BMW R nineT Vagabund: Conversão incrível da boxer alemã

By on 25 Maio, 2021

Os criativos da Vagabund Moto já uma vez tinham realizado uma ciclística amovível de uma só peça para uma R100. Mas para uma boxer R NineT de 2016, uma plataforma amovível não seria o bastante.

Quando se trata de moldar uma peça monobloco em metal, muitos sabem que na Áustria está um dos principais especialistas nesse tipo de trabalho. Para o Tin Man (Homem de Lata) não há impossíveis e a Vagabund Moto na sua arte de moldar metal para customizar esta BMW R NineT, a partir de um modelo de 2016.

Em contraste com a R100, quase tudo o que é importante para a função desta BMW está debaixo do depósito. Uma vez que existe apenas uma peça de sustentação e para erguer a peça única em aço que integra o depósito, assento e cauda curta, pouco se veria da parte do painel e frente assim que fosse aberto, Por isso, foram necessárias duas unidades: uma como suporte e cobertura para toda a tecnologia e como estrutura traseira e base para albergar a pequena bolsa de ferramentas debaixo do banco; outra como uma segunda pele exterior pintada em prata. 

Assim, enquanto o Tin Man tratou do desenho e construção da cobertura metálica, a Vagabund Moto moldou o restante desta R nineT a partir de peças de aftermarket. Foi esse o caso das jantes de carbono Rotobox, dos apoios de pés e alavancas da Rizoma ou pontes da forquilha fresadas da Messner Moto.

Além disto, a Vagabund desenhou e reconstruiu a elaborada mecânica e toda a parte eléctrica para o monobloco exterior, que pode ser girado para trás. O corpo balança para trás através de controlo remoto e amortecedor de pressão de gás, revelando um pequeno compartimento almofadado com um suporte do tamanho de um cartão de crédito. Basicamente, qualquer homem ou mulher consegue erguer a peça monobloco com uma facilidade impressionante.

A encomenda desta 15ª criação da Vagabund veio de Espanha e, um dos requisitos é que pudesse circular na estrada de forma legal, como qualquer moto comprada num stand – razão pela qual a moto teria de ter a iluminação correcta assim como as emissões de origem para circular na via pública. A R nineT Vagabund manteve de origem o formato da caixa de ar, o ABS, bem como uma grande parte do sistema de escape que termina de forma quase escultural numa volumosa ponteira cromada debaixo do quadro. Na parte restante é revestido com cerâmica preta, tal como os cilindros do motor e parte do engenhoso guarda-lamas dianteiro. 

A Vagabund Moto não é novata nestas coisas. Há quase cinco anos atrás, aprontou para entrar no restrito Clube de Newchurch duas motos, com design e tecnologia para corridas amadoras. Nessa altura provocaram um alvoroço com outra BMW, dessa vez a customizada R100 “The Whale” (A Baleia), uma reencarnação da moto original numa base moderna. Certo é que a sua fama já passou do hemisfério das duas rodas, estando agora a trabalhar para uma encomenda da marca de automóveis Lada. 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments