Tecnologia: Yamaha concebe motor elétrico de 268 CV!

By on 6 Agosto, 2020

AO CONTRÁRIO DO QUE PARECE, A MARCA DE IWATA NÃO ESTÁ PARADA NO QUE DIZ REPEITO À ALTERNATIVA ELÉTRICA. PARA ALÉM DO PROJETO DE UMA YZ 250 F ELÉTRICA, A YAMAHA JÁ TEM IMPORTANTES PARCERIAS NA EUROPA, PARA ALÉM DE UMA COMPLETA GAMA DE MOTORES ELÉTRICO QUE VÃO DE 46 A 268 CV!

Com praticamente todos os fabricantes globais a divulgar, desenvolver ou a comercializar pelo menos um modelo elétrico, Não deixa de ser surpreendente a falta de uma moto elétrica por parte da marca do diapasão. Mas motores já existem, numa variada gama de potências e preparados para diferentes géneros de veículos.

Obviamente, já tomámos conhecimento de alguns protótipos, a funcionarem de uma ou outra forma, mas a menos que exista alguma ‘carta na manga’, um projeto de moto elétrica em segredo absoluto, a verdade é que até agora pouco se sabe de um futuro modelo elétrico de estrada para uso diário.

Porém, isso não significa que a Yamaha esteja parada. Na sua mais recente gama de sistemas de acionamento elétrico, existem projetos que incorporam o motor (Interior Permanent Magnet Synchronous Motor – IPMSM), os sistemas de controle eletrónico, engrenagens de redução que podem ser combinados com líquido ou arrefecimento a óleo.

MOTORES ELÉTRICOS DE 46 A 268 CV!

Já no campo dos motores existe uma gama que inclui unidades de 35kW (46 cv), a 200kW (268 cv) e que podem ser capaz de caber em carros e outros veículos.

As unidades de motores EV da Yamaha também não são a única incursão da Yamaha na arena elétrica. O fabricante de Iwata tem uma grande presença no mercado das bicicletas elétricas em algumas regiões através da Yamaha E-Bikes, e também através de sua divisão de motores marítimos.

Apesar de tudo, há uma pergunta a fazer. Em que área das motos se poderiam encaixar os  motores elétricos da Yamaha?

Uma opção possível seria usar esses motores num projeto da Yamaha de longa data, o PES1. Esse protótipo fez um enorme sucesso na abertura do Salão de Tóquio em meados do ano 2000 e foi apresentado nessa altura em duas versões: uma de estrada, como visto, e em forma de moto offroad, chamado de PED1.

Foram conceitos inovadores na época e ainda parecem máquinas viáveis hoje, tendo ambos envelhecidos bem. Se esta é ou não uma opção da Yamaha não sabemos. É um simples palpite.

A única certeza é esta: uma parceria já em andamento da Yamaha Motor Europe com a produtora de baterias SPIKE, a empresa de engenharia de mobilidade eletrónica Dohms Projects e a Royal Dutch Motociclistas Association (KNMV) para desenvolver um powertrain elétrico para ser alojado no quadro de uma YZ250F!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments