Segurança: Como se proteger de chuvas, rajadas de vento e outros fenómenos da natureza?

By on 29 Setembro, 2022

Tempestades, ventos fortes, furacões já não são um exclusivo do Inverno, surgem em qualquer época do ano e quando menos esperamos. São as ditas mudanças climáticas, capazes de mudar o nosso quotidiano ou mesmo estragar uma viagem que programamos… de moto ou scooter. Mas se formos apanhados no ‘olho do furacão’ – o que fazemos?  

Antes do mais, devemos sempre estar atentos ao boletim meteorológico, um aviso laranja ou vermelho, fazem soar os alarmes.

Em Portugal, o IPMA dá-nos um aviso de 10 dias em todo o território Continental e Ilhas. Em segundo lugar, se é ilusório não sofrer com rajadas de vento de moto ou scooter, ainda assim podemos mitigar as consequências desse fenómeno climático adverso. Aqui damos alguns conselhos prático para o motociclista em “tempo pesado”

O primeiro conselho diz respeito à segurança do seu veículo parado. Rajadas de mais de 100 km/h podem atirar para o solo a sua moto do descanso: tudo depende da posição da moto e da direção do vento. Além dos transtornos e danos causados, isso pode ser perigoso para quem passa . Portanto, mais do que nunca, se vir uma tempestade a proximar-se, procure estacionar a sua moto ao abrigo do vento, preferencialmente no descanso central, e verifique a sua estabilidade numa superfície o mais plana possível.

O segundo conselho diz respeito ao tipo de moto que tem.  Se for uma moto de trail pequena, leve, monocilíndrica, com poucos plásticos, será menos sensível aos ventos laterais do que uma moto de estrada grande e totalmente carenado, que terá maior choque com o vento.

Na estrada, com o vento às suas costas, beneficiará de uma melhor velocidade máxima! Brincadeiras à parte, esta situação é perigosa! Em ventos contrários, terá que lutar agarrando-se mais ao guiador se a sua moto não for aerodinâmica, o que pode causar fadiga adicional em viagens longas. Nesse caso, diminua a velocidade, ficará menos cansado e nervoso.

O vento lateral é obviamente o mais perigoso para as motos. Para limitar seus efeitos, aperte mais a sua moto – o depósito – entre as pernas e coloque mais peso nos pousa-pés. Isso também o vai colocar mais seguro em caso de rajadas fortes. No entanto, será quase impossível manter a sua moto reta nessas condições e pode parecer assustador!

Pense na sua posição na estrada : se o vento lateral o empurra para a faixa da esquerda, antecipe-se virando mais para a direita. Isso pode salvar vidas numa estrada de tráfego de via dupla para evitar um encontro frente a frente com outro condutor. Se as rajadas vierem de todos os lados, tente manter uma linha intermédia, com a melhor segurança possível quando a sua moto estiver em andamento. Se o deslocamento causado pelo vento for médio, não se esforce demais na luta e acompanhe o movimento sem se deixar deslocar muito. Isso é mais fácil falar do que fazer!

Leve em consideração a infraestrutura e outros veículos : ao passar por trás de pilares de pontes ou sair de túneis, fenómenos violentos podem perturbar o seu equilíbrio. Da mesma forma, ao ultrapassar um carro pesado, pode ser momentaneamente protegido do vento lateral, mas ao ultrapassá-lo pode ser atingido pelo vento novamente! Antecipe-se!

Finalmente, episódios de ventos fortes ou tempestades são muitas vezes acompanhados de chuvas fortes, contra as quais estará mais protegido se estiver bem equipado.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments