Ensaio Peugeot Pulsion 125 – Uma Scooter GT compacta e sofisticada

By on 7 Outubro, 2019

A evolução nesta nova scooter da marca francesa é notória, sobretudo ao nível da resposta do seu motor e da sua electrónica, onde a qualidade de construção está também patente. A suavidade na sua condução eleva a outro nível de conforto a circulação urbana.

Agora apoiada pela Mahindra a Peugeot Motocycles tem vindo a realizar uma reconversão da sua estratégia mercado que tem mostrado espírito de inovação e intenção de liderar pela modernidade dos seus modelos. A presente aposta na sofisticação a nível electrónico da nova scooter Pulsion é um exemplo dessa evolução.

A Peugeot tem tido um enorme sucesso com as suas scooters de baixa cilindrada, inclusivamente no segmento retro coma sua belíssima Django, que oferece múltiplas combinações de cores e modelos, assim como no segmento das 3 rodas coma sua Metropolis 400.

O protocolo  de colaboração com a Mahindra veio dar novo impulso à Peugeot no sector da mobilidade urbana em duas e três rodas e pensa-se que poderá num futuro próximo virem a ser desenvolvidos novos modelos, inclusivamente com motorização elétrica.

A Pulsion 125 é uma scooter premium, com aspecto compacto e algo desportivo, com o objectivo de proporcionar uma opção premium em termos de mobilidade urbana.

A sua distância entre eixos é curta o que facilita a sua mobilidade e a posição de condução bastante confortável, conforto esse reforçado pela total ausência de vibrações do seu motor. Ágil e de resposta rápida no rodar do punho, a Pulsion é perfeita para circular na densidade de transito citadino.

Com um espaço generoso debaixo do banco onde cabem dois capacetes do tipo Jet e até mesmo um integral, a Peugeot Pulsion permite ainda guardar alguns acessórios no painel dianteiro onde encontramos uma tomada USB para carregamento de dispositivos electrónicos.

A Peugeot Pulsion está dotada de uma excelente iluminação, de tecnologia LED na dianteira e traseira e inclui luz de circulação diurna DRL ( Daytime Running Light )  que pelos vistos e de acordo com o código da estrada não substitui a obrigação de circular com os médios acesos durante o dia.

O motor da Pulsion é outra das suas referências de excelência. Com uma potência de 14,6 CV às 9.000 rpm e um binário de 11.9 Nm, com refrigeração líquida e compatível com a norma Euro 4,  proporciona arranques com enorme suavidade e em simultâneo vigorosos, tornando a condução da Pulsion muito divertida.

A estabilidade da Pulsion em andamento rápido ou lento, em cidade, é sempre excelente, o que demonstra evolução acertada na sua ciclística e da sua aerodinâmica que conta com uma boa proteção do écran frontal e dos punhos na versão Allure. A frente da Pulsion é caracterizada por uma grelha de desenho geométrico aos quadrados, já vista nas versões Metropolis de 3 rodas, e em tudo semelhante às utilizadas nos carros Peugeot também.

Com roda 13” na traseira e roda 14” na dianteira a Pulsion conta ainda com travões de disco de excelente desempenho, com sistema de travagem combinada na manete esquerda, que aciona em simultâneo o travão traseiro e dianteiro, assistidos ainda por ABS nas duas rodas, garantindo assim segurança acrescida em qualquer situação. 

A velocidade máxima atinge os 110 Kmh, semelhante a outras scooter do seu segmento e as recuperações são no entanto referência no desempenho da Pulsion, bastando rodar o punho para rapidamente podermos ultrapassar qualquer viatura na nossa frente.

As suspensões serão eventualmente o único ponto onde a Pulsion poderá evoluir já que em piso deteriorado, comum infelizmente nas nossas cidades, a Pulsion acusa algumas limitações na gestão do mesmo.

A aposta na sofisticação tecnológica está patente no painel de informação muito completo e colocado numa posição alta que permite uma postura “Head Up” e onde através da utilização da aplicação i-Connect podemos aceder a uma série de funcionalidades. O painel TFT a cores tem excelente visibilidade e uma dimensão quase semelhante ao de uma viatura Peugeot de 4 rodas, com um design moderno, com dois manómetros analógicos redondos dedicados a indicar os Km/h na esquerda e a rotação do motor na direita, separados por um painel digital que concentra a restante informação.

Através do sistema i-Connect incluído na Pulsion o utilizador poderá emparelhar o seu smartphone a gerir uma série de informação a partir do próprio painel na moto, incluindo navegação, visualizar a entrada de chamadas e de mensagens, e aceder a toda a informação relativa à moto como os Kms, totais e parciais, os consumos e a autonomia para além de outros dados normalmente disponibilizados ( nível de combustível, data e  hora, temperaturas de motor e externa,… )

A Peugeot Pulsion é por isso uma excelente opção de mobilidade para quem pretenda sofisticação e qualidade, agilidade citadina, chave de ignição electrónica do tipo “KeyLess” e acesso a informação adicional através do sistema de comunicação i-Connect.

Caracteristicas Peugeot Pulsion:

– Sistema i-Connect

– Conexão até 5 telemóveis e dois em simultâneo

– Ecrã TFT colorido

– Painel de instrumentos Head Up

– ABS e SBC

– Iluminação full LED

– Luzes diurnas (DRL)

– Assinatura luminosa

– Luzes de emergência automáticas

– Sistema de ignição “Keyless” / Smart Key

– Tomada USB

– Arrumação para 1 capacete integral + 1 Jet

– Tanque de combustível de 12 l

– Banco de elevado conforto

– Guiador compacto para uma posição de condução natural e descontraída

– Jantes de 14” na frente e 13” na traseira

– Travões de disco nas duas rodas

A Peugeot Pulsion está disponível em duas versões: a versão Allure na cor vermelha e a versão RS,  com acabamentos mais desportivos, na cor cinza mate. O PVP de ambas é idêntico, de 4.899.- euros mais documentos e já inclui o sistema i-Connect.

Peugeot Pulsion 125 Versão Allure
Peugeot Pulsion 125 Versão RS

Concorrência

Honda Forza 125                124,9 cc / 15 CV / 159 Kg / 5.050 euros

Kymco Superdink 125       125 cc  / 13,5 CV / 176 Kg / 4.399 euros

Yamaha XMAX 125             124 cc / 14 CV / 175 Kg / 4.995

Galeria

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!