MV Agusta tem em projeto uma sucessora da F4

By on 31 Maio, 2022

Em Varese, a MV Agusta tem em projeto uma nova desportiva ‘premium’ para suceder à icónica superbike F4. Foi o próprio CEO da marca, Timur Sardarov, que o confirmou a um conhecido portal de motos do Reino Unido.

“A F4 era um moto única quando foi lançada. Queremos ter essa singularidade olhando cinco anos à frente, e isso não é muito fácil”, disse Sardarov aos nossos colegas da MCN, enfatizando ainda a necessidade da marca construir algo tecnologicamente superior, usando a tecnologia disponível agora e daqui a cinco anos. No entanto, o atual CEO da MV Agusta também aludiu ao fato de que a nova F4 pode não adotar um DNA de superbike focado na pista como o original. “Ainda estamos na fase de projeto e há diferentes ideias técnicas que estamos a analisar“, referiu aquele responsável.

Além de projetar uma nova forma para a substituição da superbike F4, a MV Agusta também terá que criar um novo design de motor. Sardarov já havia sugerido que a sua capacidade de 1.000 cc permaneceria, juntamente com a probabilidade de uma configuração de quatro cilindros, mas prometeu que superaria significativamente a concorrência.

Quando foi lançada pela primeira vez como F4 750 em 1999, muitos elogiaram o design  excepcionalmente afilado e desportivo desta moto, então ‘assinado’ por Massimo Tamburini, o mesmo génio que deu ao mundo a Ducati 916. A F4 750 evoluiu mais tarde para uma moto de litro em 2005, após mudanças nas regras (de cilindrada) do motor no Mundial de Superbike que ocorreram na época. Mas de resto pouco foi alterado, nem precisou!

“Para o design, não estou preocupado. Podemos enlouquecer o quanto quisermos – é a MV Agusta. Mas precisamos ter muito cuidado onde escolhemos o caminho, porque pode variar muito o que fazemos e quanto custa”, acrescentou Sardarov sobre este novo projeto.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments