Pilotos de MotoGP apresentam a nova Monster da Ducati

By on 7 Março, 2021

Bagnaia, Bastianini e Marini foram convidados especiais na fábrica de Borgo Panigale para apresentarem a primeira unidade produzida da nova Monster que chegará aos concessionárias em abril.

A produção da nova Monster começou na fábrica da Ducati, moto que estará disponível nos vendedores autorizados Ducati a partir de abril de 2021.

Os pilotos de MotoGP Pecco Bagnaia (Ducati Lenovo Team), Enea Bastianini e Luca Marini (Esponsorama Racing) também estiveram presentes na fase de montagem do primeiro modelo a sair da linha, pouco antes de partirem para os primeiros testes da temporada de 2021 no Qatar. Os três pilotos visitaram a fábrica nesta ocasião especial e puderam observar o nascimento do novo modelo através das explicações dadas pelos especialistas operadores da linha de montagem (link para ver o vídeo aqui). Bagnaia, Bastianini e Marini passaram toda a manhã na Ducati, almoçando na cantina da fábrica e sentindo ao vivo o afeto que lhes é dispensado por todos os funcionários presentes em Borgo Panigale.

UMA FAMÍLIA ÚNICA

Com mais de 350 mil unidades produzidas e distribuídas em todo o Mundo, a família Monster é a mais vendida e aquela que está há mais tempo em produção na história do fabricante de Borgo Panigale. O novo modelo, apresentado durante a Ducati World Première 2021, é inspirado pela filosofia original de 1993: uma sport naked leve e essencial, com o quadro derivado de uma Superbike e um motor potente que é, ao mesmo tempo, perfeito para uma utilização em estrada.

A nova Monster é leve, compacta e divertida. Uma moto ideal tanto para aqueles que abordam o mundo das duas rodas pela primeira vez como por motociclistas mais experientes, pronta para oferecer diversão a novas gerações de motociclistas graças às suas prestações brilhantes e fáceis de gerir, a um peso extremamente reduzido, uma ciclística ágil e intuitiva e equipamento eletrónico de topo.

O MOTOR TESTASTREETA COM 111 CV

O coração da moto é o bicilíndrico em L Testastretta 11° com 937 cc e distribuição desmodrómica, que dá à Monster um carácter desportivo e divertido. A potência máxima é de 111 cv às 9.250 rpm com um binário de 9,5 kgm logo às 6.500 rpm. Graças ao aumento de cilindrada face à versão de 821 cc, o binário melhorou em todos os regimes, particularmente nos baixos-médios, normalmente os mais utilizados em estrada e entre curvas. O motor da nova Monster garante prestações emocionantes e prazer de condução, graças também à nova caixa de velocidades e ao Ducati Quick Shift Up/Down, que faz parte do equipamento de série.

Os engenheiros e designers da Ducati dedicaram uma grande atenção a reduzir o peso total da nova Monster. O veículo foi completamente redesenhado: sub-quadro, jantes, braço oscilante e, acima de tudo, o quadro, que é agora uma estrutura em alumínio Front Frame com o motor como elemento portante, conceptualmente como o da Panigale V4 e 4,5 kg mais leve (menos 60%) que o quadro em treliça. O trabalho efetuado no chassis, bem como a redução de peso de 2,6 kg no motor, baixou o peso a seco da Monster para somente 166 kg (menos 20 kg que a Monster 821), traduzindo-se numa moto mais ágil no trânsito e com uma excelente manobrabilidade.

O design reinterpreta os elementos chave da Monster, tais como o depósito de combustível “dorso de bisonte”, o farol circular, a traseira limpa e o motor como elemento em destaque, colocando-os sob uma visão mais contemporânea. As formas evoluíram rumo à exaltação do que é essencial e da tecnologia, com zonas laterais muito estreitas que permitem ao condutor colocar os pés no chão facilmente quando a moto está estacionária, graças também à altura do assento que é agora de 820 mm na versão standard, podendo chegar aos 775 mm montando o assento baixo disponível como acessório e o kit de rebaixamento da suspensão.

A NOVA ERGONOMIA

A ergonomia da moto também melhorou em comparação com a versão 821, ao reposicionar o assento para mais perto do guiador, o que permite ao condutor manter uma posição mais direita e carregando menos peso sobre os pulsos, com maior controlo sobre a moto. O ângulo de viragem também aumentou para 36° (um total de 7° mais que na 821) para facilitar manobras e assegurar a máxima manobrabilidade mesmo a baixas velocidades e num contexto urbano, enquanto os poisa-pés foram reposicionados para oferecer uma posição de condução mais confortável.

O equipamento eletrónico de série permite que as prestações da moto se expressem com um elevado grau de segurança ativa, que inclui ABS Cornering, Controlo de Tração e Wheelie Control, todos ajustáveis em diferentes níveis de intervenção. O carácter desportivo da moto também é sublinhado pelo Launch Control, que assegura arranques-relâmpago. O equipamento de série inclui ainda elementos sofisticados, tais como a embraiagem hidráulica, bombas e travão e de embraiagem radiais e manetes reguláveis.

A nova Monster está equipada com três Riding Modes (Sport, Urban e Touring) que tornam possível moldar o carácter da moto de acordo com os gostos e necessidades. A entrega de potência é particularmente suave graças aos Smart Power Modes, que proporcionam curvas de binário específicas nas primeira e segunda velocidades (Urban e Touring) ou apenas na primeira velocidade (Sport), tornando a condução mais fácil. Tudo é facilmente gerido através dos comandos no guiador e no painel de instrumentos com um ecrã TFT a cores de 4,3’’, caracterizado pelo grafismo desportivo que ecoa o da Panigale V4, com um grande conta-rotações que mostra a indicação da mudança engrenada ao centro, para ter sempre a informação essencial sob controlo numa condução desportiva. A conectividade é garantida pela presença do Ducati Multimedia System (DMS), que permite ao smartphone ligar-se à moto através de Bluetooth. O smartphone também pode ser carregado graças à tomada USB colocada sobre o assento.

TAMBÉM UMA VERSÃO PARA A CARTA A2

A Monster sempre foi sinónimo de customização. Para esta nova versão, foram criados autocolantes e kits de tampas com grafismos, realçando as formas da Monster e celebrando o carácter desportivo da Ducati, permitindo também tornar cada moto única. No website Ducati.com existe uma secção de configurador, onde é possível ver todas as opções de customização.

Para encorajar os jovens entusiastas que entram no mundo das duas rodas, a moto também está disponível numa versão limitada para os detentores da carta A2.

A nova Monster estará disponível na gama em Ducati Red e Dark Stealth com jantes negras, e Aviator Grey com jantes GP Red. Para aqueles que pretendem um carácter desportivo mais acentuado, a versão Monster Plus também está disponível nas mesmas cores, com cúpula frontal e cobertura para o assento do passageiro de origem. O preço ainda não é conhecido.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments