Tecnologias: Um motor de hidrogénio ultracompacto

By on 27 Maio, 2021

Um sistema de pistão linear livre para substituir células de combustível. Design mais simples, leve com 10 kg, mais barato de produzir…

Para seguir as instruções no sentido de reduzir as emissões poluentes, as marcas e os fabricantes estão a redobrar a sua engenhosidade em termos de soluções alternativas. Hoje, a propulsão elétrica parece claramente ser o método preferido.

Segway Apex H2, a primeira moto a hidrogénio elétrica – ainda um estudo!

No entanto, essa tecnologia tem muitos limites em termos de recarga e autonomia. Portanto, para remover essas barreiras, vemos cada vez mais projetos de células de combustível que permitem, graças ao hidrogénio, gerar eletricidade para abastecer a bateria que, por sua vez, alimenta o motor.

A Aquarius Engine pretende simplificar tudo isso graças a um pequeno motor totalmente movido a hidrogénio, eliminando assim a necessidade de células a combustível e combustíveis fósseis.

Imaginado em 2014 como um gerador elétrico autónomo ou como um gerador de energia de um veículo, este pequeno motor que pesa apenas 10 kg distingue-se pela sua simplicidade de design, uma vez que é um motor linear de pistão livre, baseado em apenas 20 peças, das quais apenas uma é de movimento. O pistão move-se livremente da direita para a esquerda na única câmara de combustão. E essa é a sua grande vantagem, é barato, principalmente se comparado à célula a combustível.

A empresa de Israel também acaba de atualizar esta sua tecnologia, para permitir que este motor funcione exclusivamente com hidrogénio, como os testes conduzidos pela empresa austríaca AVL-Schrick demonstraram.

No entanto, nenhum dado específico de desempenho ou confiabilidade foi apresentado, mas os testes continuam na Europa, Ásia, Oceania e América do Norte.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments