Museu americano sorteia Harley-Davidson Knucklehead de 1937

By on 21 Fevereiro, 2022

Desde 2002 o ‘Dale’s Wheels Through Time Museum’ (WTT) colocou em rifa 20 motos, incluindo duas Harley’s clássicas de 1935 e 1936, duas VL Flathead Bobbers. No ano passado a moto que saiu do museu da Carolina do Norte, foi uma Panhead restaurada de 1948, mas a fasquia sobe mais alto em 2022 com um modelo ainda mais icónico.

A moto sorteada por rifa este ano foi uma Harley-Davidson EL Knucklehead de 1937, com belos acabamentos em Azul Delphine. A intenção da Harley quando a construiu  com esta cor foi aumentar as sua vendas, o que ajuda a aumentar ainda mais a raridade deste modelo que um sortudo colecionador vai levar para a sua garagem.

A Knucklehead é uma das Harley-Davidson mais procuradas por coleccionadores. A série destes motores funcionou entre 1937-1947, marcada pelas eras Flathead e Panhead. Quanto à Knucklehead de 1937 que vai em breve sair para as mãos de um colecionador, esta apresenta todas as peças originais do fabricante e os responsáveis do museu dizem tratar-se da “moto mais rara e mais original até agora” disponibilizada.

O ‘Dale’s Wheels Through Time Museum’, com sede em Maggie Valley, na Carolina do Norte, realiza uma rifa anual para sustentar os custos de funcionamento do museu e financiar novas peças de motos que precisam para os seus restauros. Além disso, acordo com os critérios do museu, cada moto em exposição deve estar sempre pronta a funcionar.

Anos em produção: 1936-1947

Unidades produzidas no ano de lançamento: 1704  

Potência do motor: 40 cv

O terceiro V-Twin da Harley-Davidson

O nome Knucklehead é um heterónimo usado pelos entusiastas para se referir a um motor de moto Harley-Davidson, assim denominado devido à forma distinta das guias de válvulas do motor. Trata-se de um motor de dois cilindros inclinados a 45 graus, accionado, com duas válvulas por cilindro. Foi o terceiro motor V-Twin usado pela Harley-Davidson, substituindo o modelo VL de cabeça plana em 1936 como modelo topo de gama da HD. O motor foi fabricado até 1947 e foi substituído pelo motor Panhead em 1948. Os modelos com motor Knucklehead eram originalmente referidos como “OHVs” pelos entusiastas da época e na literatura oficial da Harley; o apelido surgiu da cultura custom da Califórnia do final dos anos 60.

Como o design dos motores Harley-Davidson tem evoluído ao longo dos anos, a forma distinta das tampas das válvulas permitiu aos entusiastas da Harley classificar um motor simplesmente olhando para a forma da tampa. As tampas de válvulas dos motores Knucklehead apresentam contornos que se assemelham aos nós dos punhos de uma pessoa e isso justificou o seu nome.

Em 1936 foram produzidas 1.704 unidades da HD Knucklehead, das quais 1.526 eram a versão EL, a mais apetecível. Em 1938, o modelo E foi lançado da linha e as restantes motos receberam luzes de aviso para substituir os manómetros de pressão de óleo e amperímetros, uma caixa de balancins completamente fechada, melhores travões e transmissão.

Em 1941, o desenho do knucklehead foi expandido para a cilindrada de 1.200 cc e outros melhoramentos mecânicos foram feitos em toda a linha de produtos. Com o início da Segunda Guerra Mundial, a produção civil foi limitada e o fabrico de materiais para tudo menos para o esforço de guerra também.

Até que ponto é que a produção caiu durante a guerra? Em 1940, a produção dos modelos EL e ES totalizou 4.069 unidades – em 1943, caiu para apenas 158. Em 1947, a produção tinha voltado para 4.354 motos EL e ES, mas 1948 viu o amanhecer do motor Panhead e o pôr-do-sol do Knucklehead.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments