Será que está para breve a apresentação da nova Honda X-ADV 125

By on 21 Abril, 2020

A Honda X-ADV tem vindo a ter um enorme sucesso graças ao conceito abrangente da sua utilização, inédito no segmento das Maxi Scooters e das Scooters em geral.  O conceito foi muito bem desenvolvido tirando partido do crescente sucesso das motos Adventure e em especial da notoriedade da Honda Africa Twin. Digamos que a X-ADV é uma simbiose perfeita entre uma MaxiScooter Integra e uma Adventure Africa Twin, uma moto perfeita para uma utilização no dia a dia, capaz de nos proporcionar viagens de fim de semana com conforto, sem limites no caminho que escolhermos e aventurar-nos num momento determinado por uma qualquer pista de terra que nos leve ainda mais além.

Das muitas oportunidades que temos tido de testar e rodar na Honda X-ADV fica-nos sempre em memória a sensação de uma experiência gratificante, quer pela variedade de lugares que pudemos visitar, quer pelo desempenho excepcional nas diferentes estradas que rodámos. Quando nos fazem aquela pergunta de que “ Se tivéssemos que ter só uma moto para tudo, qual é que seria ?” a Honda X-ADV é sempre uma das que nos vem à memória.

Ora a Honda, consciente de que o conceito vingou, tratou dentro de algum conservadorismo, de o fazer alargar a outros segmentos de cilindradas mais baixas. A tão falada X-ADV 150 já existe em mercados que não o Europeu, mas antes na Ásia e nos Estados Unidos, embora na nossa perspectiva seja um modelo que pelas suas características, sofisticação, conceito e posicionamento de topo de gama, estivesse especialmente direcionado para o mercado Europeu.

Face à contingência global que estamos a viver provocada pela pandemia do Covid-19, é natural que os lançamentos de novos produtos tenham sido adiados. Vemos por exemplo que até as principais feiras internacionais do sector, que se realizam perto do final deste ano em Colónia e em Milão, foram também adiadas. O facto de este ano ser um ano de transição para todas as marcas na Europa, por força da obrigatoriedade de todos os modelos passarem a ter que ser certificados dentro das limitações em termos de emissões estipuladas na nova norma Euro 5, agrava ainda mais a capacidade das marcas, com todas as suas fábricas e canais de distribuição parados, de desenvolverem todo o processo previsto de actualização dos seus modelos.

De qualquer forma a Honda X-ADV 150 é já uma realidade, um modelo que tem tido enorme sucesso em mercados onde se privilegia as baixas cilindradas, exemplo do mercado Asiático, e que faz pensar que uma versão 125, tendo por base a ciclística da Honda Forza 125 e vestida com “roupa” ADVenture, possa ser muito brevemente anunciada também na Europa.

Com base no que conhecemos da versão existente X-ADV 150 podemos perfeitamente imaginar que a sua versão Europeia de 125cc inserida na Gama de 2021 poderá ter a seguinte configuração :

CONCEITO / DESIGN

  • Linhas modernas e robustas
  • Estética SUV / Crossover
  • Suspensões de curso superior
  • Travão dianteiro assistido por ABS
  • Écran dianteiro com 2 posições
  • Descanso lateral e central
  • Faróis de tecnologia LED
  • Painel Digital LCD dotipo Rally
  • Tomada USB para carregamento
  • Capacidade de 26,5 litros de bagagem debaixo do assento
  • Escape em posição alta beneficia desempenho for a de estrada

A posição de condução será mais alta do que numa scooter normal graças ao maior curso das suas suspensões mas confortável tanto para o condutor como para o pendura proporcionado por um assento de dimensões generosas e de formato anatómico. Conforto e capacidade de carga poderá ser aumentado com a opcional topcase Honda do modelo que proporciona apoio lombar ao pendura.

 CICLÍSTICA / CHASSI

  • Grande agilidade a baixa velocidade
  • Suspensões Showa na dianteira
  • Curso de suspensões acrescido na dianteira e traseira
  • Travagem com ABS na dianteira
  • Travão mecânico de tambor na traseira

A X-ADV 125 será certamente uma scooter ágil graças á sua geometria. As suspensões dianteiras tradicionais Showa com 31mm têm um curso de 130mm e atrás monta duplo amortecedor também da Showa com depósito do tipo “piggyback” e com um curso de 120mm, qualidade e desempenho assegurados que numa scooter 125 é de facto pouco usual.

Na frente temos roda de 14” com pneu de 110/80 e atrás roda de 13” com pneu 130/70.  O travão dianteiro conta com um generoso disco de 240mm assistido por ABS e travão de tambor na roda traseira sem ABS obviamente que para uso em offroad é imprescindível. A Honda insiste na utilização do antiquado sistema de travão de tambor na roda traseira justificando que a performance de uma 125 não necessita de travões de disco na roda traseira.

MOTOR*

  • Monocilíndrico 4 tempos, 4 válvulas, SOHC
  • Refrigeração Líquida
  • Cilindrada de 124,9 cc
  • injecção electrónica PGM-FI
  • taxa de compressão 11,5:1
  • Potência máxima 15 CV às 8.750 rpm
  • Binário 12,5 Nm às 8.3250 rpm
  • Arranque eléctrico
  • Compatível Euro 5
  • *nota: características actuais do motor da Honda Forza 125

Será um motor com uma boa resposta a baixa rotação, apto para uma utilização dinâmica em ambiente urbano, com uma boa velocidade de ponta, baixas vibrações e com uma entrega progressiva de potência graças à trasmissão V-Matic.

A Honda X-ADV 125 será uma moto divertida, ágil e versátil, que nos leva a todo o lado, seja na cidade ou no campo e apta para nos levar à praia no verão e fazermos aqueles estradões de acesso cheios de areia, com enorme sensação de segurança, conforto e liberdade.

Não sabemos o seu PVP ( perto dos 5.000 eur ? ) nem quando estará disponível, certamente no final de 2020 já como modelo de 2021 e virá em várias cores, sobretudo naquela mais desejada, que mais nos faz recordar a sua irmã maior X-ADV e a mais apta Adventure, a Africa Twin.

Aguardemos pois então…

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!