Quer melhorar a sua moto? Deixe o motor para o fim!

By on 8 Março, 2021

Modificar, é uma palavra comum do vocabulário motociclista. A moto, é não só um veículo de utilidade como de prazer e emoções altas, e um dos aspetos onde muitos gostam de intervir é no motor, filtro e escape, esquecendo de outras alterações muito mais económicas que melhoram o prazer e a segurança da condução.

No outro lado do Canal da Mancha há uma máxima, aquilo a que os ingleses designam como “value for money”, ou seja, o que precisamos de fazer para obter o máximo rendimento de uma máquina sem gastar quantias astronómicas de dinheiro. Na lógica de muitos motociclistas, o escape (para som e potência) e a ‘centralina’ que gere o motor (para melhorar a potência e o binário) estão sempre entre as primeiras escolhas, mas na realidade poderia (e deveria) ser a última e maior despesa, depois de uma série de outras mudanças muito mais impactantes e económicas. 

PNEUS E AFINAÇÃO DA SUSPENSÃO

A escolha dos pneus é fundamental para a segurança e performance. Se o primeiro aspecto for tomado como garantido, o factor de desempenho é relegado por muitos à simples sensação de aderência à estrada sem ter em conta que o pneu certo, escolhido com critérios e adequado ao nosso propósito, melhora claramente o desempenho da moto com maior velocidade no meio da curva, melhor aceleração, e uma mais reduzida distância de travagem. Metade da melhoria vem obviamente do pneu, a outra metade do condutor, que com um veículo mais fácil, simples e seguro de conduzir tem muito mais controlo sobre a moto, e por conseguinte, atinge a capacidade de expandir um pouco mais os seus limites sem deixar em causa a sua própria segurança… e dos outros!. 

A afinação das suspensões é outro tópico que é normalmente colocado em segundo plano quando se fala em gastar dinheiro no mecânico. No entanto, é muito importante ter uma forquilha dianteira e um amortecedor traseiro com as cargas certas, de acordo com o nosso peso e com o uso que damos à moto. Um bom mecânico também lida com ajustes e revisões de suspensão, e é com a sua ajuda que encontraremos a solução certa, a menos que você seja um entusiasta das pistas e com grande experiência de bricolage.

Uma suspensão bem calibrada juntamente com um pneu adequado serão sempre os tópicos que mais alteram o comportamento da moto. No meu caso, não me posso esquecer da diferença que encontrei entre uma Yamaha XJR 1300 com as suspensões de origem e outra com uma unidades traseiras da Ohlins… A moto ficou ‘outra’, uma máquina significativamente mais fácil e reactiva… e poderia seguir com intermináveis exemplos!

Caso a sua moto não tenha uma suspensão regulável, aconselhamos vivamente a  considerar adquirir um ‘kit’ de mono-amortecer para trás (muito caro!) ou pedir ao seu mecânico habitual para rever o estado do mono-amortecedor e (se necessário) colocar uma nova mola com a dureza desejada e um óleo mais ou menos denso.

ALTERAR A RELAÇÃO DE TRANSMISSÃO?

Outro aspecto a ser colocado antes de qualquer modificação mecânica é a escolha das relações certas, intervindo no conjunto de transmissão corrente-coroa-cremalheira. Saiba que um único dente a mais ou a menos pode mudar o comportamento da moto. Colocando um pinhão com menos dentes ou adicionando à coroa, a sua moto terá relações reduzidas, portanto, mais aceleração e um rendimento mais abrupto e fazendo o inverso ganhará em suavidade e capacidade de alongamento da moto sempre que rodar o punho do acelerador.

A última dica, mas fundamental, é que se você quer ser mais rápido e seguro na moto, você tem que aprender a andar! Um curso de condução com instrutores experientes pode levá-lo a melhorar sua posição de pilotagem, entender como mover o seu peso em curvas e antecipar perigos e imprevistos. Com o controle completo do veículo, o desempenho será melhor e o sentimento de segurança muito maior. Na prática, o desempenho passa não só pelo  veículo como pelo próprio condutor.

Um ´track day’ em circuito, partilhando o asfalto condutores e pilotos experientes, é sempre a melhor receita para começar a parceber a sua moto de fio a pavio. E mesmo que seja experiente, com anos e anos a andar de moto, isso significa sempre que pode melhorar aprendendo… até porque o saber não ocupa espaço, independentemente da idade. 

Aproveite o confinamento para colocar em dia a sua moto, cuide-se e Boas Voltas!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments