Teste Honda CB 1000 R Black Edition – Neo Sports Cafe de luxo!

By on 7 Julho, 2021

A Honda chama-lhes Neo Sports Cafe, tentado fugir ao mais mainstream termo naked bike e não entrando na guerra de prestações e potência que as hyper nakeds apresentam…este é um conceito que representa uma forma de estar mais despreocupada mas contando com muito estilo e para uma utilização predominantemente de lazer. Esta CB1000R é o modelo mais evoluído da gama e traz para 2021 argumentos que vão deixar os apreciadores do género com mais e melhores sensações, até pelos detalhes que estão bem presentes…para mais esta Black Edition que vamos experimentar eleva ainda mais o seu estilo, com pormenores exclusivos.

Texto de Helder Monteiro

Quando testámos a sua irmão mais pequena a cb 650 R ficámos agradavelmente surpreendidos pela qualidade geral da moto e na atenção que a Honda deu ao modelo…pois aqui na CB1000R essa atenção fica mais uma vez bem patente… Novas jantes, novo farol e protecções de radiador e quadro são as alterações para 2021, assim como a nova ponteira mais estilizada…no caso desta Black Edition temos também os acabamentos em preto e algumas peças exclusivas, o caso da jante traseira, o suporte do guiador maquinado que lhe dá um aspecto premium e as laterais em metal escovado.

Dinamicamente esta moto é uma agradável surpresa, não só pelo seu motor de 4 cilindros em linha que herda da Fireblade de 2006, agora com 143cv e bastantes disponíveis, como todo o conjunto de quadro e suspensões e sem esquecer as fantásticas pinças monobloco  Tokico.

Olhando para o papel e apreciando as caracteristicas técnicas rapidamente nos apercebemos que a CB 1000, não pretende bater records no segmento das hyper nakeds, aliás nunca foi esse o objectivo e nem o seu focus, o quadro é um normal monotrave em aço…pelo contrário a Honda pretende que a encaremos como uma companhia em que os olhares de ciume dos nosso amigos motociclistas sejam permanentes pelas suas linhas e pela sua presença…podemos garantir que muitas cabeças se viram quando a estacionamos numa esplanada, para mais nesta versão black edition que apesar de 1500 euros mais cara que a versão base, é justificável pela sua exclusividade e detalhes.

Na estrada a CB é uma agradável surpresa…o comportamento dinâmico é suave não deixando de mostrar o seu temperamento desportivo quando assim o desejamos, apesar de as suspensões completamente reguláveis mostrarem as suas limitações quando aceleramos vigorosamente principalmente na saída das curvas, onde efectivamente o amortecedor traseiro Showa não consegue acompanhar a colocação de toda a potência disponível. A largura do guiador será um ponto  que poderia ser melhorado, demasiado curto na nossa opinião e que requer alguma habituação principalmente em mudanças rápidas de direcção…mas a curta distancia entre eixos proporciona-lhe uma agilidade digna de nota que conjugado com o bom escalonamento da caixa e a ajuda do fantástico quick-shift, tornam a condução muito próxima de uma desportiva…

Tem um écran TFT de 5 polegadas com integração com telemóveis Android..através da app permite navegação, chamadas, mensagens e musica, personalizável com vários grafismos, onde podemos escolher entre 4 layouts de painel diferentes…é outro dos upgrades disponíveis e que vão fazer as delicias dos adeptos das novas tecnologias

Os 4 modos de condução sendo o modo user personalizável com entrega de potência, travão motor, e CT, colocam-na a par com as mais recentes inovações e padrões dentro das naked de grande cilindrada

Aqui na Black Edition tudo é preto…a suspensão dianteira Showa é toda em preto…um detalhe que fica perfeito na linha geral da moto…as peças maquinadas nomeadamente a que fica directamente em frente ao condutor no guiador, até às novas jantes com acabamentos forjados, esta é uma moto que adora ser apreciada…e nós fazemos-lhe a vontade sem qualquer tipo de sacrifício…

Nesta moto os pormenores são muito importantes…se não soubéssemos que este modelo era standard podíamos jurar que tinha sido preparada numa das famosas garagens de customização. Parece mesmo que foi feita à pedido de um zeloso dono…bom trabalho do departamento de desenho da marca!

A Honda tem na CB1000R Black Edition uma excelente proposta para quem procura um compromisso entre uma Hyper Naked e uma tranquila e atraente moto de passeio. O motor usado neste modelo é perfeito para conjugar esses dois mundos e proporcionar aos seus proprietários muitas horas de condução e prazer na companhia da sua moto.

Neo Sports Cafe…a designação dada pela Honda pode parecer estranha, mas acaba por fazer sentido na utilização que lhe demos, fantástica em meio urbano, sempre com uma tendência para nos olharmos nas vitrines das lojas, com um charme muito particular que nos deixa vaidosos ao olharmos para ela parada em frente à esplanada…em estrada é uma moto capaz de proporcionar largos sorrisos, e muitos quilómetros de diversão…e no fim a CB é na essência uma naked bike cheia de carácter… tem uma mistura única de uma naked desportiva com estilo minimalista de Café Racer… é sem duvida uma mistura explosiva!

 

Ficha Técnica:

Motor

Tipo de Motor4 tempos, 4 cilindros em linha, DOHC, 16 válvulas, com refrigeração líquida
Cilindrada998 cc
Potência143 cv @ 10,500 rpm
Binário104Nm @ 8.250rpm
TransmissãoCaixa de 6 velocidades, final por corrente

Ciclística

QuadroMonotrave em aço
Suspensão Dianteira / TraseiraForquilha Showa SFF – BP USD, 120 mm de curso / Braço oscilante de aluminio fundido com monobloco Pro-Link e amortecedor de gás com regulação hidraúlica de pré-carga e ressalto, curso de 131 mm
Travagem Dianteira / Traseira2 discos de Ø 310 mm de acionamento hidráulico, pinças de montagem radial de 4 pistões / 1 disco de Ø 256 mm de acionamento hidráulico, pinça de 2 pistões / ABS
Pneus120/70 ZR 17 ; 190/55 ZR 17

Dimensões e Preço

Altura do assento830 mm
Distância entre eixos1445 mm
Capacidade do depósito16,2 L
Peso214 Kg (pronta a rolar)
Preço14,800 €

 

Concorrentes:

  • Suzuki GSXS 1000

152 cv ; 214 Kg ; Preço a anunciar
  • Kawasaki Z1000

142 cv ; 221 Kg ; Desde 13,390 €

 

Galeria:

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments