Condução segura – Como evitar e o que é a ‘Fixação do Alvo’

By on 18 Janeiro, 2021

A ‘Fixação do Alvo’ ou ‘Target Fixation’, é uma das principais causas de acidentes com motos, especialmente entre novos condutores. Como podem observar, este vídeo explica o que é este fenómeno e como evitar esta espécie de íman que nos puxa para o perigo!

Quando fixa a sua visão num determinado ponto, é provável que vire na direção do que está a ver, tendo uma colisão que de outra forma seria completamente evitável.

Um exemplo comum e geralmente benigno é o de um buraco. Vê-o à sua frente e o que acontece? Fica como que paralisado a olhar para ele e passa por cima dele, em vez de fazer um leve desvio e evitá-lo. O fenómeno de fixação do alvo geralmente ocorre devido ao seguinte:

Vemos o objeto ou perigo tarde demais e não achamos que temos tempo suficiente para evitá-lo e, portanto, “fixamo-lo” com os nossos olhos. Entramos em pânico e, em vez de pensar numa forma do evitar, pensamos que vamos colidir. Estranhamente, não há muito material científico sobre a psicologia por trás da fixação do alvo, mas é uma situação muito semelhante a quando as pessoas ficam estáticas quando estão sob pressão. A única diferença é que numa moto, estamos em movimento e por vezes num ritmo rápido correndo o risco de bater em algo de forma muito, muito forte.

Então, como se pode superar isso? Como quase tudo, a prática de andar de moto reduzirá muito e, com sorte, até eliminará o risco de fixação do alvo. Aqui estão 5 maneiras práticas de evitar a fixação de um objeto:

  1. Olhe o ponto de fixação apenas com os olhos e sem movimentar a cabeça.
  2. Minimize a quantidade de tempo que olha para um objeto específico, não deixe os  seus olhos fixarem-se em algo por muito tempo. Outra forma é olhar de foram geral para o que está à sua frente não se focando num ponto específico.
  3. Reaja ativamente, fale com consigo mesmo se for preciso, parece um pouco louco mais será não só uma forma de desviar a atenção do objeto, mas também de escapar do mesmo.
  4. Olhando por cima e procurando em antecipação uma visão geral do que está à sua frente, seja em curvas como em rectas, conseguirá definir as linhas de pilotagem correctas…  Olhe para onde quer ir, não o que você quer evitar!
  5. Relaxe. Quando fica tenso, tende a cometer erros. O seu corpo contrai-se tanto física quanto mentalmente e você aumenta muito as possibilidades de errar. Os exercícios de respiração ajudam e, de novo, fale consigo mesmo. Dizer a si mesmo para “Relaxar” pode realmente funcionar e livrá-lo de muitos perigos.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments