Honda Hawk 11: Porque o ‘falcão japonês não chega à Europa?

By on 31 Agosto, 2022

No final de setembro, a Honda Hawk 11 (1100) será lançada no Japão, mas as perspectivas de vermos chegar a nova Neo Sports Café ao continente europeu são escassas.

Fotos: Young Machine e Honda

Por terras do país do ‘Sol Nascente’, concretamente no salão de Osaka, a Honda revelou oficialmente ao mundo a nova Honda Hawk 1100, um novo membro da família Neo Sports Café. A Hawk 11 tem uma estética fascinante, que nos lembra as motos desportivas dos anos 70, com cores sóbrias como o azul pérola e preto grafite. Além disso, o seu motor é um potente bicilíndrico paralelo de 1.082 cc, com 100 cv às 7.500 rpm e um binário máximo de 104 Nm a 6.250 rotações.

A marca japonesa não parou de fornecer informações sobre este novo modelo desde que foi apresentado e, de fato, continuou a fornecer novos dados para mídias como a Young Machine e até lançou um site específico para o “falcão” japonês.

Masahiro Yoshida, Diretor de Desenvolvimento da Honda, disse sobre ela que a equipa se propôs a criar uma “moto divertida ” para aproveitá-la diariamente. A Hawk 11 é uma moto projetada para atrair motociclistas que buscam um equilíbrio entre estética e potência (ao contrário de algumas das suas rivais, como a MV Agusta Superveloce e a Triumph Speed ​​​​Triple 1200 RR que procuram o desempenho máximo.

Yoshida revelou ainda que o motor que a Honda Hawk 11 tem é o mesmo da Africa Twin em termos de hardware, mas ajustando a configuração de abertura do acelerador e tornando o travão motor mais forte para lhe conferir maior desportivismo.

Mas o próprio Masahiro Yoshida deixou claro que é um modelo para o mercado japonês, onde será lançado no dia 29 de setembro. Afirmou que “é um modelo exclusivo para o Japão, e realizamos um método de desenvolvimento para fazer  as motos correspondentes ao tamanho do mercado “.

Assim, a Honda terá  um total de 1.200 unidades da Hawk 11 destinadas ao mercado japonês. Teremos que esperar para ver se a marca finalmente decide trazer este modelo para o mercado europeu. Provavelmente, isso dependerá do sucesso que alcançar no Japão. Teremos então de ser pacientes…

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments