Ensaio Yamaha XSR 700 XTribute – Tributo à mítica Yamaha XT 500

By on 23 Maio, 2019

Por ocasião da apresentação da nova XTZ Ténéré 700 na Catalunha a Yamaha reservava ainda uma surpresa para o último dia, aproveitando a presença de muitos jornalistas internacionais, realizou também uma apresentação dinâmica da nova XSR 700 Xtribute, modelo de tributo à mítica Yamaha XT 500.

Foi há mais de 40 anos, precisamente no ano de 1975 que a Yamaha apresentou pela primeira vez no Salão Automóvel de Tóquio a sua Trail XT500. A sua enorme versatibilidade e simplicidade mecânica foi a chave para o seu enorme sucesso, sobretudo desde que Cyril Neveu conquistou o Dakar em 1979, a designação XT ficou popularizada e ganhou estatuto de vencedora do Rally mais duro do planeta, tendo em 1980 conquistado os 4 primeiros lugares na duríssima prova do Paris-Dakar.

Para celebrar este modelo mítico a Yamaha decidiu desenvolver com base na sua XSR700 um novo modelo que carrega parte do carisma da XT dos anos 70. Para tal a marca recuperou a cor prata do depósito de combustível, as jantes douradas apesar de não serem raiadas, e os guarda-lamas também cromados. O estilo scrambler é complementado com um guiador alto com barra de reforço e com pneus de piso misto da Pirelli, modelo MT60 RS.

A nova XSR 700, decorada com as cores “1981”, assim é designado o novo estilo cromático que faz alusão à decoração vintage utilizada na mítica XT, exibe um estilo global que se enquadra totalmente na estratégia e no espírito “Faster and Sons”, criado pela Yamaha, estilo que combina uma imagem retro com tecnologia de vanguarda.

O motor da XSR 700 é o conhecido bicilíndrico paralelo de tecnologia CrossPlane que debita 75CV às 9.000 rpm e que tem um binário máximo de 68Nm às 6.500. Um motor vivo com uma curva de binário alta desde os regimes mais baixo que faz com que as subidas de rotação sejam rápidas e enérgicas proporcionando uma condução muito divertida, com pouca vibração e com consumos contidos.

O quadro tubular em aço de estrutura do tipo diamante confere à XSR uma enorme compacidade, contribuindo para a sua agilidade e para a facilidade com que pilotamos a moto em percursos de montanha. Foi essa realidade que tivemos oportunidade de comprovar, num percurso sinuoso de montanha, com uma vista deslumbrante, onde pudemos levar a Xtribute aos seus limites em curva e comprovar o excelente comportamento dos pneus MT60 RS da Pirelli, com uma aderência surpreendente tendo em conta o desenho do seu piso de cariz misto, On-Off.

A XSR pesa apenas 186 Kg, aliás um peso próximo da nova Ténéré 700, e a leveza do conjunto reflete-se na sua condução. Com um assento baixo e plano, muito à imagem da XT dos anos 70, com um acabamento irrepreensível e o pormenor de ter gravado o logotipo Xtribute na sua parte traseira, a Xtribute conta ainda com foles na suspensão dianteira que reforçam a imagem vintage do modelo.

A imagem clássica da XSR esconde no entanto uma moto de tecnologia contemporânea e com todos os atributos de uma moto actual e moderna. A instrumentação em digital assume perfeitamente essa combinação retro com a modernidade, pois embora toda a informação seja digital o seu formato é redondo tal como os manómetros do antigamente. Os faróis assumem também o mesmo papel do painel de informação e apresentam um formato clássico que combina com a tecnologia LED actual.

A certa altura da prova dinâmica fomos conduzidos para um extenso areal perto de umas salinas junto à costa, onde pudemos testar o comportamento da XSR Xtribute em piso mais solto, no caso areia. A roda dianteira 17” penaliza ligeiramente a estabilidade da moto, no entanto o comportamento foi bastante neutro, graças sobretudo à potência sempre disponível do motor, que nos permitia a cada situação de maior afundamento da dianteira rodarmos o punho e aliviar a pressão sobre roda da frente. Para quem está habitua a fazer todo-o-terreno conduzirá a Xtribute quase como uma trail preparada para pequenos percursos fora de estrada. Claro que não é possível comparar com a maior versatilidade do modelo XT500 dos anos 70, pois essa era uma verdadeira trail ON/OFF enquanto que a XSR Xtribute é uma moto de utilização mais urbana dentro de um espírito revivalista e trendy.

A Yamaha disponibiliza ainda uma lista de acessórios especialmente desenvolvidos para a personalização da Xtribute onde o escape especial Aktrapovic que os modelos que testámos tinham montado, numa posição alta, é precisamente uma das opções. Ver restantes opções AQUI

 

Todo o potencial de personalização está também disponível na App My Garage da Yamaha, a qual podem fazer download gratuito. A Yamaha XSR 700 Xtribute está apenas disponível na cor “1981 Tech Black” e tem um PVP de 8.750 euros.

Ficha Técnica

MOTOR

Tipo de motor 2 cilindros, 4 tempos, refrigeração líquida, DOHC, 4 válvulas

Cilindrada 689 cm³

Diâmetro x curso 80.0 mm x 68.6 mm

Taxa de compressão 11.5 : 1

Potência máxima 55.0kW (74.8CV) @ 9,000 rpm

Versão com potência limitada 35.0kW

Binário máximo 68.0Nm (6.9kg-m) @ 6,500 rpm

Sistema de lubrificação Cárter húmido

Tipo de embraiagem Húmida, Multidisco

Sistema de ignição TCI

Sistema de arranque Eléctrico

Sistema de transmissão Sincronizada, 6 velocidades

Transmissão final Corrente

Consumo de combustível 4.3l/100km

emissões CO2 100g/km

 

CICLÍSTICA

Quadro Diamante

Curso dianteiro 130 mm

Ângulo do avanço de roda 24º50

Trilho 90mm

Sistema de suspensão dianteira Forquilha telescópica

Sistema de suspensão traseira Braço oscilante, Tipo Link

Curso traseiro 130 mm

Travão dianteiro Disco duplo hidráulico, Ø282 mm

Travão traseiro Monodisco hidráulico, Ø245 mm

Pneu dianteiro 120/70 ZR 17M/C(58V) (Tubeless)

Pneu traseiro 180/55 ZR 17M/C(73V) (Tubeless)

Observação EU4 compliant

 

DIMENSÕES

Comprimento total 2,075 mm

Largura total 865 mm

Altura total 1,120 mm

Altura do assento 845 mm

Distância entre eixos 1,405 mm

Distância mínima ao solo 140 mm

Peso (incluindo óleo e gasolina) 188 kg ABS

Capacidade Dep. Combustível 14L

Capacidade Dep. Óleo 2.7L

 

 CONCORRÊNCIA

 

Ducati Scrambler 800 Icon   803cc / 73 CV / 189 Kg / 9.345 euros

Husqvarna Svartpilen 701   692cc / 74 CV / 160 Kg / 11.440 euros

 

Triumph Street Scrambler   865cc / 57 CV / 214 Kg / 10.600 euros

 

Galeria de Imagens

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!