Teste Yamaha Tracer 900 – A turística mais desportiva

By on 9 Setembro, 2020

A Tracer 900 é basicamente uma versão carenada da MT-09 e define-se como uma turística com características mais desportivas. Aproveitando as qualidades inerentes ao motor tricilíndrico paralelo de 847cc, que lhe confere 115 cavalos, a Tracer 900 transporta-nos para um mundo de emoções onde conforto não é sinónimo de banal, nem turismo quer dizer andamento anémico, e fá-lo a um preço que deve dar calafrios à concorrência.

A Yamaha Tracer 900 apareceu primeiro em 2015, basicamente em termso de mecânica uma MT-09, com a adição de uma semi-carenagem e vidro que potencia as suas capacidades turísticas e lhe confere um ar de agressividade contida, como um louva a Deus à espera para atacar.

Passou a chamar-se Tracer em 2016 e a ter controlo de tração de três níveis em 2017. Em 2019 chegou o vidro ajustável instantaneamente à mão e uma versão GT completa com malas.

O Motor

O motor de 847cc da Yamaha Tracer 900 gira até às 10.000 rpm com facilidade, e debita 115 cavalos, o que em si não é extraordinário, mas a forma como um tricilindrico entrega essa potência é que faz a diferença. Ainda por cima é uma unidade que incorpora a tecnologia CP3, ou cambota “crossplane”, que lhe confere uma excelente sensação de tração, pois os três cilindros disparam em rápida sequência, dando quase como uma ligação direta entre o punho e a roda traseira, que torna a moto muito intuitiva de guiar e ao mesmo tempo aumenta o grau de diversão e puro gozo que se retira da condução.

Ao contrário de modelos mais complicados, a Tracer 900 mantém a embraiagem acionada por cabo, mas com a ajuda de um sistema contra-deslizante que suaviza ainda mais as coisas em redução… e acoplada à famosa suavidade das caixas Yamaha torna a condução intuitiva, dando-nos a opção de jogar com as relações ou manter a moto em sexta a maior parte do tempo, possível graças a um binário de 97,5 Nm às 8.500 rpm.

Quanto aos controlos de tração, resumem-se a opções mais, ou menos, intrusivas, na prática deixámos na regulação Standard, mas em condições de chuva ou aderência comprometida seriam decerto uma boa opção de ter à mão…

A ciclística

A Yamaha Tracer 900 emprega um quadro diamante em alumínio fundido, uma técnica que a marca vem usando há alguns anos e combina leveza com extrema rigidez, utilizando também o motor como elemento portante a contribuir para essas qualidades.

O resultado é que a combinação de altura de sela de 850mm e peso de 214 quilos não resulta nada intimidante, uma vez em movimento. Depois, a dinâmica do modelo é complementada pela excelente forquiha dianteira invertida de 41 mm, que vem com pré-carga e amortecimento ajustáveis, este último em compressão e retorno.

Basta dizer que a moto pode ser atirada para as curvas sem protestar, e mesmo operando os soberbos discos duplos de 298mm com pinças radiais, que dão uma sensação de grande linearidade à travagem, o conjunto não se perturba.

O mono-amortecedor traseiro, como sempre nas MT, apoia nos cárteres à frente, evitando tirantes complexos e maximizando a rigidez do conjunto, ao ser montado numa das zonas da  moto que é garantida não flectir enquanto absorve o que as estradas lhe atirem com uma movimento de 60mm na sua extensão máxima.

Ergonomia

Um dos pontos que distingue a Tracer 900 da mais pequena 700 pela positiva, é que o banco da 900 é mais bem acolchoado e confortável, além de estilosamente debrudado com um pesponto a cinza mais claro, e a benesse prolonga-se pelo parte do pendura, que é também ampla e bem acolchoada.

Quanto à informação disponível, o habitual, velocidade, mudança selecionada, e o regime motor exibido numa faixa LED que vai engordado à medida que nos aproximamos do pico de potência, níveis, trips, temperaturas, níveis e luzes avisadoras várias… O vidro ajustável é um toque refinado, pode ser mudado com uma mão em andamento e, baixo ou alto, desempenha bem a sua função de retirar a pressão do peito do condutor…

+ Pontos mais

Flexibilidade do motor

Ajustabilidade da suspensão

Conforto a dois

Capacidade desportiva

– Pontos Menos

Consumos

Perdeu os piscas automáticos?

A concorrência

Num segmento fortemente concorrencial, há ofertas muito parecidas em especificação, como a Triumph Tiger 900, que só com alguns cavalos a menos, é semelhante em preço e configuração motor, a muito agradável e pouco mais cara BMW 900XR, a tetracilíndrica Kawasaki Versys 1000, mais potente, mas também mais pesada e mais cara, ou a Suzuki V-Strom 1000, mais cara ainda, apesar de menos potente…  Se uma capacidade desportiva é importante, o comportamento, preço final e conforto da Tracer 900 decerto a colocam numa boa posição em relação às concorrentes. Ainda por cima, está neste momento a decorrer uma promoção em que a Yamaha oferece as malas…

Concorrência

Yamaha Tracer 900

847 cc            115 cv            214 Kg           10.650€

BMW F900XR

895 cc            105 cv            219 Kg           11.700€

Kawasaki Versys 1000

1.043 cc         120 cv            257 Kg           14.295€

Triumph Tiger 900

888 cc            94 cv              212 Kg           11.700€

Suzuki V-Strom 1050XT

1037 cc          106 cv            236 Kg           14.999€

     
FICHA TÉCNICA Yamaha Tracer 900
Motor Tricilíndrico, refrig. líquida, 4 tempos, DOHC 4 válvulas
Potência 115 cv às 10.000 rpm
Binário Máximo 87,5 Nm/8.500rpm
Diâmetro x Curso 78 x 59,1 mm
Ignição /Alimentação TCI/ Injeção eletrónica
Emissões CO2 127 g/km de CO2
Cilindrada 847 cc
Embraiagem Multi-disco em banho de óleo
Ciclística Diamante em aço tubular
Dimensões 2.160 x 850 x 1375/1430 (vidro ajust. 55 mm)
Suspensão Frente Forquilha telescópica, curso 137 mm
Suspensão Traseira Braço oscilante, curso 142 mm
Angulo direção/ Trail 24 graus /100 mm
Pneus, Frente – Trás 120/70 ZR17 – 180/55 ZR17 tubeless
Travão dianteiro Discos 298 mm c ABS
Travão traseiro Disco 245 mm c ABS
Altura do assento 850 mm
Distância entre eixos 1500 mm
Distância livre ao solo 135 mm
Transmissão final Corrente
Peso, ordem de marcha 214 Kg
Depósito de combustível 18 litros
Preço 10,650 €
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x