Marcas Históricas: BSA, do armamento às motos

By on 1 Dezembro, 2020

NOS PRIMEIROS TEMPOS A BSA FOI UMA COOPERATIVA DE ARMEIROS, QUE PARA DIVERSIFICARAM A SUA ATIVIDADE SE LANÇARAM A PRODUZIR BICICLETAS. A SIGLA BSA, SIGNIFICAVA ENTÃO “BIRMINGHAM SMALL ARMS”.

As primeiras BSA com motor nasceram em 1905, para cinco anos depois, a BSA desenvolver a sua primeira moto totalmente inglesa. Durante a guerra, a produção de duas rodas continuou, mas a BSA regressou à sua atividade original, o fabrico de armas.

Em 1920, a marca lançou um motor V-twin que fez um tremendo sucesso, de tal forma que os cilindros veriam a cilindrada aumentada em 1922 de 770cc para 986cc. Em 1926, um revendedor da BSA e um jornalista, decidiram dar a volta ao mundo numa moto BSA especialmente preparada. O motor, recebia na altura a designação Colonial.

BSA Roundthank de 1924

Nos anos seguintes, a BSA produziu vários modelos com motores de diferentes configurações, nomeadamente os leves monocilíndricos que eram os que mais vendiam na época. Quando a crise chegou à Europa em 1930, a BSA desenvolveu uma versão ‘low cost’ da célebre Roundtank que seria vendida ao preço irrisório de 33 libras, ou 36,7 euros na moeda atual após conversão.

BSA Sloper S31 de 1931

Algum tempo depois seria lançada a Sloper S31 que não brilhava pela sua velocidade, mas especialmente pelo seu lado mais tranquilo. Mais uma vez, um modelo BSA tinha grande sucesso e quase 80 mil unidades seriam vendidas em poucos anos, resultado que impulsionou a marca britânica a uma nova moto chamada Blue Star.

BSA Blue Star de 1936

AS PRIMEIRAS TWINS

Em 1936, a BSA celebrou o 25º aniversário do reinado de George V lançando a E22 Empire Star. Outra moto seria lançada quase em simultâneo, a De-Luxe que, como o próprio nome sugere, tratava-se de uma moto luxuosa e refinada. Seguia-se a aposta da BSA na competição, destacando-se especialmente na competição do Tourist Trophy, que ainda hoje tem como prova de resistência mais famosa o TT da Ilha de Man.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a BSA produziu principalmentemotos monocilíndricas  para as tropas aliadas, mas a enorme fábrica acabou por ser vítima de numerosos bombardeamentos alemães.

A primeira TWIN, a ACT BSA foi desenvolvido em 1940. Alguns anos depois, o engenheiro Bert Hopwood fez um progresso significativo neste bicilindrico paralelo criando a A10 de 560cc. Esta último daria lugar à BSA C15, e à BSA C25 Barracuda cuja fraqueza das suas bielas iria manchar o nome da marca.

O PRINCÍPIO DO FIM

A próxima geração marcaria um progresso acentuado com modelos como as BSA A50 e A65 Thunderbolt. Com o tempo, os lucros da empresa gradualmente entraram em colapso à medida que os japoneses cresciam fortemente no mercado, reivindicando a grande fiabilidade das suas motos.

Para manter a cabeça erguida a BSA lança então uma nova gama com um novo design e um quadro que envolvida o depósito de óleo. No entanto, apesar dos esforços em se reerguer a BSA entrou em colapso e o governo britânico concordou em apoiar a indústria de motos, com a condição de que a BSA-Triumph se fundisse com o Norton-Villiers Group.

A fusão ocorreu em 1973 mas selou o fim da outrora gloriosa marca. Anos mais tarde, o Grupo NVT que se tornaria numa empresa de pequeno e médio porte iria relançar a marca BSA na forma de misturas de peças japonesas e italianas que dão origem a ciclomotores chamados Brigand e Beaver. No entanto, a fábrica morria lentamente até ao desaparecimento em 1972.

REGRESSO ELÉTRICO!?

Depois de ficar adormecida por alguns anos desde que o seu nome e uma parte do espólio foi comprado pela Mahinda em 2017, a vai recomeçar a produção no Reino Unido com uma série de modelos diferentes, apostando em versões elétricas . A fábrica deverá ser instalada em Birmingham e começará a operar em meados de 2021. O renascimento da BSA foi iniciado graças a um subsídio de 4,6 milhões de libras dado pelo governo britânico. Com o COVID-19 a causar multiplos estragos, este plano ajudará a desenvolver e construir as novas motos, bem como a fornecer centenas de empregos para aqueles que vivem perto da área. Veremos se voltará aos seus tempos áureos a célebre Birmingham Small Arms!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x