EICMA 2022: As novidades da Malaguti

By on 15 Novembro, 2022

O fabricante italiano de San Lazzaro di Savena tem uma longa história. Tudo começou em 1930, quando Antonio Malaguti fundou uma empresa nos arredores de Bolonha como revendedor e oficina de bicicletas, antes de revelar a sua primeira moto com um motor auxiliar em 1949.

Quando o grupo austríaco KSR tomou posse da empresa em 2018, o primeiro passo foi trazer a tradicional marca italiana de volta ao mundo das duas rodas, dando-lhe uma base sólida sobre a qual iria construir a sua história futura. Na exposição EICMA em Milão, foi possível ver como o “Espírito de Bolonha” e os valores do seu fundador – contruir motos pequenas e acessiveis – insuflou nova vida à marca na sua gama de 2023.

Drakon 125, a ‘ponta de lança’

A DRAKON 125, que só está disponível no mercado europeu há algumas semanas, é o novo porta-estandarte da Malaguti. O motor de 125 cc arrefecido por líquido fornece 13,5 cv a 9.500 rpm e 11,4 Nm a 7.500 rpm; está equipado com injecção electrónica de combustível Bosch, ABS, luzes LED em toda a volta e um visor TFT de alta resolução. Os pneus montados (100/80-17 à frente, 130/70-17 atrás) são da MAXXIS. Com os seus 145 kg em ordem de marcha, guiador largo e forquilha ‘upside-down’ a DRAKON é anunciada como extremamente reactivo e ágil. Estará disponível nas cores Neve White e Spirito Grey.

Actualizações da Madison 125, XSM e XTM125

Os modelos XSM e XTM125 existentes foram actualizados e estarão disponíveis no início da época 2023. A XTM125 todo-o-terreno e a leve XSM125 supermoto ecoam o design da Drakon. O sistema de escape, assento e ABS são novos. Além disso, ambos os modelos estão equipados com equipamento LED completo, incluindo luzes diurnas permanentes.

As linhas da Madison 125 também foram redesenhadas. Esta scooter dinâmica é o primeiro modelo desenvolvido em cooperação com a GPX na Tailândia. Para 2023, estará disponível em Neve White, Toro Black e Albero Green.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments