Estudo refere que os pneus poluem mais que os gases de escape

By on 15 Junho, 2022

Cientistas britânicos dizem que os pneus poluem o meio ambiente 1850 vezes mais do que as emissões de gases de escape. Está é uma questão pertinente, tendo em conta a data anunciada de 2035 pela UE para o fim dos motores de combustão interna. Será que andamos todos a ser enganados?

A Emissions Analytics, uma empresa de pesquisa independente do Reino Unido, publicou os resultados de um teste de pneus, segundo o qual o material particulado que ocorre durante o processo de desgaste da borracha causa danos ambientais 1850 vezes mais graves do que os gases de escape. Uma declaração séria, especialmente no contexto de uma tendência para a eletrificação universal.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores testaram 14 conjuntos de pneus no mesmo carro. Segundo os pesquisadores, o grau de poluição é influenciado por muitos fatores: a composição do composto do pneu, o grau de desgaste, o estilo de condução e, claro, o peso do veículo.

É claro que um valor tão exato – um excesso de 1850 vezes – implica reforço com fatos. A Emissions Analytics afirma que se refere aos danos causados ​​pelo material particulado, não levando no seu estudo em consideração, por exemplo, o dióxido de carbono emitido pelos motores. O estudo refere-se apenas a Emissões não de escape (NEE) que são partículas nocívas  libertadas no ar pelo desgaste dos travões, dos pneus, assim como pelas poeiras libertadas do pavimento durante o uso de um veículo na estrada. “Nenhuma legislação está em vigor para limitar ou reduzir o NEE, mas este causam uma grande preocupação com a qualidade do ar”, refere num comunicado a Emissions Analytics.

Além disso, os novos padrões Euro-7, cuja introdução não está longe, estão a forçar os fabricantes a limpar ainda mais os gases de escape de partículas sólidas, o que significa que a proporção declarada nas Emissões não-de-escape só aumentarão no futuro.

Que conclusão os motociclistas podem tirar disto tudo?

A resposta é simples, porque as motos são claramente mais ecológicas do que os carros. Têm apenas duas rodas e a área de contato de uma roda de moto com o solo é infinitamente menor. Além disso, as motos são muito menos pesadas que os carros.

A Emissions Analytics estuda a poluição causada pelo desgaste dos pneus desde março de 2020. Considera que as partículas nocivas dos pneus – e também dos travões – são um problema ambiental muito sério e crescente, que está a ser exacerbado pela crescente popularidade de veículos grandes e pesados, como SUVs, e pela crescente procura por veículos elétricos, que são mais pesados ​​que os veículos de combustão devido às baterias. Refere ainda que a poluição do desgaste dos pneus dos veículos é completamente desregulada, ao contrário das emissões de gases de escape que foram rapidamente reduzidas pelos fabricantes graças à pressão exercida sobre eles pelos padrões de emissões europeus.

Logo, quando tiver a ideia de fazer um burnout e a queimar a borracha dos pneus, pense antes duas vezes…

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments