DUCONDA 400: Elegante cafe racer australiana

By on 31 Maio, 2022

Por mais estranha que uma moto customizada possa parecer, esta reflete sempre a ideia de alguém. Neste caso, Noel Muller da Black Cycles Australia quis construir uma cafe racer com peças de uma Honda CB400 de 1978 e um motor da Ducati Monster 400!?

A história deste estranho cocktail começou quando Muller ficou nas mãos com uma Honda CB400T com um motor fora de serviço. Após isto, não hesitou por um instante quando viu na sua oficina um motor refrigerado a “ar” em forma de L da Ducati Monster 400 que tinha rodado apenas de 6.000 km em 20 anos de vida.

Mas claro, não havia forma de instalar o motor italiano no quadro japonês… que como a água e óleo não se misturam. Assim, da CB400, somente a coluna de direção e um pequeno fragmento da parte superior do quadro foram aproveitados; tudo o resto, Muller – que começou por modificar bicicletas de BMX nos anos oitenta – partiria do zero.

A suspensão e os travões originais foram retirados, dando lugar a uma forquilha telescópica de uma CBR600RR, e um braço cantilever na traseira. Ambas as rodas da Duconda 400 foram ‘emprestadas’ de uma VFR800.

Muller que é um grande apaixonado das motos ’vintage’, fabricou o sub-quadro traseiro, a proteção da corrente e da roda dentada em aço inoxidável, soldou o sistema de escapae 2 em 1 e adicionou um assento personalizado, um farol redondo de LED e um painel compacto da Motogadget.

No estilo, a Duconda 400 segue bem o estilo cafe racer, seja no motor como na cor – o verde  verde original do clássico Porsche 356 – mas não deixa de ser intrigante o braço oscilante da VFR 800, que convenhamos, destoa um pouco do resto do conjunto. Quanto ao restante material da Honda CB400T, que no seu tempo sucedeu à CB360, certamente será aproveitado para uma futura moto da Black Cycles Australia.

Quando ao ‘nickname’ Duc-onda, percebe-se perfeitamente a intenção…

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments