Técnica: As três vantagens dos discos prefurados

By on 21 Abril, 2022

Hoje em dia, todas as motos desportivas são equipadas com travões de disco, independentemente de serem de estrada ou off-road, sejam scooters ou ciclomotores. Certamente, já alguma vez se perguntou para que servem aqueles furos que existem no disco… se apenas para uma melhor dissipação do calor ou para algo mais? Na verdade, esses furos têm mais funções.

Em primeiro lugar, o objetivo principal é o “efeito de dissipação de calor”. Os travões de disco não funcionam bem a menos que a temperatura suba até certo ponto, mas se acionar os travões com frequência em estradas de montanha ou em travagens fortes em circuito, etc., o calor será muito alto e a eficácia na travagem diminuirá. Portanto, ao fazer muitos furos, a dimensão do disco poder ser aumentada e a dissipação de calor melhorada.

Outro factor importante é a redução de peso. Os rotores de disco das motos atuais são principalmente de aço inoxidável, e são razoavelmente pesados. Além disso, para aumentar a força de travagem, é eficaz aumentar o diâmetro do disco, o que aumenta a velocidade de atrito, e se o diâmetro for aumentado com esse material pesado, o peso aumentará consideravelmente. Quando o peso que se move da mesma forma que a superfície da estrada se torna pesado, a capacidade de travagem diminui devido à influência da força inercial. Além disso, se girar em alta velocidade, o efeito giroscópio que tenta ficar nesse ponto torna-se mais forte se for pesado, o que também afeta a deterioração da capacidade de travagem da superfície da estrada e o peso do manuseio. Assim, o que interessa é que a moto tenha um disco o mais leve possível.

Assim, os fabricantes tentam reduzir o peso fazendo muitos furos. Por exemplo, se segurar disco de pequeno diâmetro sem furos antigo e um disco de grande diâmetro com furos de uma moto atual, verá que a diferença entre os dois discos é mínima.

Há também um “efeito de limpeza” que justica os furos no disco. Esta é a ação de remoção de detritos chamados de poeira de travagem gerados pela raspagem das pastilhas de travão devido ao atrito da superfície do rotor do disco. Além disso, os furos também são eficazes limpar o filme de água em tempo chuvoso. Por exemplo, se o disco estiver molhado no início da travagem, ele é quase ineficaz devido ao baixo coeficiente de atrito… Existe também uma teoria de que um “disco com furos” com uma ranhura na superfície do disco é mais eficaz do que o orifício no disco para essa limpeza. Além disso, em motos off-road que se sujam muito devido à condução em terra, muitas vezes vemos discos “discos de pétala” que têm uma grande circunferência externa ondulada, mas também repelem com eficácia a lama e água.

E portanto, temos 3 efeitos positivos dos furos nos discos: melhor dissipação do calor, menos peso e melhor limpeza.

A CB 750 Four da Honda lançada em 1969 foi a primeira moto de série equipada com travões de disco hidráulicos, mas lisos

Os fabricantes japoneses adotaram discos perfurados desde a segunda metade da década de 1970. A foto mostra o disco de furos de passo desigual da Kawasaki Z1000 MkII de 1979

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments