Melhor Moto 2020 – Hyper Naked, conheça os nomeados e vote já!

By on 23 Dezembro, 2020

Para Votar Clique AQUI

Nos últimos anos este segmento do mercado tem feito perder o sono a muito bom motociclista. Mantendo a sua simplicidade estética, sem grandes adornos carenados, as Hyper Naked mantêm uma enorme familiaridade com as máquinas mais desportivas de cada marca, mas também conservam uma real polivalência na sua utilização no mundo real. À medida que os valores de potência sobem vertiginosamente, elas ganham apêndices aerodinâmicos, motores sobrealimentados, dão origem a troféus e continuam absurdamente divertidas.

A Aprilia Tuono V4 1100 Factory, a KTM 1290 Super Duke R, a Ducati Streetfighter V4 S e a Kawasaki Z H2, são as nomeadas para a Melhor Moto de 2020 na categoria Hyper Naked

Aprilia Tuono V4 1100 Factory

A Aprilia renovou a sua arma no capítulo das naked super desportivas de forma inequívoca. Equipou-a com suspensões semi-activas Ohlins smart 2.0 e com todo o pacote de ajudas electrónicas (com grande capacidade de costumização) derivadas da RSV4.  A inclusão de componentes em carbono completam o pacote dinâmico daquela que é considerada uma referência como ferramenta de precisão (encontra-se tão à vontade em pista como na estrada). Até um trofeu nasceu para lhe dar um contexto próprio. A Tuono V4 1100 Factory continua a fazer do seu acutilante chassis e fantástico motor uma máquina com créditos firmados neste segmento.

Preço: 18 874 € ; Potência: 175cv ; Peso: 185kg (a seco)

KTM 1290 Super Duke R

Com o seu binário inesgotável, postura irreverente e desafiadora, a KTM subiu os valores de potência e aprimorou o chassis, tornando-a mais eficaz mas também mais fácil de explorar. O novo IMU de 6 eixos trouxe um update aos sistemas electrónicos, ajudando a controlar o poderoso LC8 (que recebeu válvulas em titânio e nova admissão). Um novo sistema de escape e um quadro mais rígido (assim como o braço oscilante), as suspensões WP Apex e os Brembo Stylema são outras renovações dinâmicas importantes neste modelo. A Super Duke R continua a comportar-se de modo muito pouco sério, sempre pronta a dar-nos sorrisos bestialmente rápidos.

Preço: 19 943 € ; Potência: 177 cv ; Peso: 189kg (a seco)

 

Ducati Street fighter V4 S

Com a chegada do V4 às superdesportivas da marca de Bolonha, foi com grande expectativa que a Ducati criou a Streetfighter. Com a fasquia de potência a passar a barreira dos 200 cv, repleta de electrónica (nesta versão S com Ohlins semi-activas e travões Brembo Stylema) e sendo a primeira naked a utilizar apêndices aerodinâmicos (as chamadas asas), a sua facilidade de utilização e comportamento surpreendetemente civilizado surpreenderam todos os que esperavam um monstro inguiável. A sua qualidade de construção, exclusividade e design inconfundível fazem dela um objeto de desejo.   

Preço: 23 545€ ; Potência: 208 cv ; Peso: 178 kg (a seco)

Kawasaki Z H2

A Kawasaki aproveitou o seu 4 cilindros de 1000cc sobrealimentado para renovar o topo da sua gama Z. Um poço de força, a sua linearidade torna-se tão desconcertante como o chilrear do compressor em desaceleração. Conta com uma unidade de medição inercial da Bosh (patrocinando as ajudas electrónicas) suspensões Showa e um interface especifico através da app da marca. A Kawasaki ZH2 é uma moto com uma estabilidade e previsibilidade ímpares, com prestações a condizer.

Preço: 18 390 € ; Potência: 200 cv ; Peso: 239 kg (ordem de marcha)

Clique AQUI para fazer a sua votação!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments