Experiências partilhadas – Viajar à pendura não tem que ser um sacrifício

By on 19 Julho, 2019

Agora que é tempo de férias e que muitos decidem viajar em duas rodas e pretendem partilhar esse prazer com mais alguém é importante proporcionar uma igual experiência memorável não só pelos lugares e locais que visitamos e pernoitamos mas também pelo percurso em si. E é nesse contexto que devemos proporcionar algo mais a quem nos acompanha pois se por um lado o simples prazer de conduzir uma moto já é compensador o ir à pendura pode ser entediante e mesmo tornar-se desconfortável aop ponto de não quererem repetir a experiência… E se o objectivo for esse mesmo, o de passar a viajar “a solo”, então ficamos por aqui. Mas se pelo contrário gostamos de partilhar momentos especiais com alguém que também nos é especial então aqui ficam algumas dicas para tornar esses momentos memoráveis.

A moto que escolherem para viajar

Esta é sem dúvida alguma a primeira variável que condicionará o vosso conforto em viajem e sobretudo o conforto de quem vos acompanha. Não é o mesmo viajar numa moto desportiva ou viajar numa Touring ou numa Adventure. Enquanto que numa desportiva apesar de muito “encaixados” na moto, a solo consegue-se viajar com um conforto relativo, já para o pendura será certamente um suplício já que as motos desportivas penalizam demasiado a posição de quem ocupa o lugar de trás, com as pernas quase sempre dobradas e recolhidas e sem elementos onde se poderem agarrar. Por isso nas viagens a dois a tipologia da moto é o elemento determinante para proporcionar mais ou menos conforto ao vosso pendura.

A bagagem pode transformar-se num elemento de conforto extra

Ao viajarmos por vários dias com pendura coloca-se sempre a questão de onde colocar a bagagem e aí uma simples top-case pode ser um elemento de dupla utilização pois não só proporciona espaço para colocação de todo o tipo de bagagem como também proporcionar um encosto extra para o pendura. A maioria das marcas de malas para motos têm um acessório, uma pequena almofada em material macio, que montado na top-case proporciona um encosto e um conforto extra para o pendura. Fundamental mesmo. Se quiserem podem inclusivamente adquirir malas flexíveis que encaixam perfeitamente na medida interior da top-case permitindo quando chegados a um determinado destino retirar as mesmas com o equipamento que é levado para o hotel podendo inclusivamente ficar espaço nas mesmas para a colocação dos capacetes.

Um assento confortável pode garantir mais Kms sem parar

Imaginem que a vossa moto tem uma autonomia para 300 Kms e que numa viagem entre abastecimentos ou pontos de paragem se podem realizar perfeitamente etapas de 200 Kms, ora se ao fim de 100 Kms o assento já vos está a causar desconforto e vos obriga constantemente a mudar de posição, haverá que pensar em investir em melhorar a estrutura do mesmo. Muitas marcas têm mesmo em opção assentos mais confortáveis de material e formato mais anatómico precisamente para garantir maior conforto a quem viaja de moto. Mas paralelamente existem muitos outros fabricantes que produzem assentos mais confortáveis para todo o tipo de motos. O vosso conforto e de quem vos acompanha é fundamental para que a aventura apenas seja geradora de boas memórias.

As peseiras no sítio certo e por favor sem vibrações

Outro dos elementos onde o nosso corpo assenta numa moto são precisamente as peseiras e independentemente do fabricante ter produzido uma unidade de série que proporciona conforto e absorve vibrações pode-se sempre melhorar. Ou pura e simplesmente substituindo as peseiras, sobretudo as do pendura que são habitualmente em metal e por isso não só mais desconfortáveis como transmitem mais vibrações. Ou ainda montando borrachas sobre as mesmas não só para proporcionar uma maior superfície de contacto como também para filtrar algumas das vibrações que o motor transmite. Ultimamente temos visto algumas motos do tipo Adventure que têm peseiras com borrachas que são desmontáveis para garantir uma maior aderência quando conduzimos for a de estrada. Deslocar as peseiras para um ponto que proporcione maior conforto pode ser também uma opção.

Barras e outros elementos onde o pendura se possa segurar

Muitos modelos incluem barras laterais que servem não só para o pendura se segurar, sobretudo nos arranques e nas travagens, como também para passar fitas de aperto sempre que necessário. No entanto em viagem pode-se tornar cansativo manter alguma firmeza de mãos nesses apoios, sobretudo se a moto não tiver encosto traseiro proporcionado pela Top-Case. Inclusivamente nas travagens a deslocação do peso do pendura sobre quem conduz pode ser também uma situação desconfortável para o mesmo. Por isso ter apoio atrás que garante conforto em aceleração e ter apoio à frente que proporcione segurança nas travagens para ambos é fundamental. Atrás já vimos que a simples adopção de uma Top-case pode resolver essa questão. Já nas travagens e reduções bruscas é fundamental que o pendura não coloque o seu peso sobre quem conduz. Nesse sentido existem uns elementos que se colocam sobre o depósito, quer com ventosas quer mesmo aparafusados no mesmo local do tampão da gasolina, que proporcionam uma pega resistente onde o pendura se pode segurar em caso de travagem brusca. No caso de viajarem com saco de depósito o mesmo poderá também servir de apoio ao peso do pendura nas travagens, devendo no entanto garantir-se que nada no seu interior se possa quebrar ou danificar.

A Comunicação – Uma experiência que é partilhada a rodar

A tecnologia evoluiu e hoje em dia podemos facilmente colocar comunicadores nos capacetes que não só nos permitem ouvir música e atender chamadas como podermos partilhar com quem nos acompanha experiências e sensações comentando as mesmas em tempo real. Acabaram-se as horas intermináveis em silêncio enquanto rodamos e agora, tal como viajar de carro a comunicação é total. Existem variadíssimos dispositivos no mercado e é só escolher aquele que melhor se adapte ao vosso capacete. Recomenda-se que adquiram um produto de qualidade para não terem problemas a meio da viagem. Existem sistemas inclusivamente que incluem câmara de filmar e que gravam não só o percurso como os vossos comentários. Mais, se viajarem a 4 , ou seja com mais uma moto, podem sintonizar os 4 aparelhos e estender o diálogo entre os 4. Melhor impossível e distraídos com a conversa os Kms percorrem-se quase que de forma expontânea e natural.

 

 

 

 

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!