BMW patenteia apêndices aerodinâmicos para a futura GS

By on 23 Maio, 2022

A marca alemã patenteou deflectores de ar ajustáveis para proteger o condutor e melhorar a aerodinâmica. Será que se vão estrear na futura R1300GS?

A patente da BMW mostra uma GS com três desses elementos instalados em cada lado. Um ao nível dos pés, outro ao nível dos joelhos e um terceiro ao nível do quadril do condutor. Em suma, todas as partes do corpo expostas ao vento que não estão protegidas atrás da carenagem.

O funcionamento

As abas ou asas só funcionam na pressão do vento em determinadas velocidades e destinam-se a aumentar a proteção contra o vento e as intempéries numa faixa de baixa velocidade. A BMW pensa em asas elásticas de mola ou asas fixas com elementos elásticos.

Basicamente, a marca de Munique ‘fala’ de dois modos possíveis de operação deste novo sistema de proteção. Por um lado, são mencionados na patente defletores de ar com suspensão elástica de mola, que se destinam a manter o vento e a chuva longe do condutor a baixas velocidades e, sob certas circunstâncias; estas recolhem gradualmente na carenagem com pressões de vento mais altas. Na mesma patente, a BMW descreve uma segunda variante desses defletores de ar como asas fixas na carenagem, que possuem elementos flexíveis ou elásticos na extremidade traseira que mudam de forma em velocidades mais altas.

Fica assim claro que este sistema é exatamente o oposto do sistema que a Guzzi aplica na nova V100 Mandello, onde os ‘flaps’ se abrem eletricamente e devem oferecer mais proteção contra o vento a velocidades mais altas. A própria BMW fala de um sistema passivo, que reage apenas à pressão do vento e está na melhor das hipóteses entre 50 e 120 km/h na posição aberta.

Veremos se a nova GS de 2023 vai trazer de facto estes novos apêndices aerodinâmicos móveis, tal e qual como nos desenhos da patente.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments