Ensaio Harley-Davidson Road Glide Limited 2020

By on 21 Novembro, 2019

A Harley-Davidson deciciu este ano antecipar o lançamento de um dos seus modelos de topo no segmento Touring, a versão Road Glide Limited 2020, que vem substituir a anterior Ultra Glide de 2019. A Road Glide Limited 2020 vem com o já conhecido motor Milwaukee-Eight 114 de 1.868cc que debita cerca de 116Nm de binário máximo logo às 3.000 rpm e tivemos o privilégio de nos ser disponibilizada uma unidade para ensaio quando ainda decorria o Salão EICMA em Milão.

Em termos estéticos na nova Road Glide Limited sobressai a carenagem frontal do tipo “Sharknose” ( nariz de tubarão ), fixa ao quadro, com dois faróis rectangulares na sua dianteira de tecnologia LED que incluem sistema de luz diurna. O guarda-lamas dianteiro é também um clássico Harley-Davidson, bastante envolvente, mas deixando a descoberto a nova jante de 17” modelo Slicer II.

Os cromados são sempre uma evidência que caracteriza o acabamento de muitos dos elementos das Harley Davidson e a Road Glide Limited não é excepção, embora exista uma versão “black finish” (opção 1.500 eur mais cara ) cujo acabamento de uma série de elementos, inclusivamente do motor, opta por um anodizado negro.

A carenagem frontal é bastante envolvente e alta, englobando quatro manómetros analógicos redondos e um painel  TFT a cores, do tipo “touch screen”, colocado no topo onde podemos controlar e selecionar as várias funcionalidades disponíveis do sistema Boom Box GTS, incluindo música, navegação, comunicações, com emparelhamento do smartphone via bluetooth, para além de acesso a outras informações úteis durante a condução.

Quando nos sentamos pela primeira vez na Road Glide Limited existem duas sensações que de imediato nos invadem, a primeira a do seu peso de 388 Kg e a segunda do conforto do seu assento e da posição muito natural de condução. Com o meu metro e oitenta de altura não tenho problema em ter uma visão desafogada da estrada na minha frente, no entanto, e sendo a proteção aerodinâmica excelente, a altura a que estão colocados os vários elementos de informação da Road Glide pode de facto afectar a visão de condutores de estatura mais baixa.

Há de facto que destacar o conforto e a envolvência do assento, que se estende de forma ainda mais evidente ao lugar do pendura, onde inclusivamente contamos com apoio para os ante-braços, ladeados por duas colunas acústicas com selector de volume, proporcionando longas tiradas em viagem sem acusarmos demasiado cansaço ou dores musculares. As plataformas de pisa-pés estão também colocadas no sítio certo, recolhendo as traseiras, sendo que as dianteiras permitem também alguma oscilação para no caso de inclinação excessiva em curva, ou deixarmos a moto cair, não se danificarem demasiado.

Os comandos são bastante intuitivos e bem colocados sendo que o controle do aquecimento dos punhos está colocado no extremo do punho esquerdo e permite regulação em 6 posições.

Na Road Glide contamos com uma enorme capacidade para transportar bagagem em viagem sobretudo na topcase onde cabem perfeitamente dois capacetes integrais e cuja tampa monta ainda um Rack cromado de belo efeito estético, contribuindo para imagem clássica do modelo e a harmonia e equilíbrio global da sua estética. As malas laterais e topcase são facilmente bloqueadas com a mesma chave que se utiliza para bloquear a ignição/direção, embora o sistema de chave de ignição seja Keyless.

Uma das características que mais evidencia a Road Glide Limited de 2020 é a sua suavidade e a ausência total de vibrações ao ponto de termos a sensação a rodar de que a moto desliza sobre a estrada numa eventual almofada de ar.  As suspensões Showa do tipo “Dual Bending Valve” fazem uma excelente leitura da estrada, proporcionando uma ótima capacidade de absorção das irregularidades mas mostrando alguma limitação em buracos ou elevações abruptas e inesperadas, sentindo-se o impacto das mesmas  com alguma vibração na direção. As suspensões dianteiras não são reguláveis embora apresentem um setup adequado e um excelente desempenho em piso não muito degradado.

Na traseira a suspensão conta com dois amortecedores com ajuste de pré-carga de mola, facilmente regulados a partir do exterior e em função do peso que transportemos num determinado momento ( pendura e/ou bagagem ).

A nível da travagem a Road Glide conta com duplo disco dianteiro de 320mm com pinça de 4 pistons e disco simples de 320mm com pinça de 4 pistons também na roda traseira. A travagem conta com um sistema combinado  “ Reflex Linked Brakes” e é assistida por ABS à frente atrás. As jantes são do tipo Slice II e monta pneus Dunlop 130/80-17” na dianteira e 180/65-16 na traseira.

O motor da Road Glide Limited é o conhecido Milwaukee-Eight 114 com 1.868cc com SOHC, que debita 116 Nm às 3.000 rpm, garantindo uma entrega generosa de potência desde os baixos regimes tornando a condução ultra-suave . A caixa de 6 velocidades é bastante bem escalonada com uma 6 velocidade que mais parece um “over-drive” e que nos permite rodar em estrada aberta a muito baixas rotações.  O consumo de fábrica situa-se nos 5,5 litros aos 100 Kms.

A Harley-Davidson Road Glide Limited dispõe ainda de um novo pacote de electrónica mais sofisticada, o RDRS – Reflexive Defensive Rider System, que proporciona uma maior segurança na condução e que inclui: Cornering ABS, coordenando a travagem à frente atrás em curva, Gestão do Control de Tração em curva,  que impede a roda traseira de perder tração mediante aceleração,   Controle de anti-derrapagem da roda traseira no caso do motor parar em andamento ou em desaceleração em estradas de pouca aderência, sistema VHC de travagem da moto quando parados em subidas muito íngremes, controle da pressão dos pneus  e outras funcionalidades.

A Harley Davidson Road Glide Limited está disponível em 11 combinações diferentes de cores  e ainda com a opção especial de “Black Finish” que elimina praticamente todos os cromados . O seu PVP base são 31.900 euros sendo a versão mais cara, com combinação de duas cores especiais,  36.700 euros. A opção “Black Finish” tem um custo adicional de 1.500 euros.

FICHA TÉCNICA

Galeria de Imagens

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!