Os 4 vencedores da competição Yamaha Yard Built 2020

By on 7 Outubro, 2020

A COVID-19 NÃO CONSEGUIU PARAR A COMPETIÇÃO ANUAL DE MOTOS PERSONALIZADAS “YAMAHA YARD BUILT”, JÁ QUE 2020 VIU OUTRO GRUPO IMPRESSIONANTE DE INSCRIÇÕES. AQUI ESTÃO AS 4 MOTOS VENCEDORAS, ENTRE AS QUAIS A PORTUGUESA “700 GT” DA RUAMACHINES.

O que mudou para este ano foi a forma como as motos foram projetadas. Em março deste ano, parece que foi ontem, arrancou a competição de design Yard Built ‘Back to the Drawing Board’. A Yamaha abriu a competição para o público em geral, permitindo que os leitores sonhassem com as motos que seriam construídas. Conhecidas as regras do concurso, a partir daí, vários especialistas de personalização começaram a enviar os seus projetos finais afim de serem selecionados os projetos vencedores. Aqui estão eles:

“XSR700 Red Tail”

– Concebida por Alex e Claudio Monge, fabricada pela Café Racer SSpirit

Canalizando a estética das pistas de Fat Track para o estilo retro da XSR700, os designers espanhóis Alex e Claudio Monge criaram o apelativo design da Red Tail. Mantendo intacto todo o chassis e o quadro em aço leve de série da moto, os Monge’s apaixonaram-se pelas instruções simples de conseguir fazer grandes modificações à icónica Sport Heritage XSR700 sem cortes nem soldaduras.

A trabalhar na pitoresca estância de San Sebastián, no Golfo da Biscaia, em Espanha, a Café Racer SSpirit (CRSS) é uma pequena equipa de construtores de motos personalizadas dedicados e muito apaixonados. Fundada por Juan Carlos López Chinchurreta, amante de tudo o que tem a ver com motos, a CRSS procura descobrir a beleza única de cada moto com que trabalham, respeitando a singularidade e o estilo de cada máquina e do seu condutor.

A XSR700 Red Tail tem uma aparência muito minimalista, conseguida ao remover os painéis laterais do depósito e do motor para expor os componentes, e conferir um aspeto personalizado simples mas apelativo. A carenagem da moto também foi reformulada para ir ao encontro da visão da CRSS de contraste das linhas vanguardistas com detalhes clássicos, com um proeminente suporte de matrícula lateral. O farol foi trocado por uma máscara retro personalizada em branco, com um pequeno farolim traseiro instalado sob a traseira para a moto ser funcional na estrada e em competição.

O novo banco em couro foi alojado numa nova carenagem personalizada que estreita as linhas da moto, e captura o aspeto e funcionalidade das pistas planas e das motos todo-o-terreno. A CRSS também reduziu o tamanho dos guarda-lamas dianteiro e traseiro para conferir uma aparência mais minimalista. O guiador reto complementa os escapes duplos tipo todo-o-terreno que foram incluídos para conferir ao potente motor de 689 cc um novo ruído agressivo.

A incrível decoração da moto utilizou as cores icónicas da Yamaha Racing da década de 1970, o característico “speed block” vermelho num fundo branco usado na competição . A CRSS deu liberdade criativa ao pintor Javier Peña, algo que ele descreveu como o sonho de qualquer artista, e adotou o conceito “Revs Your Heart” da Yamaha como base do novo esquema de cores.

“RD350 Tribute”

Desenhada por Ugo Coppola, construída por Garage221

Com sonhos da sua própria Yamaha personalizada, o designer e participante italiano, e proprietário de uma XSR700, Ugo Coppola, projetou a sua visão de uma moto todo-o-terreno também preparada para estrada com base na icónica Sport Heritage, com a sua RD350 Tribute, uma homenagem à lendária Yamaha RD350 da década de 1970. Mantendo intacto o quadro leve em aço e o chassis de origem da moto, Ugo utilizou uma série de peças originais de vários modelos modernos da Yamaha para combinar um design de vanguarda com o estilo clássico da RD350. Com a RD350 Tribute, criou uma fusão única que celebra o passado e o presente da Yamaha.

Com experiência em engenharia na Fórmula 1 e noutros desportos motorizados, Pier Francesco Marchio, fundador da Garage221, gere a sua oficina em Roma com os seus filhos Massimiliano e Alessandro. A Garage221 personaliza motos para emularem e representarem o seu piloto, trabalhando com a perceção e o estilo em mente para atingir resultados incríveis que mereceram os elogios do mundo de alguns círculos do motociclismo por todo o mundo.

A RD350 Tribute utiliza de forma inovadora uma série de peças originais da Yamaha, combinando elementos de vários modelos para criar uma máquina Yard Built única. A dianteira conta com um design agressivo, com o conjunto de direção e o guiador da MT-07, bem como as proteções da suspensão. Para conferir um estilo scrambler ao design, a Garage221 também utilizou foles de suspensão, um extra opcional da XSR700 original, e um guarda-lamas original de design próprio. Para a iluminação, substituíram o suporte do farol de origem pelo suporte mais pequeno e achatado da SCR950.

Avançando pela moto, a adaptação inteligente por parte da Garage221 de várias pelas originais da Yamaha continua com um banco da XJR1300 para conferir uma aparência de competição. O escape duplo com coletores curtos dá ao motor de série de 689 cc da XSR700 um som mais emocionante, com a traseira da moto completada com um farolim, traseiro da SCR950.

Esta homenagem a uma Yamaha clássica contou com uma decoração final a preto e laranja no farol, no banco e no depósito, uma evocação das incríveis cores originais da RD350, incluindo uma nova interpretação dos elementos gráficos da moto de 1972.

XSR700 “Disruptive”

Desenhada por Barbara Motorcycle, construída por Bad Winners

Dos designers franceses da Barbara Motorcycle chega-nos a XSR700 “Disruptive”, uma moto com design agressivo em preto e dourado que canaliza as motos de Flat Track da Yamaha dos campeonatos americanos em pista oval da década de 1970. Ao combinar a tecnologia de vanguarda inerente à XSR700 com várias peças genuínas da Yamaha e peças personalizadas, os designers criaram uma Yard Built muito apelativa para o projeto Back to the Drawing Board.

Sedeada numa oficina em Paris, a Bad Winners foi fundada em 2011 pela dupla Walid e Benoit. Com uma vasta oferta em construções personalizadas da Yamaha em estilo clássico, incluindo a XJR1300 “Muscle Retro” e a XT600 Supermoto, a Bad Winners também produziu motos de prestígio, como um modelo especial para o piloto de Fórmula 1 Charles Leclerc. Com um novo desafio e instruções do projeto Back to the Drawing Board, a dupla produziu uma máquina moderna e apelativa da Yamaha com a XSR700 “Disruptive”.

As características dominantes da XSR700 Disruptive são o seu novo depósito musculado e o banco estreito, ambos moldados em carbono. Na dianteira, a abraçadeira tripla superior personalizada conta com uma forquilha da R1, com proteção das bainhas personalizada. O guiador levantado melhora a manobrabilidade, com um farol LED Koso personalizado e um suporte que completa a frente da moto. Na parte traseira, a nova luz LED está moldada no arco traseiro.

A Bad Winners também renovou o cockpit, com peças da Motone Customs e da Motogadget que dão uma nova vida ao painel de instrumentos, complementadas pelos piscas nas extremidades do guiador. O sistema de travagem também foi renovado, com um conjunto Beringer Supersport de bomba principal, alavancas e discos instalados para conferir uma potência de travagem adicional na pista. O motor original de 689 cc da moto manteve-se intacto, mas o escape Akrapovic de saída lateral de linha de titânio permite que o motor funcione com novos sons, e com filtros de ar K&N incluídos para melhorar a performance.

Com o impressionante lettring Yamaha em dourado que ganha vida nos painéis de carenagem em preto mate, a XSR700 Disruptive da Bad Winners leva o projeto Yard Built noutra nova direção emocionante. Evocando memórias das pistas planas da década de 1970 e as linhas inspiradas na banda desenhada, a Disruptive faz justiça ao seu nome na sua aparência agressiva e funcional. Baseia se na XSR700 já retrofuturista e eleva-a a um novo nível do historial da Yamaha.

“700GT”

Desenhada por Toni Queirós, fabricada por RUAMACHINES

O estilo scrambler minimalista da 700 GT do vencedor português RUAMACHINES nasceu a partir dos desenhos do seu cliente Toni Manuel Oliveira Queirós, cujos sonhos de personalização da XJ400 do seu pai puderam finalmente ser concretizados no projeto Back to the Drawing Board. Toni optou pela fiabilidade e versatilidade da icónica XSR700 Sport Heritage, modelo base para tantos e famosos projetos Yard Built .

A trabalhar a partir de Esmoriz, Portugal, o construtor de motos personalizadas RUAMACHINES inspira-se nas memórias da infância e na forma como mudam de geração para geração. Fundada pelo designer de moda Armando Fontes e pelo diretor comercial Victor Rocha, a essência dos RUAMACHINES é uma paixão profunda partilhada pelas motos e pela vontade de criar algo diferente, para introduzir motos com um novo estilo de vida no mundo da personalização.

Os RUAMACHINES mergulharam na história da Yamaha à procura de inspiração, tendo encontrado imagens das scramblers YR-2 e YR-3 da década de 1960. Inspirados nas motos vintage e adotando algo do conceito “Dark Side of Japan” da Yamaha, produziram a 700GT retrofuturista. Para criar a moto, os RUAMACHINES retiraram a maioria das peças exteriores da XSR700, trocando-as por peças de criação própria dos construtores. Na dianteira, a suspensão é agora mais baixa, com coberturas de amortecedor inspiradas na YR-2. Fazendo referência ao “lado negro” da Yamaha, a roda dianteira foi fechada e pintada em preto sólido, enquanto na traseira foi colocada uma nova jante de raios para conferir um toque clássico.

Mantendo o potente motor de 689 cc da XSR700, foram instalados dois filtros K&N de alta performance para aumentar a potência. Foram montados sob o banco dois novos e agressivos coletores de escape no lado direito, mantendo o estilo scrambler retro e a fusão icónica dos RUAMACHINES de arte moderna com a estética retro. Para conseguir um design mais simples, os controlos eletrónicos da moto foram retirados, o que permite usar botões mais pequenos no guiador para ter uma aparência minimalista. Os piscas foram substituídos por LEDs, enquanto o farolim traseiro foi integrado no guarda-lamas traseiro, e o novo farol destaca o aspeto robusto da moto.

As novas coberturas laterais melhoram a aparência estreita da moto, com os RUAMACHINES a capturar as curvas novas e apelativas da 700GT. Para rematar o conjunto, o depósito de combustível foi decorado de forma impressionante a preto, branco e vermelho para mostrar a inspiração retro das Yamaha da década de 1960, com a tecnologia de moto moderna e topo de gama.

Surpreendente no seu estilo scrambler agressivo, com decoração predominantemente em preto, a 700GT é um testemunho da paixão pela Yamaha que se sente ao longo das décadas até hoje. Concebida para as estradas, para o pó fora de estrada e pelo puro prazer de condução. Aproveitando o espírito e a estética da Yamaha dos anos 1960, combinado com o icónico estilo da XSR700, a 700GT da RUAMACHINES é uma Yard Built que não se vai esquecer.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x