Honda 2022: As icónicas Super Cub e Monkey estão de volta

By on 21 Junho, 2021

A Honda C125 Super Cub e a Monkey 125 regressam à gama de modelos Honda na Europa. Com novos motores arrefecidos a ar e de homologação Euro 5, melhoradas na componente ciclística para maior conforto de condução e novas cores ainda mais marcantes.

Dois dos maiores e mais duradouros modelos da Honda estão de volta. A retro Honda C125 Super Cub foi anunciado, com motor Euro 5, suspensão atualizada e sistema ‘mãos livres’ Honda Smart Key. A Honda Monkey está de volta com uma revisão de 2022 que lhe permite ganhar uma marcha extra, novo motor Euro 5 e suspensão revista.

Começando pela Super Cub, a scooter de roda alta que é o veículo a motor mais vendido de sempre no mundo – com vendas superiores a 100 milhões de unidades em todo o mundo desde 1958! – recebe um novo motor SOHC arrefecido a ar mais potente, apresentando consumos reduzidos a apenas 1,5 L/100 km (no modo de medição WMTC). 

A icónica Super Cub, nasceu para ter uma maneabilidade muito fácil e sentir-se perfeitamente à vontade nas ruas movimentadas das cidades. A par de melhorias introduzidas no motor, a vertente do conforto aumenta, em grande parte graças às revisões nas suspensões, especificamente na forquilha que recebeu novas molas para gerar um comportamento mais suave.

Além disso, os mais nostálgicos não deixarão de apreciar o seu estilo típico e simbólico, o logo original, o novo banco de dois lugares e respetivos poisa-pés para o passageiro agora de série – para além da iluminação totalmente com LED’s e do clássico painel circular. A transmissão é de 4 marchas, não falta o ABS na travagem e uma capacidade de 3.7 litros no depósito.

Com uma altura de assento de 780 mm, a nova Super Cub tem um peso declarado de 110 kg. Com o motor monocilíndrico 4 tempos e 2 válvulas arrefecido por ar, tem uma potência anunciada de 9,6 cv, certamente ideal para um andamento vivo em trajetos urbanos.

A Super Cub melhorou ainda mais com o novo esquema cromático Cinzento Metalizado Mate Axis que, no verdadeiro estilo Cub, é rematado por bancos vermelhos de estilo clássico, em homenagem ao modelo original de 1958.

Disponibilidade no mercado:

AGOSTO DE 2021 (PREVISÃO)

A original Honda Super Cub lançada em Agosto de 1958

FICHA TÉCNICA

HONDA C125 SUPER CUB

MOTOR 
Tipo4 tempos, SOHC, 2 válvulas, arrefecido por ar
Cilindrada124 cm³
Diâmetro x Curso50 x 63,1 mm
Relação de compressão10,0 : 1
Potência máxima7,2 kW às 7500 rpm
Binário máximo10,4 N·m às 6250 rpm
Capacidade de óleo1,1 litros
SISTEMA DE COMBUSTÍVEL 
AlimentaçãoInjeção eletrónica de combustível PGM-FI
Capacidade do depósito de combustível3,7 litros
Consumos1,5 litros/100 km (modo WMTC)
SISTEMA ELÉTRICO 
Bateria12 V-3,5 AH
TRANSMISSÃO 
Tipo de embraiagemEmbraiagem automática centrífuga, húmida, discos múltiplos
Tipo de caixa4 velocidades
QUADRO 
TipoMonotrave à retaguarda em aço
CICLÍSTICA 
Dimensões (C x L x A)1915 x 720 x 1000 mm
Distância entre eixos1245 mm
Ângulo da coluna da direção26,5°
Eixo de arraste (trail)71 mm
Altura do banco780 mm
Altura ao solo125 mm
Peso em ordem de marcha110 kg
SUSPENSÃO 
DianteiraForquilha telescópica de 26 mm
TraseiraDois amortecedores
JANTES 
DianteiraAlumínio fundido
TraseiraAlumínio fundido
Pneu dianteiro70/90-17M/C 38P
Pneu traseiro80/90-17M/C 50P
TRAVÕES 
Tipo de ABSUm canal
DianteiraHidráulico, um disco de 220 mm
TraseiraTambor de 110 mm
ILUMINAÇÃO 
FarolLEDs
FarolimLEDs

O regresso da ‘mini-trail’ Monkey

Para além da nova Super Cub está de volta a adorável mini-trail Monkey à comercialização na Europa. Depois da sua popular reintrodução em 2018, como uma moto utilitária e divertida, agora adaptada ao Século 21, a Honda Monkey tem agora um novo motor de homologação Euro 5, com uma potência máxima de 9,4 cavalos (6,9 kW) e 11 Nm de binário. Com consumos anunciados pelo fabricante de 1,5 L/100 km, a mini Monkey apresenta uma autonomia potencial superior a 240 km por cada depósito de 5,6 litros de combustível, contando agora com uma caixa de 5 velocidades para tornar os percursos longos ainda mais agradáveis.

Uma parte fundamental do sucesso da Monkey tem sido a maneabilidade muito simples e fácil, graças à combinação do quadro em aço, pneus robustos de 12 polegadas e forquilha USD de elevada qualidade. Essa qualidade de condução foi melhorada graças à inclusão de novos amortecedores traseiros de duas fases, concebidos para lidar melhor com as superfícies mais irregulares.

E claro, o estilo clássico da Monkey antiga foi respeitado. O guiador “mini-ape”, os guarda-lamas cromados, a panela de escape curvada para cima, o banco macio e de grandes dimensões e o novo porta-bagagens traseiro em tubos de aço, combinam-se com os pneus grossos e o depósito tipo “peanut” para tornar a sua silhueta inconfundível. 

A renovada Monkey estará disponível nos esquemas cromáticos clássicos Amarelo Banana e Vermelho Pérola Nebula, cores conhecidas à qual se junta um novo Azul Pérola Glittering, destacando ainda mais o fator diversão, dando continuidade ao legado da Honda Monkey como a moto mais divertida de se conduzir.

A história deste modelo icónico também é longa. Começou em 1961, quando foi introduzida no Japão como modelo para as deslocações num parque de diversões local.

Disponibilidade no mercado:

AGOSTO DE 2021 (PREVISÃO)

FICHA TÉCNICA

HONDA MONKEY 125

MOTOR 
Tipo4 tempos, SOHC, 2 válvulas, arrefecido por ar
Cilindrada124 cm³
Diâmetro x Curso50 x 63,1 mm
Relação de compressão10,0 : 1
Potência máxima6,9 kW/6750 rpm
Binário máximo11 N·m/5500 rpm
Capacidade de óleo1,1 litros
SISTEMA DE COMBUSTÍVEL 
AlimentaçãoInjeção eletrónica de combustível PGM-FI
Capacidade do depósito de combustível5,6 litros
Consumos1,5 litros/100 km
SISTEMA ELÉTRICO 
ArranqueElétrico
Bateria12 V 3,5 Ah
TRANSMISSÃO 
Tipo de embraiagemEmbraiagem húmida, discos múltiplos
Tipo de caixa5 velocidades
QUADRO 
TipoQuadro monotrave à retaguarda, em aço
CICLÍSTICA 
Dimensões (C x L x A)1710 x 755 x 1030 mm
Distância entre eixos1.145mm
Ângulo da coluna da direção25°
Eixo de arraste (trail)82mm
Altura do banco775 mm
Altura ao solo175 mm
Raio de viragem1,9m
Peso em ordem de marcha104 kg
SUSPENSÃO 
DianteiraForquilha USA de 100 mm de curso do eixo
TraseiraDois amortecedores, 102 mm de curso do eixo
JANTES 
DianteiraAlumínio fundido, 10 raios
TraseiraAlumínio fundido, 10 raios
Pneu dianteiro120/80-12M/C 65J
Pneu traseiro130/80-12M/C 69J
TRAVÕES 
DianteiraHidráulico, um disco de 220 mm, com ABS e IMU
TraseiraHidráulico, um disco de 190 mm
ILUMINAÇÃO 
FarolLEDs
FarolimLEDs

Principais destaques 

  • A Super Cub agora tem banco e poisa-pés para o passageiro e suspensões revistas que melhoram a qualidade de condução
  • O novo motor mais eficiente tem consumos muito reduzidos, na ordem de 1,5 L/100 km
  • O estilo de formato icónico em “S” da Super Cub é complementado por um novo esquema cromático Cinzento Mate e bancos vermelhos
  • A Monkey apresenta um novo motor e uma nova caixa de 5 velocidades; estes dois componentes melhoram as performances nos percursos mais longos
  • Dois amortecedores novos na traseira, melhoram a maneabilidade e o conforto de condução
  • O estilo clássico da Monkey agora é complementado por um novo porta-bagagens traseiro em aço e por um elegante esquema cromático Azul Pérola Glittering
  • Estes dois modelos têm agora homologação Euro 5

A popular “Mini-Honda”

1961 – Z100

Primeiro modelo – fabricada para ser usada em parques de diversões, com rodas de 5 polegadas, suspensões rígidas, guiador rebatível e motor Super Cub de 50 cm³ com 3,1 kW, OHV, depósito triangular e quadro monotrave.  

1963 – CZ100

Primeiro modelo com homologação para a estrada – exportado para a América do Norte e para a Europa.

1967 – Z50M

Primeiro modelo vendido no Japão – com banco “rebatível”. Guiador e pousa pés permitem acondicionar a moto na mala do automóvel. Adicionada também uma nova tampa de depósito para prevenir derrame de gasolina. Embraiagem centrifuga.

1969 Z50A

Forquilha frontal Telescópica, rodas de 8”, escape mais baixo e introdução dos piscas.

1970- Z50Z

A suspensão dianteira de remoção rápida possibilitava colocar a Monkey no porta-bagagens de um carro utilitário. Introdução de descanso central para facilitar a remoção da suspensão

1974 – Z50J

Suspensão traseira e braço oscilante independente. Primeiro depósito com formato trapezoidal e introdução de pneus de tacos

1978 (Z50J-I)

Primeiro com depósito tipo “gota” de estilo Custom com aumento de capacidade para 5L

1979 (Z50J-I)

Edição especial cromada

1984

Modelo “Gold” de edição limitada

1985 A-Z50J

Introdução da manete de embraiagem

1987 – A-AB22

Modelo “R” com quadro de dupla trave e travão dianteiro hidráulico de disco. Rodas COmstar de 10” e braço oscilante de secção quadrada

1988

A-Z50 Introdução dos espelhos retrovisores    

1991

Modelo “Baja” todo-o-terreno com dois faróis      

2000

Modelo Millennium

 

Galeria:

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments