Teste da KTM 890 Adventure de 2023 – Redefinir o conceito “Aventura”

By on 20 Dezembro, 2022

Realizado por Ferran Mas –Solomoto

Mas afinal o que podemos considerar Aventura nos  dias de hoje ? Será que é sair de casa sem telemóvel ?  Não me parece… Aventura poderá ser arrancar nesta nova KTM e viajar, viajar, viajar sem parar e claro, sem telemóvel.

A KTM 890 Adventure de 2023 fez-nos esperar até este mês de dezembro de 2022 para a podermos conhecer e testar num contexto totalmente de aventura off road.

As imponderabilidades da vida fizeram com que esta apresentação, realizada em Portugal, decorresse debaixo de condições climatéricas bastante adversas, porém como esta moto está especialmente preparada para uma utilização em viagens de aventura, o tempo cinzento e chuvoso acabou por se mostrar de feição para o teste que realizámos.

Comecemos então com um resumo sobre as diferenças mais evidentes deste modelo em relação à sua versão anterior. Uma nova carenagem, agora completa e que pela sua maior dimensão oferece maior proteção, suspensões reguláveis, painel TFT a cores de 5”, assento de duas peças e com duas alturas, pneus Pirelli Scorpion, botão de “Warning” e disponível em duas decorações, a tradicional laranja e outra em negro.

Como referimos anteriormente, quis o tempo castigar-nos com chuva durante todo o dia e apenas uma aberta perto da Nazaré nos deu algum descanso. Portanto rodar em asfalto seco não nos foi possível pelo que nas conclusões do teste que realizámos há que considerar que rodámos sempre em molhado.

Em contraste com a realidade anterior, o melhor de tudo foram mesmo as zonas em que rodámos fora de estrada, no melhor terreno possível com múltiplas situações offroad a proporcionarmos uma experiência completa  e um dia ideal para rodar em todo-o-terreno.

Mas não se pode ter tudo… ou pode ?

Em zonas de terreno mais compacto nota-se o curso relativamente curto das suspensões, de 200 mm em cada eixo, e algo de dureza nas mesmas. Neste caso há que considerar que a versão R da 890 tem 240mm de curso de suspensões pelo que fica claro o objectivo de utilização de cada um dos modelos. Uma segunda questão prende-se com o facto de podermos regular as suspensões WP Apex fazendo com que as mesmas fiquem menos agressivas e duras do que a maioria das motos de enduro puro.

A certa altura do percurso realizado, em que a inclinação do terreno combinada com a quantidade de pedra solta e molhada colocou à prova o nosso tacto do acelerador, a gestão da entrega de potência garantida pela electrónica da 890, garantia tração e desempenho quase perfeitos.

O motor LC8 sente-se solto e potente com os seus 105 CV embora haja que dar especial destaque aos seus incríveis 100 Nm de binário desde as 6.500 rpm. Esta realidade fez com que alternasse o Modo OffRoad com o Modo Rally ( este opcional ) permitindo gerir a intervenção do ABS de forma automática no Modo OffRoad, realidade que conseguimos fazer em marcha e apenas com um botão, garantindo assim em algumas situações mais críticas a ajuda do ABS na roda dianteira para garantir algo mais de aderência, tendo em conta que depois de uma subida vem normalmente uma descida.

A actuação dos travões em Modo OffRoad permitem parar a moto quase instantaneamente, sendo que o ABS da roda traseira é desactivado e na roda dianteira apenas actua o suficiente para parar a moto em segurança. A sensação de que vais conseguir travar onde queres é total.

Cabe ainda destacar o bom comportamento dos pneus Pirelli Scorpion STR, tanto em travagem como em tração, com um perfil claramente orientado para o offroad.  Um último apontamento sobre o comportamento algo brusco da direção, a rodar rápido em zonas de piso mais duro e irregular, isto apesar de montar amortecedor de direção penso que, no caso, não regulável.

E sobre o negro do asfalto… molhado

O comportamento em asfalto molhado e em Modo Rain, pareceu-nos excelente, isto apesar de montar os pneus Scorpion de perfil mais OffRoad como referimos antes. Todos sabemos que pneus de tacos em asfalto molhado não é uma combinação ideal.

O Modo Rain proporciona uma condução muito suave, com uma entrega de potência progressiva. Neste caso apreciámos o comportamento das suspensões com um curso e uma dureza correctos. Pessoalmente penso que a nova 890 Adventure é uma aventureira asfáltica com especial aptidão para estradas secundárias e com uma capacidade de offroad superior à concorrência. Sem qualquer dúvida que para o caso uma jante dianteira de 19” poderia fazer todo o sentido, sobretudo numa utilização em zonas reviradas de asfalto, mantendo um desempenho aceitável for a de estrada.

A sua condução é idêntica ao comportamento do motor, muito suave e controlável.. Com um centro de gravidade baixo, a moto curva facilmente com enorme estabilidade e sem qualquer comportamento estranho. A posição de condução é bastante cómoda e as distâncias que encontramos no triângulo formado pelo assento, o guiador e os poisa-pés são correctas. Estamos também bem protegidos pela nova carenagem, pelas proteções de mãos e pelo defletores laterais.

O novo painel TFT a cores de 5” tem uma leitura fácil de entender, de navegação intuitiva e permite ser emparelhado através da App KTM Connect a um smartphone. Inclui navegação do tipo Turn-by-turn e uma série de opções de personalização que nos tornam a vida mais fácil.

Gostaríamos de ter podido testar o comportamento da nova 890 em asfalto seco com o Modo Street, pois estamos quase certos de que este seria a sua melhor combinação, mas teremos que esperar até uma próxima oportunidade para o fazermos. 

Excelente …mas

Ficou-nos a saber a pouco, pois em matéria de OffRoad ficou claro o excelente desempenho totalmente de acordo com o ADN da marca, embora ficássemos com vontade de conhecer a fundo esta nova 890 Adventure da KTM em estrada seca, pois não temos dúvidas de que, apesar da estética Adventure OffRoad, esta será também uma excelente moto para rodar em asfalto. A partir de janeiro teremos certamente esse privilégio e iremos confirmar as nossas fundamentadas suspeitas.

Como novidade a KTM entrega a moto com uma configuração Demo que permite ao cliente a possibilidade de testar toda a gama de sistemas eletrónicos de ajuda à condução, nomeadamente o Modo Rally, o MSR, o Quickshifter Plus e o Cruise Control durante os primeiros 1.500 Kms. Uma vez atingido este limite permite ao utilizador decidir quais sistemas pretende manter activos sendo obrigado a pagar o valor correspondente.

O que mais gostámos e o que pode melhorar

Solomoto +

  • Desempenho OffRoad
  • Agilidade do conjunto
  • Potência do motor
  • Controle na entrega de potência

Solomoto –

  • Curso das suspensões em OffRoad
  • Direção com movimentos bruscos em mau piso

Ficha Técnica da KTM 890 Adventure 2023

Motor tipoBicilíndrico, 4 T, LC, DOHC, 8V
Diámetro x curso90.7 / 68.8mm
Cilindrada889 cc
Potência máxima105 CV @ 8000 rpm
Binário máximo100 Nm @ 6,500 rpm
AlimentaçãoInjeção electrónica
Emissões de CO2110 g/km
Caixa6 velocidades
EmbraiagemPor cabo, PASC
Transm. secundáriaCorrente
Tipo chassi:Multitubular em aço c/ motor como reforço estrutural
Geometría direção: N.d.
Braço oscilanteDuplo braço em fundição de alumínio
Susp. dianteiraInvertida WP APEX 43 mm
Suspensão traseiraMono amortecedor WP APEX Monoshock
Travão dianteiroDuplo disco de 320 mm c/ pinça radial 4 pistons
Travão traseiroDisco de 260 mm c/ pinça flutuante de 2 pistons
Rodas/pneus90/90-21” e 150/70-18” Pirelli Scorpion STR
Comp. total:N.d.
Altura máximaN.d.
Largura máximaN.d.
Dist. entre eixos1.509 mm ± 15 mm
Altura assento840/860mm
Depósito20 litros
Consumo médioN.d.
Autonomía teóricaN.d.
Garantía oficial3 anos
ImportadorJetmar
Contacto( +351) 218 260 655   email: [email protected]
Webwww.ktm.pt

Galeria de Imagens

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments