Furto de motos: Prevenir é o melhor remédio!

By on 19 Março, 2021

Ter 100% de certeza de que a sua adorada duas rodas não é roubada é praticamente impossível. Mas há boas práticas a adotar para minimizar os riscos… e se não as seguir, arrisca-se a gritar “Agarra que é ladrão!”… se for a tempo!

1 – Onde estacionar?

O nosso primeiro conselho é que estacione a moto, sempre o mais próximo possível do local onde vai permanecer mais tempo, preferencialmente num parque de estacionamento, junto ao seu local de trabalho (caso exista), da sua escola – preferencialmente um parqueamento específico para motos ou junto a uma esquadra de polícia. De preferência, um local iluminado, com pessoas e junto a câmeras de vigilância. Afinal, sempre é melhor gastar alguns tostões no estacionamento, do que passar o dia inteiro desconfiado e com os nervos em franja. 

Não tente esconder a moto porque isso só facilita o trabalho ao larápio. Lembre-se que uma moto “escondida” é um convite para o ‘dito cujo’…

2 – Procure um ponto de fixação da moto   

Não interessa apenas estacionar a moto, é também preciso prendê-la da forma mais conveniente a um ponto fixo. Ainda que a sua moto tenha um alarme que acorda os vizinhos todos, imagine se o tipo for especialista em eletrónica… Então, mais vale prevenir e nada melhor que levar sempre consigo um cadeado em U ou uma corrente, procurando um ponto fixo e o mais sólido possível.

Existem grades de fixação em vários locais de estacionamento para motos para ligar o seu cadeado em U ou a corrente anti-roubo à sua moto. Por outro lado, a fixação à moto deve ser preferencialmente feita no quadro da mesma, o que nem sempre é possivel em scooters e motos desportivas. Então, a melhor solução é fixar a corrente ou cadeado à roda traseira, precisamente a que tem mais componentes ligados (correntes, travões, ABS, etc.) e que é mais volumosa e pesada. Ao ver isso o ‘amigo do alheio’ vai provavelmente desistir de lhe estragar o dia.

3 – Evite deixar a moto à beira da estrada

Embora não seja fácil, porque grande parte dos parqueamentos para motos estão à beira da estrada, é sempre preferível escolher um sítio em cidade afastada da via… uma carrinha pode parar com dois ‘artistas’ e num instante lhe levarem a moto se esta não estiver bem presa.   

4 – Prender uma moto a outra…

Supondo que não encontra um ponto de fixação para prender a moto, mas que um amigo seu ‘motard’ usualmente pára a moto ao pé da sua, outra boa solução é prender uma moto há outra, de preferência na roda traseira. 

5 – Escolha os pontos mais sólidos da moto

No ato de compra da moto, caso o vendedor lhe esteja interessado em oferecer algo, peça-lhe de preferência um cadeado em U; não uma corrente simples estreia que facilmente possa ser quebrada nos seus elos com um alicate. Na moto, é o mesmo, procure os componente mais sólido para prender a corrente, preferencialmente o T da suspensão dianteira ou o quadro. Admitimos que é um pouco mais chato e dá mais trabalho, mas é o mais seguro.  

6 – Complique-lhe a tarefa

Não será demais combinar dois sistemas anti-furto, forçando o ladrão a carregar o dobro das ferramentas e assim perder o dobro do tempo. Lidar com um dispositivo é um impedimento, então dois… É por isso que nunca é demais ter um potente alarme sonoro, de muito fácil instalação e que é um importante sinal de alterta. .

7 – Em casa 

Caso não tenha garagem proteja sempre a sua moto, procurando sempre um ponto de fixação mesmo na garagem comum do prédio. Um estudo diz que 25% dos roubos ocorrem em estacionamentos e garagens fechadas e sem câmaras. Cadeado, alarme, corrente, cadeado, nunca é demais ter consigo!

8 – O que mais eles procuram? 

Finalmente, uma das dicas mais dolorosas para um motociclista mas que é inegável. Quanto mais vendido e popular for o veículo que temos, e também mais belo e procurado, mais será cobiçado pelo ladrão… Uma moto (e também uma carro) praticamente desconhecida no mercado escapará muito mais facilmente ao furto.     

Punição para o infrator e direitos dos lesados

Se for alvo de um assalto ao seu veículo saiba o que tem direito. De acordo com o Decreto-Lei n.º 48/95, do Código Penal, diz o seguinte: 

Crimes contra a Propriedade – Furto

1 – Quem, com ilegítima intenção de apropriação para si ou para outra pessoa, subtrair coisa móvel alheia, é punido com pena de prisão até 3 anos ou com pena de multa.

2 – A tentativa é punível.

3 – O procedimento criminal depende de queixa.

A pena é leve, portanto. Previna-se, não se distraia, muito cuidado com os seus contatos, perdas de documentos e muita cautela quando for contactado por alguém que não conhece e se mostre especialmente interessado na compra da sua moto. 

Em todo o caso, mais vale prevenir do que remediar o que já não tem remédio… até porque muitas motos após um roubo são completamente desmanteladas para ser vendidas às peças. Atenção… eles ‘andem’ por aí!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x