Harley-Davidson: a importância do “Made in América” no Pós-Covid 19

By on 24 Julho, 2020

UM CENÁRIO PÓS-COVID-19, PODE SER EXATAMENTE O QUE A HARLEY-DAVIDSON PRECISA PARA INCREMENTAR AS VENDAS NOS EUA.

A Harley-Davidson, como tantos fabricantes globais, foi duramente atingida pelos efeitos da Covid-19. Como a maioria dos fabricantes de motociclos, os concessionários estiveram fechados, as linhas de produção em silêncio e inevitáveis despedimentos aconteceram.

No entanto, algo estranho está a suceder na bolsa de Wall Street. Ainda nem estamos fora da pandemia, os concessionários mal abriram, as vendas ainda vão lentas, mas a Harley-Davidson parece estar em alta.

A empresa de Milwaukee foi previamente classificada como neutra pelo analista de mercado da Wedbush, James Hardiman, embora na quinta-feira tenha mudado isso para “outperform”. Assim, as ações da H-D passaram de não ter um desempenho extremamente bom ou extremamente ruim, para realmente ter um desempenho ligeiramente melhor do que o retorno do mercado. É uma mudança de confiança bastante pesada.

Mas o que exatamente está a impulsionar esta mudança? Como qualquer outra marca que tem motos para andar ao ar livre, a Harley-Davidson está a beneficiar de pessoas que querem sair e andar na rua de forma socialmente distante. Tudo o que seja para andar na rua é um grande negócio, e um documento da Forbes relata que as vendas de motos ultrapassaram US$ 1 bilhão nos EUA apenas em abril! Que melhor maneira de escapar do stresse de uma pandemia global do que pegar a estrada aberta e desfrutar do grande sonho americano?

Mas há também outra coisa que pode estar a ajudar a marca de motos mais famosa da América – a China. Há um sentimento bastante forte em muitas partes dos EUA – especialmente aquelas com raízes republicanas profundas – para as pessoas se afastarem da compra de produtos chineses, ou mesmo de qualquer mercadoria estrangeira. É muito provável que esse desdém por qualquer coisa que não tenha o crachá ‘American Made’ esteja a alimentar um aumento no interesse pela marca.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!