Melhor Moto 2020 – Retro, conheça os nomeados e vote já!

By on 23 Dezembro, 2020

Para Votar Clique AQUI

Acreditamos que a história é feita de ciclos. No nosso mundo Motociclistico, este regresso a um passado com simplicidade de linhas e de mecânica, trazem-nos de volta a pureza do conceito da máquina de duas rodas. Vintage is cool, mas com a evolução tecnológica da qual já não conseguimos abdicar, este segmento mostra-nos como uma paixão intemporal pode ser sempre redefinida, nunca perdendo de vista a sua origem.

 

A Suzuki Katana; a Triumph Thruxton RS; a Kawasaki W800; a MV Agusta Superveloce e a Benelli Imperiale 400, são as nomeadas para a Melhor Moto de 2020 na categoria Retro

 

Suzuki Katana

Inspirada no icónico modelo dos anos 80, a Suzuki resolveu dar-nos uma profunda renovação da Katana. Com o motor e chassis derivado da GSXS 1100, a estética mereceu especial atenção ao acolher o tão característico farol quadrado e as formas acutilantes do modelo original. A posição de condução natural e a versatilidade de utilização foram tidas em conta, o TFT monocromático e o controle de tracção trazem-na para o seculo 21. As suspensões Kayaba, a ciclística ágil e o motor disponível fazem dela uma clássica moderna bem orgulhosa por honrar o seu legado.

Preço: 13 999 € ; Potência: 147 cv ; Peso: 215 kg

Triumph Thruxton RS

A marca britânica fez um upgrade desportivo num dos seus modelos com mais carácter. A Thruxton surge para 2020 nesta versão RS com um motor revisto nos seus componentes internos e na admissão, permitindo um aumento de potência e binário, o seu peso foi reduzido, a travagem recorre agora aos Brembo M50 e monta pneus vincadamente desportivos. A electrónica foi actualizada para corresponder ao aumento de performance. A Triumph Thruxton RS está mais exclusiva, com pormenores estéticos distintos e ainda mais rápida.  

Preço: 17 100 € ; Potência: 105 cv ; Peso: 197 kg

Kawasaki W800

Relembrando a W1 de 1966, a marca nipónica resolveu celebrar os 50 anos da gama W, oferecendo-nos uma W800 inspirada claramente no seu passado. O seu bicilindrico com binário disponível a baixas rotações, os seu escapes cromados de sonoridade inconfundível e a sua posição de condução relembrando outras imagens, fazem desta Kawasaki um máquina do tempo. Existe beleza na simplicidade, e a W800 é prova disso.

Preço: 10 650 € ; Potência: 48 cv ; Peso: 216 kg

MV Agusta Super Veloce 800

Há motos que não passam de um exercício de estilo, nunca chegando a sair do papel para cumprirem o seu destino na estrada. A MV Agusta foi mais longe do que aproveitar a brilhante ciclística e capacidade motriz da F3 e dar-lhe uma vestimenta retro. Deslumbrante de admirar e com uma condução assumidamente desportiva, a Superveloce é das maquinas mais bonitas do segmento (quem sabe, do mercado). Iluminação full-led, um TFT de 5 polegadas, controle de tracção e quick-shift bidirecional são algumas das características que a trazem a uma realidade actual. A MV Agusta Superveloce é a prova viva de que o bom gosto é intemporal.

Preço: 19 900 € ; Potência: 148 cv ; Peso: 173 kg (a seco)

Benelli Imperiale 400

Com uma imagem que parece saída directamente  dos anos 50, esta Benelli Imperiale 400 é uma ode à simplicidade. Descomplicada, de utilização fácil e com muita atenção ao detalhe, a sua facilidade de utilização é uma mais valia para todos aqueles que são amantes do estilo vintage. O motor despachado serve o seu propósito sonoro e o ABS cumpre no capitulo da segurança. A Benelli Imperiale 400 é um chamariz para quem tem um gosto clássico.

Preço: 3 970 € ; Potência: 20,4 cv ; Peso: 205 kg

Clique AQUI para fazer a sua votação!

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x