Reino Unido: Adulterar os níveis de emissões será proibido!

By on 31 Outubro, 2021

Os motociclistas britânicos ficaram alarmados com a sugestão de que o governo poderia introduzir medidas que impedissem a customização de motos. E foram pedir esclarecimentos ao Departamento de Transportes, que explicou as propostas de anti-adulteração às especificações originais das motos, nomeadamente nos níveis de emissões.

Fonte: FEMA

As propostas anti-adulteração, geraram de imediato grande preocupação entre os motociclistas, uma vez que qualquer modificação da moto seria considerada ilegal. Para descobrir a verdade sobre os rumores que corriam, representantes de organizações de motociclistas reuniram-se com funcionários do Departamento de Transportes (DFT) do Reino Unido.

Assim, uma delegação do Conselho Nacional de Motociclistas (NMC) e o Departamento de Transporte, esteve reunida tendo como tema principal as regulamentações d anti-adulteração de veículos. Essas propostas anti-adulteração, foram de facto apresentadas na Consulta de Revisão da Regulamentação do Futuro do Transporte do Governo Britânico, tendo como objetivo o desempenho ambiental e dispositivos de limitação de velocidade em novos veículos elétricos, mas também visam restringir modificações que conduzam as emissões acima do normal em motos a gasolina.

As propostas visam criar multas por “adulteração de um sistema, parte ou componente de um veículo destinado ou adaptado para uso rodoviário”. Isto. proibiria especificamente a publicidade, assim como a instalação de um ‘produto adulterador’, impossibilitando ainda o uso de peças ou componentes de um veículo não originais. Essas propostas anti-adulteração, impactariam não apenas os motociclistas, mas também os milhares de negócios de acessórios e componentes, que atendem a um próspero mercado de adaptação e customização de motos no Reino Unido.

‘As modificações que levam ao aumento das emissões em motos e carros a gasolina provavelmente vão ser proibidas.’ Craig Carey-Clinch

Craig Carey-Clinch, o Diretor Executivo do NMC, comentou: “Embora estejamos satisfeitos em saber que os motociclistas não serão proibidos de modificar as suas motos, desde que isso não reduza o desempenho ambiental ou aumente as velocidades além das especificações de uma moto , esta proposta deixa várias áreas onde razões legítimas para modificar ainda podem ser negadas. Há também um grande ponto de interrogação sobre como estas propostas irão afectar as motos mais antigas.”

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments