Ensaio Husqvarna Svartpilen 701 – Uma Flat Tracker para “duros”

By on 6 Junho, 2019

A Svartpilen 701, versão mais potente da 401, é ainda mais radical na sua abordagem, quer na definição neo-clássica e futurista das suas linhas, quer na agressividade da sua ciclística e potente motorização.

Num estilo totalmente alternativo a Husqvarna entra no segmento das motos de estrada com motos que rompem com a estética habitual. Na nossa opinião e após ensaio da Svartpilen 701 diríamos que a Husqvarna tentou criar um modelo que carregasse consigo a tendência neo-clássica em voga e que em simultâneo proporcionasse uma experiência de condução única, próxima de uma moto de competição ao estilo de Flat Track, onde inclusivamente a própria roda dianteira que monta é de 18”.

A Svartpilen 701, é uma moto marcadamente urbana, onde até mesmo a sua tonalidade se confunde com os tons cinza do betão das grandes urbes… o seu estilo teoricamente mais descontraído que a sua irmã Vitpilen, esta mais exigente em termos da postura mais agressiva que obriga o seu estilo “Café”, mantém uma uma enorme rigidez da sua ciclística acentuada pelo minimalismo do seu assento ( o do pendura confunde-se inclusivamente com uma tampa de baquet ) onde o conforto se sacrifica ao estilo quer estético quer da pilotagem mais agressiva a que convida. Se procuram uma moto para circular tranquilamente pelas avenidas e ruas da vossa cidade a Svartpilen não preenche esse requisito. Se pelo contrário são fãs de arranques de roda no ar, assim que os semáforos abrem, e pretendem explorar a excelente ciclística que vos acompanha, então a Svartpilen preenche todos os requisitos, tendo inclusivamente um botão “mágico”que desliga o controle de tração tornando a moto ainda mais “pura e dura”.

A posição de condução é direita sobre a frente, como se de uma moto de supermotard se tratasse, semelhante à Hypermotard da Ducati, guiador largo e assento alto a deixar as nossas pernas esticadas para chegarem bem ao chão. O comportamento em curva é preciso e os pneus Pirelli MT60RS têm uma aderência extraordinária para serem pneus mistos, realidade que confere um grau extra de confiança e permite uma maior agressividade na condução.

Apesar de ter apenas um disco na frente a pinça da Brembo de 4 pistons faz jus à imagem da sua marca e trava com segurança e efectividade facilmente doseável os menos de 160 Kg da Svartpilen. As suspensões invertidas de 43mm da WP são ajustáveis em pré-carga e extensão de mola.

Já o motor é um “experiente “690” da KTM, motor que tem vindo a evoluir ao longo dos anos e que com um novo setup e ajuste de mapas de ignição debita agora 74 CV, mais 2 CV que a própria KTM 690 Duke. A potência está presente desde baixa rotação, como se de uma moto de offroad se tratasse, aliás sector onde a marca Husqvarna se tem afirmado nas últimas décadas. Um toque de modernidade é dado ainda no desempenho do motor com a introdução de quickshift nas passagens de caixa e de função auto-blipper para facilitar a entrada de velocidades nas reduções.

O estilo minimalista da Svartpilen 701 e a sua estética vanguardista podem não ser consensuais e não agradar aos mais conservadores no entanto está em linha com a estratégia estabelecida pela marca que definiu uma entrada alternativa no segmento das motos de estrada com as suas duas linhas, as “Cafés” Vitpilen e as Scramblers com estilo Tracker das Svartpilen.

O painel LCD de informação está em linha com o conceito minimalista da Svartpilen mas é bastante completo em termos da informação que disponibiliza. A sua estética e formato redondo alinham com o restante estilo da moto e enquadra-se no conjunto dos elementos da dianteira onde também o farol redondo de tecnologia LED evidencia o conceito vanguardista da moto. O mesmo conceito está também expresso no farol traseiro, integrado na parte inferior do conjunto posterior, de assento, guarda lamas e painel lateral direito que alinha com a ponteira de escape.

Estética futurista, que mantém traços inspirados nas motos clássicas, numa simbiose perfeita de linhas estilos, ciclística de topo, com travões Brembo, suspensões WP e pneus Pirelli MT60 de piso misto com tacos e motor monocilíndrico de origem KTM, o mais potente até hoje produzido, a Svartpilen 701 é uma moto especial que procura um target jovem mas experiente, com vontade de explorar novos limites de pilotagem.

Sendo um modelo de topo e exclusivo o seu preço condiz também com esse mesmo posicionamento, onde a qualidade dos acabamentos é excelente e todos os materiais são de extrema qualidade.

Husqvarna Vitpilen 401 ( Ver Ficha Técnica completa AQUI )

692.7 cc cilindrada

74 CV de potência

37 Nm de Binário

9.5 Litros de depósito

158.5 Kg de peso

11.441 € de PVP

+ Estética, ciclística e motor

– Espaço pendura, suspensão dura

 

Concorrência

Aprilia Dorsoduro 896cc / 95 CV / n.d. Kg / 10.375 euros

Ducati Scrambler 800 Icon   803cc / 73 CV / 189 Kg / 9.345 euros

Yamaha XSR 700 XTribute 689cc / 75 CV / 188 Kg / 8.750 eur

 

Galeria de Imagens

 

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!