Mercado: Vendas de motos caiem na Alemanha

By on 15 Agosto, 2022

Pior do que noutros mercados, os registos de motos novas na Alemanha quebraram em julho. A sofrer estão as motos de média e alta cilindrada. O ranking germânico coloca a BMW R1250GS, Kawasaki Z900 e Yamaha MT-07 no topo.

A falta de novos modelos na rede de concessionários, acabou por penalizar o mercado alemão, o mais importante da Europa no que diz respeito às motos e em particular as acima de 125 cc.

Em julho, os registos de novas matrículas ficaram em pouco menos de 21.500 unidades , mostrando uma queda de 9,2% em relação a julho de 2021. Mas também as vendas de motociclos novos desaceleraram no sétimo mês do ano na Espanha (-7,3%), em Itália (-8%) e no Reino Unido (-11,4%). Portugal foi um dos países menos afectados por esta quebra, com uma diminuição pouco significativa nos registos (-1,3%) no sétimo mês de 2022.

Na Alemanha praticamente todos os segmentos foram afetados, mas o maior declínio foi observado precisamente entre as motos com cilindrada superior a 125cc, que representam a maioria absoluta das vendas alemãs.

Voltando aos países mencionados acima, os 205.700 registos em Itália no período janeiro-julho levaram a uma perda de 4% (mas devido ao declínio das scooters, porque no mesmo período as motos aumentaram 4%); em Espanha, por outro lado, houve um ganho de 6,8% e no Reino Unido o superávit foi de + 6,4%.

Nos primeiros sete meses deste ano, 78.764 motociclos acima dos 125cc (-7%) foram registrados na Alemanha, o que significa que no ano passado a participação de mercado deste segmento caiu cinco pontos: de 61 para 56%.

Por outro lado, as motos até 125, que eram 23.150 e tiveram um aumento de 3,4% , tiveram um leve ganho. Tudo somado, nos primeiros sete meses as motos matriculadas no mercado alemão chegaram  a 101.902 unidades (-4,8%), para uma participação de mercado de quase 73%. O restante é representado por scooters . Os modelos até 125 representam a parte predominante do mercado de scooters.

Entre os fabricantes de motos (modelos acima de 125), a primeira marca é a BMW (cerca de 17.400 unidades e 22% de participação de mercado), seguida pela Honda (9.330) e Kawasaki (8.795). A primeira marca italiana no mercado alemão é a Ducati , na sétima posição com 4.615 motocicletas vendidas nos primeiros sete meses.

As motos mais vendidas na Alemanha

Seguindo para o ranking das 50 motos mais vendidas, nos primeiros sete meses de 2022 e com cilindrada superior a 125cc, em primeiro lugar estão as duas BMW R1250GS, o modelo base e Adventure que juntas somam 6.500 unidades , seguidas das duas naked Kawasaki Z900 e Yamaha MT-07. Em termos gerais e em comparação com o mercado italiano, há uma maior prevalência de modelos nus na parte superior do ranking alemão, enquanto no mercado transalpino a preferência vai para os modelos maxi enduro e crossover.

Na Alemanha a primeira moto italiana surge apenas em vigésimo lugar, a Ducati Monster 950 com 850 unidades vendidas e um pouco mais abaixo há outra bolonhesa, a Multistrada V4 com 751 unidades vendidas, que precede a Aprilia RS660 (749) e Moto Guzzi V85TT (594).

TOP 10 (modelos mais vendidos na Alemanha)

BMW    R 1250 GS            6520 unidades      8.28%

Kawasaki Z 900                 2686      3.41%

Yamaha MT-07                 1908      2.42%

Yamaha Ténéré 700       1591      2.02%

Honda  CB 650 R Neo Sports Cafe  1500                1.90%

Honda  CRF1100L Africa Twin     1466      1.86%

Kawasaki Z 650 1367      1.74%

Honda  CMX 500 Rebel 1190      1.51%

KTM 890 Duke  1070      1.36%

Suzuki   SV 650  1016      1.29%

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments