Brixton Crossfire 125 XS – Uma máquina de fazer sorrisos

By on 10 Dezembro, 2020

Esta pequena grande moto tem a capacidade de nos fazer ficar muito bem dispostos. Com uma postura divertida e capacidade mecânica surpreendente e descomplexada, a Brixton Crossfire 125 XS mostrou-nos que o tamanho…não é tudo…

texto de Pedro Alpiarça

 

Gosto de acreditar que nunca perdemos a capacidade de brincar. De que à medida que vamos crescendo, a dureza do quotidiano não nos fez perder a vontade de sermos crianças, de interagirmos com o mundo com um sorriso e a capacidade de descobrirmos  a felicidade nas pequenas coisas.

A Brixton Crossfire 125 XS testa a nossa capacidade de nos levarmos a sério. A sua jante 12”, os seus pneus semi caredados, o guarda lamas alto, a protecção de carter e a suspensão invertida de curso generoso, fazem dela uma scrambler. Uma mini scrambler. Com ar reguila e pose atrevida, a estética gira à volta do sobredimensionado depósito com o vincado X, o minimalista farol full LED (com a mica a fazer-nos lembrar uma mota de enduro dos anos 70), o guiador alto com esponja de protecção e até a ponteira de escape nos transportam para outros tempos.

Tudo nesta Brixton Crossfire nos faz sorrir, pela sua simplicidade e constante desarme de qualquer cinzentismo. Cheia de pormenores alusivos à marca austríaca, a qualidade de construção da mesma está bem presente, e até a pintura denominada de “laranja mecânica” nos dá o mote para sermos uns adolescentes arruaceiros.

Quando começamos a rolar, o motor de 125cm mostra-se espigadote, responsivo, malandreco…do alto dos seus 11,3cv é bastante despachado a subir de rotação, o que é optimo, o tamanho desta máquina dá-nos uma sensação de vulnerabilidade, é sempre bom conseguirmos fugir a todos os que não têm sentido de humor. Sendo surpreendentente espaçosa, com uma boa posição de condução mas de assento algo rijo, rapidamente começamos a explorar as suas capacidades dinâmicas, e também rapidamente percebemos que a sua diminuta distância entre eixos e os seus 111kg, fazem dela um brinquedo extremamente ágil, quase como se mudássemos de direcção sem pensar. A travagem combinada dá-nos uma confiança extra, tendo em conta a ausência de ABS.

Em boa verdade, a Brixton Crossfire 125 XS não é uma moto para sermos ponderados e cerebrais, toda a sua postura grita diversão e descompromisso. Na primeira oportunidade que tivemos fomos testar a sua irreverência scrambler e ficámos surpreendidos com a capacidade das suspensões, a sua dureza no asfalto abrilhanta-se na leitura e no entanto comporta-se de maneira equilibrada quando o piso se torna…mais desafiante. Sem controlo de tracção, podemos passar horas a testar o grip dos pneus 50/50. Tudo muito empírico e cientifico, obviamente, não há aqui um pingo de diversão, tudo extremamente factual e sério. Afinal de contas já não temos 16 anos…

A Brixton Crossfire 125 XS faz da sua practicalidade, honestidade mecânica, estética irreverente e postura juvenil e descomplexada, uma mais valia para nos pôr bem dispotos. Por pouco mais de 2000 euros, compete no nicho das pequenas grandes motos. Existem concorrentes com um legado histórico difícil de igualar, mas a Brixton surge com uma imagem mais moderna e cheia de vontade de desafiar os padrões vigentes de sucesso. Com um bom motor, suspensões e pneus mais aptos para uma utilização mista, a sua qualidade de construção e sobretudo a maneira como não se leva muito a sério…faz dela uma enorme mini-moto.

 

Mais:

  • Postura Divertida
  • Estética Retro
  • Motor “Atrevido”
  • Travagem

 

Menos:

  • Assento demasiado Rijo
  • Velocímetro pouco legível

 

 

Ficha Técnica:

 

  • Tipo de Motor:                  Monocilíndrico a 4 tempos, refrigerado a ar
  • Cilindrada:                        124,8 cm³
  • Potência Máxima:            11,3cv @ 9,000 rpm
  • Ignição:                                Eletrónica
  • Travões dianteiro / traseiro:             disco 220mm / disco 190mm
  • Peso a seco:                          111 kg
  • Altura do banco:                760 mm
  • Velocidade máxima:         95 km/h
  • Consumo Combustível:    2,7 l/100km
  • Preço:                                     2 117€

 

Concorrentes:

  • Honda Monkey 125:                     ( 4 125 € ; 9,2 cv ; 107 Kg)

  • Honda MSX 125 Grom:                 ( 3 399 € ; 9,8 cv ; 103 Kg )

  • Benelli TNT 125:                              (A partir de 2 090 € ; 11,1 cv ; 116 Kg )

  • FK Motors Mini Scrambler 125:        ( 2 299,9 € ; 10,6 cv ; 116 Kg )

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x