KTM Duke 990 pode ser a resposta ao Euro 5b

By on 22 Julho, 2021

Fotos-espia de uma nova KTM Duke, possivelmente com cilindrada elevada a 990 cc, foram recentemente divulgadas. Será para cumprir a futura normativa europeia de emissões?

O lançamento da KTM 790 Duke em 2018 foi uma bomba e resultou num sucesso imediato. Para se adaptar ao Euro 5 e ganhar alguma performance, o construtor austríaco aumentou depois a cilindrada do motor LC8c até “890” (889 cc). Este motor é um bicilindrico em linha , uma configuração inédita depois de anos a fio com um cilindro e os grandes V2s austríacos. 

Agora, há mais novidades no horizonte, conforme revelam as fotos-espia publicadas pelos nossos colegas britânicos da MCN que mostram uma nova geração da Duke, também de dois cilindros, mas ao que tudo indica com 990 cc. A questão que se levanta é esta: Para quê?

Duke 990 para o Euro 5b?

As fotos parecem ter sido feitas na Alemanha ou na Áustria, de acordo com as placas de matrícula e cartazes de veículos próximos. Mas, vamos ao que interessa… Quando a KTM 790 Duke passou para 890, a base do motor não mudou e, de fato, por fora são indistinguíveis pela fundição dos cárteres, cilindros e cabeças. Porém, esta nova KTM monta um motor claramente diferente do atual 2 cilindros em linha, apenas uma tampa parece ser a mesma empregue nas unidades atuais. 

Por causa do tamanho (cilindros um pouco mais altos e um volume geral um pouco maior) parece tratar-se de um motor com maior cilindrada, daí a especulação sobre um possível “990”. 

Como sabemos, a arqui-rival BMW monta um dois cilindros em linha de 895 cc na suas Fs mais recentes … Por outro lado, o futuro padrão Euro5b (adiado) implementará requisitos de ruído maiores do que os atuais: isso fará com que alguns motores não cumpram devido ao puro ruído mecânico (além de admissão e escape) e este motor parece ter mais camisas de água… justamente para esse fim.

Parece ainda contar com um radiador muito maior – embora a moto observada seja um protótipo -, com um sistema de escape também maior, sendo o braço oscilante diferente para permitir que este passe por baixo. 

Este protótipo será confirmado brevemente em algum modelo? Não nos parece muito provável que isso venha a acontecer, até porque ainda não existe uma data definitiva para a entrada em vigor do Euro5b… mas a KTM não dorme e já está a arrepiar caminho! 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments