do amortecimento em extensão, com amortecimento mais firme em compressão caso seja usado todo o seu curso de 120 mm. As tampas da forquilha em formato octogonal têm acabamento atraente em Alumite. Com 7 níveis de afinação da pré-carga, o monoamortecedor trabalha directamente no braço oscilante em alumínio fundido.

As jantes em alumínio fundido e de seis raios montam pneus radiais 120/70-17 à frente e 180/55-17 atrás, com válvulas de formato de L que facilitam o enchimento. As pinças de travão Nissin de dois êmbolos foram revistas e actuam sobre discos ondulados de 320 mm; atrás as pinças de um só êmbolo trabalham num disco de 240 mm. O ABS de dois canais é equipamento de série.

Compacto como nunca, o estilo da CB650F é muito apurado. Os painéis laterais, ainda mais pequenos, realçam os ângulos do depósito e colocam o motor em destaque, enquanto o banco esguio e o guarda-lamas traseiro cortado sublinham a postura poderosa e avançada da moto. Tanto o farol, como o farolim traseiro, ambos de lentes claras, são agora de LEDs; a carenagem do farol é mais compacta, de ângulos mais afilados e aspecto mais “duro”.

A posição de condução foi ligeiramente avançada, colocando o condutor mais perto da roda dianteira; o guiador tubular, mais plano, recorre a contrapesos internos optimizados e a apoios de borracha para aumentar o conforto de condução. O perfil estreito a meio do banco ajuda a chegar mais facilmente ao chão; o próprio banco está assente em apoios de borracha cujo formato e dureza específica foram cuidadosamente estudados para minimizarem as vibrações. A altura do banco é de 810 mm.

O painel de instrumentos é composto por dois mostradores digitais de grandes dimensões. À esquerda encontramos o conta-rotações e o velocímetro; à direita temos o indicador do nível do combustível, o relógio, o conta-quilómetros totalizador e as luzes avisadoras. Ambos os lados possuem retro-iluminação branca. A chave é compacta e do tipo ondulada.

Com um quadro, braço oscilante e rodas sublinhados a preto ­(as tampas do motor são de cor bronze), a CB650F vai estar disponível nos seguintes esquemas cromáticos:

Vermelho Millenium, Prata Metalizado Sword, Branco Pérola Metalizado, Preto Metalizado Mate Gunpowder e Azul Pérola Spencer

 

FICHA TÉCNICA

 

MOTOR

Tipo                                                     4 tempos, 4 cilindros em linha, 16 válvulas, DOHC,

Cilindrada                                           649 cm3

Diâmetro x Curso                               67 x 46 mm

Taxa de compressão                          11.4:1

Potência máxima                                 91 CV (67 kW) / 11.000 rpm (95/1/EC)

Binário máximo                                    64 Nm/ 8.000 rpm (95/1/EC)

Depósito de óleo                                 3,5 litros

 

SISTEMA DE COMBUSTÍVEL

Tipo                                                     Injecção electrónica PGM-FI

Depósito                             17,3 litros

Consumo                           4,8 lt/100km (método WMTC)

 

SISTEMA ELÉCTRICO

Arranque                                             Eléctrico

Bateria                                                 12 V-8,6 AH

 

TRANSMISSÃO

Embraiagem                                         Multi-disco banhada em óleo, com molas helicoidais

Tipo da transmissão                            6 Velocidades

Transmissão final                                Por corrente #525 O-ring

 

QUADRO

Tipo                                                     Aço tipo diamante

 

CICLÍSTICA

Dimensões (CxLxA)                                   2.110 mm x 755 mm x 1.120 mm

Distância entre eixos                                1.450 mm

Ângulo da coluna da direcção            25,5°

Avanço (trail)                                                   101 mm

Altura do assento                                         810 mm

Distância mínima ao solo                      150 mm

Peso em ordem de marcha                   208kg

 

SUSPENSÃO

Dianteira                                 Forquilha telescópica convencional de 41 mm

Traseira                                               Mono-amortecedor, ajustável em pré-carga da mola.

 

RODAS

Dianteira                                              Jante em liga de alumínio com 6 raios

Traseira                                      Jante em liga de alumínio com 6 raios

Jantes

Dianteira                                              17M/C x MT3.50

Traseira                                       17M/C x MT5.50

Pneus                     

Dianteiro                                   120/70-ZR17M/C

Traseiro                                       180/55-ZR17M/C

 

TRAVÕES

Sistema ABS                              Canal duplo

Dianteiro                                      Dois discos hidráulico de 320 mm x 5.0 mm com 2 pinças e pastilhas de material sinterizado.

Traseira                                          Disco de 240 mm x 5 mm com pinça de um êmbolo e pastilhas de resina

 

INSTRUMENTAÇÃO

Instrumentos                                       Conta-rotações e velocímetro digital, indicador do nível do combustível, relógio, conta-quilómetros totalizador, duplo contador parcial

Sistema de Segurança                        HISS

Farol                                                             LED

Farolim                                                      LED

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!