Honda NX500: O eminente regresso da ‘Dominator’

By on 11 Maio, 2022

A Honda patenteou os nomes NX e NX500 na União Europeia, recentemente. Isto sugere que a fábrica japonesa irá apresentar novidades em breve, provavelmente um modelo do ano 2023 com a mesma tipologia da icónica Dominator.

Curiosamente, o próprio nome NX500 invoca alguma nostalgia da NX500 e NX650 Dominator, introduzidas pela Honda de 1988 a 2003 com grande sucesso no mercado. E isso também sugere que a NX500 será lançada como uma ‘dual sport’ ou adventure.

Dado que a procura por essas motos aumentou muito nos últimos tempos, não é surpreendente ver a Honda oferecer algo como a NX500 em breve. Enriquece ainda mais a sua gama de motos de aventura, composta por modelos como a CRF1100L Africa Twin , CB500X , CRF250L Rally, bem como a próxima Transalp 750.

Dado que o nome ‘Dominator’ é agora propriedade da Norton Motorcycles, o uso do nome NX também é mais relevante para reviver o legado do NX500 e NX650. Além disso, o nome NX também faz parte da história da Honda no Dakar, especificamente da época em que colocou em campo protótipos como a NXR750V e NXR800V, que conquistaram quatro vitórias consecutivas de 1986 a 1989.

No entanto, ao contrário da geração anterior NX500 que usava um motor monocilíndrico, a NX500 aproveitará o mesmo bicilíndrico paralelo de 471 cc encontrado na linha CB500 e na cruiser Rebel. A Honda CB500X deverá ser a principal base para o desenvolvimento da NX500, especialmente nas áreas ao redor de seu quadro e braço oscilante, mas combinada com um design mais agressivo e robusto.

A Honda também registou os nomes NX200 e NX150 em vários países do Sudeste Asiático, o que sugere que vão existir várias variantes da NX a serem oferecidas ao lado da NX500 em breve.

Conclusão

Os dias dos monocilindricos de grande volume na Honda na Europa terminaram desde a XR 650 R 2008 e a supostamente nova NX 500 não mudará isso. Porque a Honda e o número 500, estão inseparavelmente ligados nos tempos modernos ao atual motor de dois cilindros paralelos em linha com 471 cc, que agora servem quatro modelos A2 atuais e tem pelo menos um outro desdobramento com a CL 500… e provavelmente com a NX 500. A2 significa um máximo de 35 quilowatts ou 47,6 cv de potência, e é exatamente isso que o motor testado e comprovado oferece. Atualmente, a Honda não possui uma ciclística off-road real para este motor na sua linha. Dai, a extensão em que o quadro da bem-sucedida CB 500 X pode muito bem ser a solução para a possível NX. Será no entanto, sempre bem-vindo este regresso da Dominator, ainda que distante dos padrões originais.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments