Ensaio Triumph Rocket 3 R – 2.500 cc de músculo cheios de agilidade

By on 6 Março, 2020

Pode parecer um contrassenso o achar que uma moto com um motor com 2.500cc  e um binário de 221 Nm a pesar quase 300 Kg possa combinar “músculo” e agilidade.  Sobretudo se pensarmos no anterior modelo, nascida em 2004, para enfrentar as “heavy cruisers “ americanas no seu próprio território, pois essa era a intenção da Triumph quando criou a sua primeira Rocket III.

De 2004 para 2020 o modelo deu um salto de gigante, conseguindo “emagrecer” cerca de 40 Kg, sobretudo pela adopção de um novo quadro de alumínio, e evoluindo na sua geometria de forma a transmitir uma sensação de agilidade surpreendente para uma moto desta “envergadura”.

E se no modelo anterior da Rocket III curvar era uma manobra que se tinha que abordar com contenção, na nova Rocket 3 de 2020 as trajectórias desenham-se de forma natural e a moto tem um comportamento em curva irrepreensível, mesmo considerando a penalização pela largura extrema do pneu traseiro, um AVON COBRA com 240 de 16”, pneu que inclusivamente pouco interfere nas mudanças rápidas de direção e no encadeamento de curvas e contra-curvas. Realmente surpreendente o comportamento ágil e preciso da Rocket  3, inclusivamente isento de desequilíbrios na direção da moto.

O estilo musculado da moto é realmente impactante e cada elemento contribui de forma precisa para reforçar o look de PowerCruiser da Rocket 3, existindo um equilíbrio notável entre todos os seus componentes de forma a criar uma estética em simultâneo harmoniosa e agressiva.

Os dois faróis dianteiros, imagem de marca da Triumph imposta pela Speed Triple, são de tecnologia LED e incluem luz diurna, adornados no seu centro com o logo da marca. O farol traseiro, também LED assim como os intermitentes, está totalmente integrado no guarda-lamas de trás e o suporte de matrícula está fixo no braço oscilante, pelo que acompanha a roda traseira no seu curso de suspensão.

As suspensões dianteiras são Showa invertidas de 47mm e apesar de um curso limitado aos 120 mm revelam um bom comportamento e uma boa leitura da estrada sempre e quando mesma seja de bom piso. Estradas muito degradadas refletem imediatamente os limites das suspensões com um abanar incómodo da direção, o que não deixa de ser normal tendo em conta o peso da moto e o curso limitado das suspensões. As suspensões dianteiras são reguláveis em compressão e em extensão de hidráulico.

Na traseira o monoamortecedor funciona sobre o monobraço que inclui a transmissão por veio e, tal como a suspensão dianteira, o seu curso é também reduzido, neste caso a apenas 107mm. O forte binário do motor da Rocket 3 e a transmissão por veio não poupam o trem traseiro e submetem-no a um esforço adicional realidade que a rodar de forma conservadora se mantém firme e preciso sem reações estranhas. O amortecedor traseiro é regulável em pré-carga de mola e inclui regulação remota  de hidráulico.

A travagem está assegurada por pinças Brembo Stylema de 4 pistons e discos de 320mm . Na traseira o disco é também de dimensões superiores ao normal, medindo 300mm e mantendo uma pinça de 4 pistons. Acionados em conjunto o poder de travagem é muito efectivo mantendo uma excelente margem de segurança quando se trata contrariar a inércia dos cerca de 320 Kg da Rocket 3 ( com depósito cheio ). A travagem é ajudada ainda por ABS e Controle de Tração ambos em curva.  O conjunto da roda traseira montada no monobraço, com jantes de liga de 5 raios é de um efeito belíssimo e marcante na nova Rocket 3

burst

Mas o motor tricilíndrico da Rocket 3 é o elemento de maior destaque do modelo, não só pela sua cilindrada de 2500 cc, a mais alta de uma moto de produção, como pelo seu binário máximo extraordinário de 221 Nm às 4.000 rpm. A potência máxima 167 cv é atingida às 6.000 rpm. O motor revela uma enorme suavidade, com uma entrega de potência progressiva e desde os mais baixo regimes, a permitir rodar em 6 velocidade e às 2.000 rpm, sem qualquer vibração e subindo de regime apenas com o rodar do punho. A combinação de cilindrada, potência e binário conferem uma personalidade muito própria a esta nova Rocket que se revela por um roncar quase semelhante ao de um V8 americano, onde os enormes e belíssimos colectores laterais em conjunto com o restante sistema de escape marcam e fazem sobressair o estilo musculado desta Power Roadster.

O resposta da Rocket é brutal a partir das 3.000 até às 6.000 rpm, com o redline às 7.000 e uma limitação  de velocidade máxima imposta pelo controle electrónico da moto. A Rocket é uma Power Cruiser que dá imenso prazer conduzir, com uma caixa de 6 velocidades bastante precisa e silenciosa, com uma embraiagem hidráulica assistida mecanicamente para facilitar o seu acionamento e apesar de não incluir de origem quickshift o mesmo está disponível como opção, realidade que na nossa opinião faria sentido incluir como standard e que a Triumph certamente deixou de fora para poder competir em preço.

Com acelerador Ride-by-Wire preciso e progressivo, a permitir gerir as manobras a baixa velocidade com enorme precisão, excelente mesmo, a Rocket 3 inclui ainda 4 modos de condução, Rain, Road, Sport e um modo Rider configurável. A Rocket inclui ainda um sistema de controle em subida que permite travar a moto de forma automática para permitir um arranque mais fácil e a ignição é do tipo Keyless.

A informação é fornecida num painel digital TFT modular, a cores, dirigível no seu ângulo de inclinação e que permite diferentes opções de visualização da informação. A gestão da navegação é feita através do conhecido sistema de joystick de 5 direções, situado no punho esquerdo da moto. A Rocket inclui ainda a função de Cruise Control sendo que apenas a versão GT inclui punhos aquecidos. O sistema Triumph TFT Connectivity System pode ser acedido via Bluetooth para controlar e aceder a uma série de informação adicional. Sobre o painel TFT situa-se ainda uma ficha de 12V para permitir o carregamento de equipamentos electrónicos. Debaixo do banco existe ainda um compartimento estanque e almofadado com tomada USB onde poderemos colocar o nosso smartphone.

Em resumo, a Triumph Rocket 3 representa uma extraordinária evolução face ao modelo anterior, sobretudo em matéria de desempenho da sua ciclística e da agilidade surpreendente demonstrada na sua condução. A suavidade na entrega de potência do seu motor é outra das características marcantes das novas Rocket 3 e a versão R que ensaiámos é das duas versões a mais agressiva por uma posição de condução mais sobre a roda dianteira e com os poisa-pés mais recuados do que na versão GT, esta mais preparada para percorrer maiores distâncias numa posição de maior conforto, tanto para o piloto como para o pendura.

Triumph Rocket 3 Versão GT

Ao contrário da versão anterior da Rocket III, a nova Rocket 3 é uma moto fácil de levar e que pode ser utilizada no nosso dia a dia, certos de que a sua impactante estética não deixará ninguém indiferente por onde quer que passemos ou estacionemos.

A Triumph Rocket 3 R está disponível em duas cores, o Korosi Red do modelo que ensaiamos e uma outra versão negra, Phantom Black .

O seu PVP é de 21.900 eur.  A Triumph inclui um catálogo de acessórios genuínos da marca específicos para a Rocket 3 com mais de 50 referências e ainda um Kit Especial Highway para proporcionar maior conforto em viagem.

Especificações Técnicas

Motorização
Tipo de motor = Tricilíndrico
Cilindrada = 2458 cm3
Potência = 165 cv
Rotação da potência máxima = 6000 rpm
Binário = 220.9 Nm
Rotação do binário máximo = 4000 rpm
Nº de cilindros = 3
Distribuição = DOHC
Alimentação = Injecção electrónica, ride-by-wire
Refrigeração = Líquida
Diametro X Curso = 110.2 x 85.9

TransmissãoTransmissão = Veio
Acionamento = Hidráulico
Numero Velocidades = 6

QuadroTipo de quadro = Estrutura em alumínio
Angulo coluna direcção = 27.9 º
SuspensõesSuspensão dianteira = Forquilha invertida Showa de 47mm
Curso dianteiro = 119 mm
Regulações dianteiras = Sim
Suspensão traseira = Mono-amortecedor Showa
Curso traseiro = 106 mm
Regulações traseiras = Sim

Travões ABS = Sim
Travões dianteiros = Duplo disco
Diâmetro discos dianteiros = 320 mm
Pinças dianteiras = 4 êmbolos
Travões traseiros = Disco
Diametro discos traseiros = 300 mm
Pinças traseiras = 4 êmbolos

Diametro da jante dianteira = 17 “
Medida pneu dianteiro = 150/80-17
Diametro da jante traseira = 16 “
Medida pneu traseiro = 240/50-16

Altura do assento = 772 mm
Capacidade do deposito = 18.17 L
Trail = 135 mm
Peso a seco = 290 kg

CONCORRÊNCIA

Ducati Diavel 1260      1262 cc / 159 CV / 244 Kg / 19.995 eur

Harley-Davidson FXDR 114      1868 cc / n.d. CV / 289 Kg / 22.990 eur

MOTO GUZZI MGX-21     1380 cc / 96 CV / 341 Kg / 24.256 eur 

Galeria de Imagens Triumph Rocket 3 Versão R

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!