Subscreva a nossa Newsletter

Email Marketing by E-goi

Motron X-Nord 125: Adventure para carta A1 | Ensaio

By on 14 Maio, 2024

A Motron está definitivamente de entrada no mercado nacional pelas mãos da MotoXpert com propostas no segmento de 125 cc. Mas quem é a Motron? Pertencente ao grupo Austríaco KSR Group, a marca que agora ingressa em solo luso, nasce de uma parceria entre europeus e asiáticos de forma a oferecer motos com um preço acessível, mantendo os padrões de qualidade exigidos deste lado do globo. Será assim mesmo?

12 que parecem 15

É comum nas motos chinesas que pretendem posicionar-se no mercado com preços mais atraentes vermos motores com menos potência do que os 15 cv, sendo exatamente o que verificamos nesta X-Nord 125. Com um bloco monocilíndrico de 124 cc e 12,5 cv, esta moto está um pouco abaixo do limite de cavalos permitidos para detentores de carta A1 (ou de automóvel), não deixando, ainda assim, de surpreender pela sua disponibilidade desde baixa rotação, aparentando ter mais potência do que a que realmente apresenta. Isto é também possível por termos uma relação de caixa curta, algo que é benéfico em deslocações citadinas, mas que prejudica esta moto em qualquer situação que implique uma via rápida ou retas mais generosas. Com uma relação de caixa mais curta, vêm também mais vibrações devido a rotações mais elevadas a velocidades mais baixas, algo que é notório nesta moto, principalmente a partir dos 75/80 km/h. Apesar de não serem transmitidas para os braços e guiador, a zona dos pousa-pés é bastante afetada e acaba por ser algo incomodativo. É preciso dizer que é relativamente normal num motor monocilíndrico existirem este tipo de vibrações, principalmente com 125 cc, mas o facto de termos a relação de caixa tão curta amplifica isso mesmo.

Pensada para o dia a dia

Apesar da sua ciclística simples, contanto com uma forquilha telescópica na dianteira e um amortecedor central (não sendo nenhum deles ajustável) a X-Nord apresenta uma boa ergonomia e posição de condução, absorvendo bem as pequenas irregularidades do piso, estando claramente focada em apresentar uma prestação confortável no dia a dia, pecando depois um pouco quando há maiores ressaltos ou as velocidades começam a aumentar para perto do limite do motor. Ainda no que diz respeito à posição de condução, há um ponto de melhoria essencial nesta moto. Os plásticos laterais estão colocados num posição algo estranha, que nos prejudica quando nos chegamos ligeiramente à frente, fazendo com que os joelhos batam nesses mesmo plásticos. Algo que certamente será revisto pela marca. Podemos também considerar um ponto a melhorar a sensibilidade da manete direita, uma vez que o disco dianteiro de 265 mm até apresenta boa potência, mas exige muita força até que essa mesma potência apareça. Mesmo com o sistema de travagem combinada (CBS) – que funciona bastante bem com o pedal do travão traseiro – a dianteira apresenta pouca sensibilidade. E o peso poderia ser um problema, mas a verdade é que os 175 kg em ordem de marcha rapidamente desaparecem devido a uma boa distribuição do peso e uma posição de condução baixa, permitindo assim baixar também o centro de gravidade.

Melhorias a fazer

A Motron vem com objetivos ambiciosos para o nosso país, como já dissemos, pelas mãos da MotoXpert. Ainda assim, conseguimos perceber que há vários pontos de melhoria necessários nesta X-Nord. A qualidade aparentes dos materiais não parece ser a melhor no que diz respeito à sua durabilidade e há certos aspetos de conceção da moto que exigem maior atenção, nomeadamente os plásticos laterais, de forma que não nos incomodem quando nos sentamos na mesma. É uma marca recente que tem como suporte um grupo grande que tem vindo a realizar um grande trabalho na Europa, e por isso só podemos esperar melhorias no futuro próximo. Algo a rever também será o preço desta moto, uma vez que entra em territórios perigosos com a concorrência já bem cimentada no mercado. A fiabilidade será também um ponto importante a ter em conta, de forma a manter os seus clientes satisfeitos e mostrar a tantos outros que é possível confiar na marca, fazendo assim com que a mesma se afirme no mercado nacional.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICASMotron X-Nord 125 Touring
MOTOR 
Cilindrada124,8 cc
Potência12,5 cv @ 9.500rpm
Binário9,6 Nm @ 5.500 rpm
Nº de CilindrosMonocilíndrico
TRANSMISSÃO 
Caixa de Velocidades6 Velocidades
Tipo de CaixaManual
QuickShiftNão
Embraiagemn.d
Transmissão FinalCorrente
QUADRO 
Tipo de Quadron.d
Sub-Quadron.d
SUSPENSÕES 
Suspensão DianteiraForquilha telescópica invertida
Curso da Susp. Dianteiran.d
Suspensão TraseiraMono amortecedor central
Curso da Susp. Traseiran.d
TRAVÕES 
Travões dianteirosDisco de 265 mm
Pinças de Travão Diant.n.d
Travão TraseiroDisco de 240 mm
Pinça Travão Tras.n.d
 
JANTES E PNEUS 
Medida do Pneu Diant.100/80-17
Medida do Pneu Tras.120/80-17
AJUDAS ELECTRÓNICAS 
Modos de MotorNão
Outrosn.d
Controle de Binário e TraçãoNão
DIMENSÕES 
Comprimento2085 mm
Altura1285mm
Distância ao Solon.d mm
Capacidade do Depósito14 Litros
Peso a cheio175 Kg
CONSUMOS / EMISSÔES 
Consumo Médio – anunciado3.0L/100 km
Consumo Médio – testado2.8L/100 km
Emissões CO2Euro 5+
CORES 2020 / PVP 
Variantes / CoresPreto; Cinza; Branco
PVP Base s/ despesas de mat.3.499€

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments